• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Leitura da Drica: A arte de correr na chuva, Garth Stein

    Enzo sabe que é diferente dos outros cachorros - um filósofo com alma humana. Ele foi educado assistindo aos programas do canal National Geographic e ouvindo todos os conselhos de seu mestre e dono, Denny Swift, um piloto de corridas. Por causa de Denny, Enzo adquiriu uma grande percepção da condição humana e aprendeu a administrar a vida como em uma corrida de Fórmula 1, onde nem sempre a velocidade é a melhor estratégia. Às vésperas de sua morte, Enzo faz uma retrospectiva de sua vida, relembrando tudo o que ele e a família passaram - os sacrifícios que Denny fez para ser bem-sucedido profissionalmente; a perda inesperada de Eve, a esposa de Denny; a batalha do dono para conseguir a guarda da filha, a quem os avós maternos fizeram de tudo para conseguir a custódia... 'A Arte de Correr na Chuva' é um livro modelado nos desejos e absurdos da vida humana.

    A Arte de Correr na Chuva
    Meu nome é Enzo. E esta é minha história.
    Garth Stein
    Ano: 2008
    Páginas: 304
    Editora: Ediouro 
    "Uma história de amor arrebatadora e um comovente conto de redenção... como só um cachorro poderia contar.”
    E vai ter mais livro de cachorro??? Vai sim!!!

    Dessa vez, quem vai nos contar sua história é Enzo, um cachorro um tanto quanto diferente da maioria: Enzo se sente aprisionado em seu corpo canino pois tem coisas que ele gostaria de fazer, como falar e pegar coisas, por exemplo, que o seu corpo não permite. Quem dá voz a Enzo é Garth Stein, autor e produtor de cinema, e também piloto de corridas.

    Justamente por isso, Enzo é apaixonado por corridas de carro, seu ídolo? Ayrton Senna, do Brasil!!!! Isso mesmo, e é da habilidade do Ayrton de correr na chuva que vem o título do livro.
    Enzo ‘tá velhinho, já quase sem forças e sem controle do próprio corpo, e ai ele vai nos contar a sua história e da sua família.
    " - A verdade está dentro de cada um de nós; a verdade absoluta. Mas às vezes a verdade se esconde em uma sala de espelhos."
    Criado assistindo tv porque Denny, o seu tutor e melhor amigo, tinha que ir trabalhar, ele tem verdadeira paixão pelas corridas e por documentários. Inclusive, foi em um deles que descobriu que, na Mongólia, acredita-se que os cães podem voltar em uma próxima vida como humanos. Assim, o grande objetivo de Enzo é aprender tudo o que puder para ser um bom humano.
    "Sempre me senti quase humano. Sempre soube que havia algo em relação a mim que era diferente dos outros cachorros. Certo, estou preso no corpo de um cachorro, mas trata-se apenas da carcaça. O que está dentro é que é importante. A alma. E a minha alma é muito humana.”
    Denny casa e Enzo tem que se adaptar a dividir o amor dele com Eve. Quando Zoe nasce, ele se torna o fiel guardião e melhor amigo da garotinha. Enzo também é o porto seguro de Denny nos momentos de dificuldade da carreira, cheia de altos e baixos, o conforto de Eve nos piores momentos da doença, e o ombro amigo de Denny nos momentos de maior dor após a morte de Eve e a batalha para ficar com a guarda de Zoe.
    “…Quanto a mim, fui encontrando formas de contornar a loucura. Treino minha maneira humana de andar, por exemplo. Treino a mastigação lenta da comida, como fazem os humanos. Estudo os programas da televisão para descobrir dicas sobre comportamento e para aprender a reagir em determinadas situações. Na minha próxima vida, quando eu nascer de novo como pessoa, serei praticamente um adulto no momento em que sair do útero, por causa de toda a minha preparação…”
    Enzo é um cão quase humano, aprendeu muito com a televisão e observando os humanos. Tenho certeza que ele tiraria Denny de várias enrascadas se pudesse falar!  Tem um senso de humor fantástico, paladar exigente, além de ser um ótimo crítico. Mas sua melhor característica é o companheirismo, ele está do lado de Denny em qualquer situação e vão viver momentos bons e ruins juntos.
      “Existem tantas coisas que são ditas sem uma palavra. Existem tantas coisas que são ditas com olhares, gestos e sons. As pessoas ignoram a enorme complexidade dos próprios meios de comunicação. ”
    Qual a grande lição do livro? Que devemos observar tudo o que está a nossa voltar, olhares, sorrisos, pequenos gestos, pequenos sons, pequenas nuances que podem falar mais do que palavras.
    " Viver cada dia como se tivesse sido roubado da morte, é assim que eu gostaria de viver. Sentir a alegria de viver, como Eve sentia. Afastar as aflições, os temores, as angústias que enfrentamos todos os dias. Dizer 'Estou vivo', 'Sou maravilhoso', 'Eu sou'. Eu sou. Isso é algo a que devemos aspirar. Quando for uma pessoa, é assim que vou querer viver a vida."
    A Arte de Correr na Chuva é um livro fantástico! Mas sou suspeita pra falar, não é? Então, confira você mesmo e depois me conte o que achou.

    "Lembrei! O documentário dizia que, depois que o cachorro morre, sua alma é libertada para o mundo que nos cerca. Sua alma é libertada para correr o mundo, correr pelos campos, aproveitar a terra, o vento, os rios, a chuva, o sol, o...
    Quando um cachorro morre, sua alma é libertada para correr até que esteja pronto para renascer. Eu lembro.
    - Tudo bem.
    Quando eu renascer como homem, vou encontrar Denny..."


    18 comentários :

    1. Estava animada demais com a leitura desse livro, mas achei a escrita do autor cansativa.Eu não tinha bem uma expectativa, antes de ler. Foi um livro que li por indicação sem nem ter lido a orelha antes.
      Quando percebi que o narrador era um cachorro, fiquei surpresa, achei interessante, mas acho que esperava mais da trama em si.
      É um livro morno, no início não prende e todo o desfecho é esperado.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Sim, não é um livro cheio de suspense ou uma história q te prenda. Se vc não se empolgar com o Enzo, a história só fica boa do meio p o fim.

        Excluir
    2. Oi, Drica!!
      Que livro mais fofo!! Estou adorando ler livros onde o narrador e animais, mais especificamente cachorros, no momento estou lendo um livro assim. Estou lendo o livro Aos Olhos de Zoe da Camila Pelegrini, que é maravilhoso!! Então claro que fiquei muito interessada em ler esse livro!! Adorei a indicação!
      Beijoss

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Tb é com um narrador 'cachorro', Marta? Sobre o que fala?

        Excluir
      2. É sim!! E a história da Zoe, uma cachorrinha bem bagunceira!! E da sua dona Mel. Já terminei de ler o livro, que super fofo!!

        Excluir
    3. Oi.
      Nunca li nada nesse estilo, mas parece ser uma leitura muito bonita.
      Se o tema é animais, já é muito bem vindo.
      Espero poder conferir em breve! Suas palavras me motivaram!
      Beijos.

      ResponderExcluir
    4. Drica, ainda não havia lido nada sobre o livro, mas já amei por envolver os cachorríneos ♥
      O ruim de ler histórias que envolvem cachorros é que eu termino o livro com uma dor no peito, mas em contrapartida, também acabo com várias lições na minha bagagem. Amei saber um pouco mais sobre o Enzo, e acredito que cada animal tem uma personalidade única como esse.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Sim, a dor no peito e as lágrimas aparecem sim. Mas Enzo é show de bola, um cachorro muito determinado que deixa o seu coração feliz.

        Excluir
    5. eu quero ler esse livro!!! que coisa mais fofa! a história de vida pelo ponto de vida de um cachorro, nem posso falar muito de assistir tv pq o meu assiste e ainda desliga quando não gosta do programa... sem falar em tacar a pata no cel o focinho no livro e por ai vai...
      algo me diz que eu vou me identificar muito com esse livro
      eu só não sei se quero um cachorro mais humano... nós humanos não somos lá ... er... acho que vou deixar isso de lado

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Como é isso de desligar a tv?????

        Entendo, Mar, não somos tão bons quanto os animais. Mas acho q o Enzo seria um humano fantástico!

        Excluir
    6. Drica!
      sou suspeita também para falar das habilidades que nossos cãezinhos tem e de todo amor que eles entregam para nós.
      Fiquei bem comovida com a história e claro que quero poder ler esse livro que parece bem interessante e instrutivo.
      Desejo uma ótima semana!
      “Na juventude deve-se acumular o saber. Na velhice fazer uso dele.” (Jean-Jacques Rousseau)
      cheirinhos
      Rudy
      http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    7. Que interessante, Enzo é muito fofo e muito companheiro sorte do personagem ter ele por perto em todos os momentos bons e ruins.

      ResponderExcluir
    8. Oooi!! EU li esse livro tem um bom tempo já, mas juntamente com Marley & Eu, 4 vidas de um cachorro e de bagdá, com muito amor, é um dos meus livros favoritos!! Eu gosto muito da lição de vida que Enzo nos tras, assim como a sua visão de vida. bjbj

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Só não li ainda 4 vidas de um cachorro, tá na minha lista.

        Excluir
    9. Oi Drica! Pela capa eu leria trilhões de vezes!
      Td q envolve animais me chama atenção, amo mto!
      Espero conseguir ler esta onra tão linda!Bjs

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!