• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Estante da Tata: Princesa de Papel, Erin Watt


    O primeiro livro da série The Royals, a nova sensação new adult dos EUA. Ella Harper é uma sobrevivente. Nunca conheceu o pai e passou a vida mudando de cidade em cidade com a mãe, uma mulher instável e problemática, acreditando que em algum momento as duas conseguiriam sair do sufoco. Mas agora a mãe morreu, e Ella está sozinha.
    É quando aparece Callum Royal, amigo do pai, que promete tirá-la da pobreza. A oferta parece tentadora: uma boa mesada, uma promessa de herança, uma nova vida na mansão dos Royal, onde passará a conviver com os cinco filhos de Callum. Ao chegar ao novo lar, Ella descobre que cada garoto Royal é mais atraente que o outro – e que todos a odeiam com todas as forças. Especialmente Reed, o mais sedutor, e também aquele capaz de baixar na escola o “decreto Royal” – basta uma palavra dele e a vida social da garota estará estilhaçada pelos próximos anos. Reed não a quer ali. Ele diz que ela não pertence ao mundo dos Royal. E ele pode estar certo.
    “Intenso, quente e assustador – eu não consigo parar de pensar em Princesa de papel” Emma Chase, Autora Da Série Tangled.
    Princesa de Papel
    The Royals # 1
    Ano: 2017 
    Páginas: 368
    Editora: Essência

    Antes de mais nada eu gostaria de dizer que ‘’Wtf’’ foi a uma frase recorrente lendo esse livro.



    Vamos lá.

    Princesa de Papel conta a história (vulgo novela mexicana) que é a vida de Ella Harper, uma adolescente que foi criada pela mãe mas que nunca conheceu o próprio pai.

    Com a morte da mãe e em função da situação precária em que se encontrava, Ella começa uma vida dupla. Durante o dia ela vai para escola como qualquer outra adolescente mas, durante a noite, ela trabalha como striper para poder pagar o aluguel e ter comida na geladeira.

    Ou é isso que ela faz até receber uma proposta irrecusável.

    Callum Royal aparece um dia, alegando não só ser seu guardião legal como ter sido também o melhor amigo do seu pai perdido (e agora morto) e que ela é, na verdade, a única herdeira de um império milionário. Tudo o que Ella precisa fazer é ir morar na mansão de Callum, com seus 5 filhos gatos, ir para uma escola privada e se formar.

    Obviamente nada é tão simples como parece ser.

    Para começo de conversa nenhum dos filhos de Callum aceita a presença de Ella. Eles acham que ela é uma interesseira que está usando Callum para subir na vida e que (olha o absurdo, minha gente!) ela seria a nova namorada do pai deles. Mas os irmãos Royals não são qualquer pessoa, eles governam a cidade e a escola e tem o poder de transformar a vida de Ella em um pesadelo.

    Todos os Royals são cercados de mistérios e problemas. Cada um tem o seu segredo e motivos próprios para justificar seus comportamentos (que incluem alcoolismo, brigas em clubes de luta subterrâneos, vícios em apostas e etc).

    Minha gente, vocês não têm noção das situações que Ella se mete nesse livro. São umas coisas tão loucas que muitas vezes eu ficava sem saber se levava o livro a sério ou não.

    Mas o engraçado é que foram essas situações sem noção que me fizeram continuar a ler porque eu realmente queria saber como ia terminar.

    Foi muito legal ver Ella quebrar as barreiras entre ela e os irmãos e se tornar aos poucos, ainda que a contragosto, parte da família. Eu amei principalmente a relação de amizade que começa a se formar entre a Ella e o Easton.

    Os gêmeos são completamente insanos (eles vivem trocando de lugar para enganar a namorada de um deles) e eu nem sei o que pensar sobre essa duplinha do mal.

    Gideon é o mais velho e o único que já está na faculdade. Ele é o Royal que menos aparece e o mais misterioso de todos. Fica bem claro que ele tem um segredo cabeludo, um segredo que eu fiquei LOUCA para descobrir mas que deve ser revelado somente no segundo livro (façam suas apostas nos comentários!!!).

    O romance faz parte do livro mas eu não achei que foi (graças a deus) o fator que moveu a história. Apesar de Reed e Ella possuírem química suficiente para explodir a casa em pedacinhos, eles levam a relação deles entre ódio e amor e é meio engraçado de ver todas as reviravoltas e negações entre eles.

    Mas a questão principal do livro, para mim, foi a família. Princesa de Papel reúne personagens quebrados, cheios de segredos e o aspecto humano por trás das consequências que a depressão, suicídio, a perda e traição tem nas pessoas.

    Ella teve uma vida ruim e difícil e mesmo assim se manteve feliz e motivada. Enquanto isso, os Royals tiveram uma vida regada a luxo e despreocupação, até que um acontecimento mudou tudo. Eu gostei de ver como Ella influencia os membros da família com sua atitude em relação a vida e como ela faz eles questionarem seus próprios valores.

    Eu amei a relação dos irmãos Royals entre si. Eles são unidos e leais e fariam qualquer coisa uns pelos outros.

    Eu odiei a forma como o Callum era tratado pelos próprios filhos (mesmo que em parte eles tivessem razão) porque era de cortar o coração ver suas infinitas tentativas de se aproximar dos filhos serem rechaçadas vez por vez. Eu sei que ele errou, mas ele estava tentando arrumar as coisas.

    Agora vamos combinar uma coisa aqui, eu sabia que a Brooke não era flor que se cheirasse desde a primeira cena dela. Ainda não entendi porque esse povo todo não tinha se livrado dela ainda. E aquela última cena? Ela claramente forjou aquilo!

    Princesa de papel é um livro que cumpre muito bem o seu objetivo de entreter. É basicamente uma novela mexicana com altos e baixos e revelações surpreendentes que vai te manter lendo e esperar ansiosamente pelo próximo. Ao mesmo tempo, Princesa de Papel é um livro caricato, cheio de situações completamente loucas que de alguma forma conseguem te prender a base de magia negra com um toque de drama.

    Eu realmente me diverti lendo esse livro, seja pelas loucuras, pela historia em si ou os personagens, o livro consegue te prender até o final e te dar, no ultimo capitulo, uma cena chocante o suficiente para te fazer querer gritar com a autora. 

    Para quem não sabe, Princesa de Papel é o primeiro livro da serie Royals. O segundo e o terceiro livro (Príncipe Quebrado e Palácio Retorcido) já foram lançados no Estados Unidos e correspondem ao final da história de Ella e Reed. Ao que parece, será lançado dois livros extras contando a historia de Easton após o final do terceiro livro. 




    16 comentários :

    1. estou ainda tentando me situar de como esses personagens conseguem ser tão complicados tendo todo o dinheiro e podem fazer o que bem entender e ainda pisam nas pessoas e tão cheios de problemas, admito que agora fiquei com mais vontade de saber o que mais acontece nessa historia.
      Abraços!!!!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. No começo eu tb não entendia mas quando você vai lendo o livro vai percebendo que cada um deles tem um segredo e que esses segredos são o que movem eles!

        Excluir
    2. Olá!
      Sua resenha, como sempre, muito bem explicada. Sinceramente não sei se irei ler essa série, afinal, minha lista de prioridades já é imensa. Mas quem sabe, por curiosidade e se surgir uma oportunidade, venha a conferir.
      Obrigada pela dica.
      Abraços.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Que bom que gostou da resenha Márcia! Vou te dar uma dica: Princesa de Papel é um ótimo livro pra ler naquela época de ressaca literária..

        Excluir
    3. Oi Tata, definiu bem a história de Ella, uma verdadeira novela mexicana e são tantas as situações loucas que nem levei a série e só curti, porque eu sempre amei as novelas mexicanas rsr. A capa tá linda, Gideon é mesmo misterioso e o final foi tipo, sério?! Que venham os próximos lançamentos ;)

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Não é? Eu ficava lendo e pensando que a historia daria uma boa novela do SBT hauahuahauh Mas é como vc disse, depois que vc deixa de levar a serio, vc acaba se divertindo mt lendo..

        Excluir
    4. Mesmo que o livro seja bem surreal,fiquei curiosa em ler,pelos acontecimentos loucos que bem nos contou.

      E uma novelinha mexicana muitas vezes nos divertem. E se é assim,minha vontade de conferir essa trama só aumentou.
      Só o que me frustrou um pouco,é o fato de alguns mistérios serem revelados somente no segundo livro.
      Sou curiosa! ;)

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. É cada coisa que acontece nesse livro que vc não tem noção! hauhauah

        Assim, os mistérios que ficam são super necessários e da pra criar altas teorias loucas até o próximo livro sair haha

        Excluir
    5. Olá,
      eu já vi varias resenha sobre esse livro e fiquei meia cismada em ler ele porque sempre vejo alguns pontos negativos sobre ele porque a personagem parece não gosta daquilo que tinha ou sei lá, mas ainda sim quero poder ler para entender a historia..

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Ola Lily!

        Então, Princesa de Papel não é um livro perfeito e se vc não levar a historia tanto a serio vc pode realmente se divertir lendo ele! Eu sei que eu me diverti hahaaha

        Excluir
    6. adorei sua resenha, e estou impressionada por ser uma das unicas que eu li que foram positivas, estou c curiosidade de ler o livro, a premissa parece ser otima e como vc diz, da pra entreter ne..

      perolasdelivros.blogspot.com

      ResponderExcluir
    7. Quando vi a capa estava esperando algo completamente do que voce descreveu na sua resenha, mas que me conquistaram. Amei a sua resenha e esse livro promete ser muito bom principalmente com todos esses acontecimentos sem noção.A unica coisa que não gostei foi da capa.

      ResponderExcluir
    8. Quero ler esse livro, fiquei bem intrigada com essa família que é cheia de altos e baixos, quantos segredos e mistérios os envolvem e que segredo cabeludo será esse é de deixar o leitor angustiado querendo saber kkk. Gostei da personagem é bem forte e destemida, pois passou por muitas coisas antes de conhecer essa família e pelo visto vai continuar passando.

      ResponderExcluir
    9. Oii! Qro mto ler esse livro, me flaram mto bem da escrita, espero conseguir ler em breve.
      Parabéns pela resenha!
      Bjs!

      ResponderExcluir
    10. Tata!
      Gosto dos romances que são tipo novela mexicana, o que não entendi é como ela foi gostar do carinha que mais a maltratou? Vai entender as coisas do coração...
      Quero ler.
      “Preferi sempre a loucura das paixões à sabedoria da indiferença.” (Anatole France)
      cheirinhos
      Rudy
      http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
      TOP COMENTARISTA ABRIL especial de aniversário, serão 6 ganhadores, não fique de fora!

      ResponderExcluir
    11. Oi!
      Realmente tem alguma coisa com esse livro que não consigo explicar, esse é totalmente o oposto de livro que gosto de ler, mas foi só começar a ler que não conseguir parar e nisso li a serie toda, gostei muito desse primeiro livro, e concordo com você essa ligação que a Ella vai fazendo nessa família e o modo que ela acaba conseguindo unir todos eles é lindo e o melhor e que nem percebi como ela conseguiu fazer isso, realmente um livro que nos prende e nos deixa doida para ler o próximo !!

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!