• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • À Convite: Priscila Gonçalves - Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar, Sarah MacLean - @Arqueiro

    Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar
    Os Números do Amor # 1
    Autora: Sarah MacLean
    Ano: 2016

    Páginas: 384
    Editora: Arqueiro
    A sonhadora Calpúrnia Hartwell sempre fez tudo exatamente como se espera de uma dama. Ainda assim, dez anos depois de ser apresentada à sociedade, ela continua solteira e assistindo sentada enquanto as jovens se divertem nos bailes. Callie trocaria qualquer coisa por uma vida de prazeres.
    E por que não se arriscar se, aos 28 anos, ela já passou da idade de procurar o príncipe encantado, nunca foi uma beldade e sua reputação já não lhe fará a menor diferença? Sem nada a perder, a moça resolve listar as nove regras sociais que mais deseja quebrar, como beijar alguém apaixonadamente, fumar charuto, beber uísque, jogar em um clube para cavalheiros e dançar todas as músicas de um baile. E depois começa a quebrá-las de fato.
    Mas desafiar as convenções pode ser muito mais interessante em boa companhia, principalmente se for uma que saiba tudo sobre quebrar regras. E quem melhor que Gabriel St. John, o marquês de Ralston, para acompanhá-la? Afinal, além de charmoso e devastadoramente lindo, ele é um dos mais notórios libertinos de Londres.
    Contudo, passar tanto tempo na companhia dele pode ser perigoso. Há anos Callie sonha com Gabriel e, se não tiver cuidado, pode acabar quebrando a regra mais importante de todas – a que diz que aqueles que buscam o prazer não devem se apaixonar perdidamente.

    Começarei esta resenha de forma completamente parcial. Não faz muito tempo que conheci os livros da Sarah MacLean, porém, foi amor a primeira vista, e um amor crescente, pois a cada livro, ela consegue escrever de maneira ainda melhor. E quando tive a oportunidade de escolher este livro pra resenhar, não pensei uma vez sequer, e com certeza, foi a melhor escolha que poderia fazer.

    Lady Calpúrnia, chegou aos 28 anos solteira e com uma reputação inabalável, sempre fazendo aquilo que as pessoas queriam que ela fizesse, sem desrespeitar os padrões da sociedade. Depois de ter uma apresentação não muito agradável, sempre se achou sem graça e feia. Por ser "rechonchuda", acabou sendo deixada de lado pelos homens que não estavam desejando apenas um dote. Quando sua irmã, dez anos mais nova, é apresentada a sociedade, e logo em sua primeira apresentação é cortejada e pedida em casamento pelo Duque de Rivington, ela mesmo que involuntariamente, sente aquela pontinha de ciúmes. Ela escuta do seu irmão que precisaria viver uma aventura e, posteriormente, ouve sua irmã mais nova chamá-la de passiva. Decide então fazer uma lista de coisas que gostaria muito de fazer, mesmo que isto arriscasse a sua reputação. Afinal, o que mais teria a perder? 28 anos, sem nenhum indício de que seria cortejada, e com muita vontade de viver a vida, ela listou 9 coisas que precisaria fazer:

    1. Beijar alguém...apaixonadamente;

    2. Fumar charuto e beber uísque;

    3. Montar de pernas abertas;

    4. Esgrimir;

    5. Assistir a um duelo;

    6. Disparar uma pistola;

    7. Jogar (em um clube de cavalheiros);

    8. Dançar todas as danças de um baile;

    9. Ser considerada linda. Pelo menos uma vez.

    Naquela época, alguns destes itens eram impossíveis de serem realizados, sem que a honra da mulher em questão não fosse arruinada, e outros, ela precisaria definitivamente ser um homem. O item mais simples da lista, foi o realizado primeiro beijo. 

    Durante a noite, ela tomou uma carruagem e foi direto para casa do Marquês de Ralston, por quem sempre suspirou. Eles fazem um acordo: ele a beija e ela precisa ajudar a sua irmã a se apresentar a sociedade. Gabriel St. John, e seu irmão gêmeo, Nicholas St. John, foram abandonados pela mãe ainda crianças, e o mesmo ocorreu com sua irmã, porém, com a morte do pai dela, ela precisou ir morar com os irmãos que não conhecera. Juliana Fiori é muito determinada, e decidiu que não ficaria na Inglaterra mais de dois meses. A tarefa de Callie era auxiliá-la a ser aceita por todos, usando sua boa reputação e, quem sabe, na melhor das hipóteses, encontrar um noivo logo em seu primeiro debut. Como Juliana nasceu na Itália, não conhecia os costumes, não sabia dançar e diversas outras coisas, e teria de aprender.

    Claro que, Callie não iria parar de cumprir a sua bela lista. Quando decide ir a uma taberna para beber uísque, encontra o Gabriel por lá, e mesmo disfarçada, ele consegue reconhecê-la. O encontro termina de forma bem quente na carruagem e isto só estaria começando. 

    Ao cumprir mais um item da lista, em um clube de esgrima e fantasiada de homem, ela encontra mais uma vez o marquês de Ralston, que a proíbe de cumprir mais algum item na lista, sem ele junto a ela. Os encontros foram crescendo, e o sentimento entre eles também. E a aventura só estaria começando. 

    Quando disse no começo que me apaixono cada vez mais pela escrita da Sarah, é justamente pelo que li neste livro. Gabriel e Callie são personagens marcantes, de personalidade forte e com ideais convictos. Enquanto o Gabriel é um libertino, que não se importa com os padrões da sociedade e, definitivamente, acha que o amor não existe, após ver seu pai sofrer tanto com a partida da mãe. Além do mais, a mãe que deveria amar e proteger os filhos, abandona ele e seu irmão, e posteriormente a irmã. E Callie mesmo solteira até os 28, e como viveu até esta idade fazendo tudo que os outros queriam, ela decidiu que iria viver. Então foi em busca de todos os itens da lista e mostrou-se totalmente decidida, e muito louca em alguns momentos. Não abriu mão do desejo, e de se vestir de homem quando necessário.

    Além dos protagonistas muito bem construídos, os personagens secundários não ficaram aquém, são todos bem participativos na história e determinantes para alguns acontecimentos. A irmã da Callie, a caçula, sempre fala aquilo que pensa, mesmo que sejam comentários ácidos. A irmã mais nova e recém chegada, é determinada e é mais uma dos que não acreditam no amor e não deseja se casar. Ainda há alguns outros personagens, que mesmo que não apareçam tanto no livro são cruciais para o desenrolar da história, como por exemplo, o bêbado e viciado em jogos Oxford, que aposta com Gabriel que conseguirá casar com Callie. O irmão gêmeo do Gabriel, Nicholas, só se diferencia dele por conta de uma cicatriz no rosto. O motivo dela estar ali, não foi muito abordado neste livro, creio que pelo fato do próximo livro, "Dez Formas de Fazer um Coração se Derreter", ser sobre ele. Há uma pequena degustação dele no final deste livro, e me deixou totalmente ansiosa, em te-lo em mãos. Ainda há um terceiro livro, "Onze Leis a Cumprir na Hora de Seduzir", que será sobre a irmã dos dois, Juliana. 

    O livro possui uma diagramação excelente, com margens bem espaçadas, e fontes bem agradáveis de serem lidas. A arte da capa é incrível, e pela degustação das próximas capas, acredito que isto continuará. Parabéns a Arqueiro pelo excelente trabalho de tradução e diagramação deste livro maravilhoso, que recomendo a todos amantes de romances de época. E aqueles que ainda não conhecem o gênero, é uma excelente forma de começar.


    6 comentários :

    1. Oi Priscila.

      Gostei bastante da resenha, sou apaixonada por romances de época, e esse me pareceu ser muito bom, estou muito curiosa para conferir essa obra.
      Os personagens parecem ser bem fortes, e essas regras vai dar uma confusão que só, e eu mal posso esperar.
      Boa Tarde.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Priscila Gonçalves28 de abril de 2016 22:40

        Boa noite Marlene, tudo bem? Pois é, este é um belo romance de época, do jeito que os apaixonados gostam, com muita confusão, e uma dose de mocinha sem juízo. Vale muito a pena conferir.

        Excluir
    2. Não tinha lido nenhuma resenha desse livro ainda, mas gostei. Que legal a lista dela. De início achei que fosse um livro previsível, mas ai vi que não tinha nada a ver. Ela não tinha uma vida planejada como as moças assim geralmente tem (bem, não depois dos 28 anos). Que graça a atitude do cara de acompanha-la em tudo. Depois dessa parte esta meio previsível mesmo, até você falou do título do proximo livro e que ele não acredita no amor, mesmo assim parece ser bom. Não li nada de época ainda, esse seria um ótimo começo pelo visto.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Priscila Gonçalves2 de maio de 2016 17:04

        Olha, depois disso não tá tão previsível assim! Acontece muita coisa, mas muita mesmo! :D É um livro que não dá pra respirar, porque sempre está acontecendo algo. É um excelente começo, sem sombra de dúvidas. Pode se jogar!

        Excluir
    3. Você nao faz ideia que hoje foi evento se romance de época e eu ganhei esse livro justamente porque eu li 10 livros de romance de época esse mês mas esse livro em questão se destaca, a escritora passou a história de uma forma tão boa e divertida que eu nao tenho palavras pea explicar como esse livro é bom, eu so sei que se eu pudesse eu comprava um exemplar extra e ia passando entre as pessoas as obrigando a ler e depois elas iriam agradecer.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Priscila Gonçalves2 de maio de 2016 17:06

        Aqui em Salvador também teve, e pouquíssimas pessoas tinham lido ele, acho que não foi mais de 4 pessoas. Uma pena, porque estão perdendo um livro maravilhoso. Espero que leiam logo.

        Excluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!