• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • À convite: Priscila Gonçalves - O eterno namorado, Nora Roberts - @Arqueiro

    Tudo o que acontece na vida de Owen Montgomery é meticulosamente organizado em uma planilha ou lista de tarefas. No trabalho não é diferente, e é graças a sua obsessão por ordem que a Pousada Boonsboro está prestes a ser inaugurada – dentro do cronograma.
    A única coisa que Owen jamais previu foi o efeito que Avery MacTavish teria sobre ele. A proprietária da pizzaria em frente à pousada sempre foi amiga da família e agora, enquanto vê em primeira mão a fantástica reforma pela qual o lugar está passando, também observa a mudança gradativa de seus sentimentos por Owen.
    Os dois foram namorados de infância, e desde então tinham estado bem distantes dos pensamentos um do outro. O desejo que começa a surgir entre eles, porém, não tem nada de inocente e é impossível de ignorar.
    Enquanto Owen e Avery decidem se render à paixão e levar seu relacionamento a um nível mais sério, a inauguração da pousada se aproxima e dá a toda a cidade um motivo para comemorar. Mas quando os traumas do passado de Avery batem à porta e a impedem de se entregar, Owen sabe que seu trabalho está longe de terminar. Agora ele precisa convencê-la a baixar a guarda e perceber que aquele que foi seu primeiro amor pode também ser seu eterno namorado.

    O Eterno Namorado
    A Pousada # 2
    Ano: 2016 
    Páginas: 304
    Editora: Arqueiro


    Em O Eterno Namorado continuamos a conhecer os irmãos donos da pousada BoonsBoro, os Montgomery. No livro anterior, conhecemos um pouco da história da pousada, como era o funcionamento anos atrás e sobre os fantasmas que habitam os quartos, principalmente o fantasma da Lizzie, de Orgulho e Preconceito. Depois da reforma da pousada, Beckett, o arquiteto da família, e Clare, amiga da protagonista deste livro, se uniram e estão prestes a se casar. Mas parece que a pousada não vai parar de unir casais.

    Nesse segundo volume da série A Pousada, conhecemos um pouco mais do Owen e da Avery. Os dois "namoraram" quando eram crianças, e a Avery disse que se casaria com ele quando ainda não sabiam nem o básico da vida. Agora, já adultos e crescidos, ambos possuem muitas responsabilidades. Mesmo com personalidades tão diferentes, os dois são extremamente parecidos em relação ao comprometimento com o trabalho. Ela, dona da pizzaria Vesta, super dedicada e competente, trabalha por mil e ainda assim não esmorece. Quando ela ficou sozinha na cozinha, não parou de trabalhar para que seus fregueses continuassem a ter um serviço de primeira. Mas, por outro lado, ela não tem a confiança que tem no seu trabalho, em relação a sua autoestima. Ele dá duro em todos os empreendimentos da construtora da família, de todos os três, é o que menos para e que sempre tem algo a fazer.

    Seus pais foram amigos até a morte, e o pai deles o fez prometer que ele cuidaria da Avery como se ela fosse da família. E é nítido que ele realmente leva a sério, inclusive uma das cenas que achei mais carinhosas da parte dele foi quando ele foi ajudá-la na pizzaria, mesmo tendo tantas coisas pra fazer na pousada. O relacionamento de amizade entre eles é bem bonita, até o momento que os dois percebem que algo está mudando entre eles.

    Quando eles começam a entender que há um encantamento diferente e passam a analisar se vale a pena se envolverem romanticamente, sem que isso prejudique a amizade que há entre eles, aqueles sentimentos que eles tinham quando crianças começam a retornar. Porém, como em todos os romances do mundo, há sempre algo para interromper os bons momentos, e no caso dos dois é algo do passado da Avery que a impede de se entregar por completo, e cabe ao lindo e maravilhoso Owen tentar um pouco mais.

    Assim como no livro anterior, a trama foi completamente bem construída. Mesmo com situações diferentes com seus personagens principais, as ligações entre eles são bem legais. A Pousada como tema central é algo muito interessante. Sempre que os personagens estão na pousada resolvendo algo, as coisas que acontecem são épicas. A presença da Elizabeth também são cenas que foram muito bem construídas, e eu sempre desejava ver a Lizzie um pouco mais.

    Os personagens coadjuvantes são extremamente importantes para a trama, todos eles precisam estar ali, e sem algum deles faltaria algo. A matriarca da família é um caso à parte e eu daria tudo para ler um livro em que ela seria a protagonista. Pelo que li neste segundo livro, já entendi mais ou menos quem serão os protagonistas do próximo livro e, com certeza, estou muito ansiosa para ler sobre eles. Os dois parecem sempre estar em conflito, e creio que terão muita história pra contar. 

    Nunca tinha lido nada da autora antes de A Pousada, mas percebi que a Nora é bem detalhista, as descrições de itens da Pousada são minuciosas e você consegue visualizar muito bem cada coisinha. Eu me senti dentro de cada suíte, tomando banho nas banheiras cor de cobre e me deu muita vontade de ir lá. 

    Eu recomendo, e muito, estes romances, muito bem construídos, e com um cenário maravilhoso que remete aos romances de época.


    3 comentários :

    1. gente, eu to louca para ler este livro.....adorei a resenha,pri

      ResponderExcluir
    2. Olá.
      Sua resenha está ótima,adorei! E fiquei mais animada a ler esse livro, que já estava na minha lista de desejados. Não lembro se já li algo dessa autora, mas creio que não, apesar de sempre ver comentários muito bons sobre suas obras. Então, vou tentar começar por esse livro, já que gostei da premissa. Beijos.

      ResponderExcluir
    3. Amo Nora Roberts e sua séries, fico querendo descobrir os mistérios, os traumas do passado, que sempre rondam os romances e esta série já está na minha lista, tenho que trabalhar muito para ver se meu salário aumenta, pois a minha lista está cada dia maior, kkkk

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!