• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Estante da Tata: O Duelo dos Imortais, Colleen Houck

    Quem são os deuses que regem os caminhos e descaminhos de Amon e Lily, os corajosos heróis da série Deuses do Egito? Por que esses deuses tramam conquistas e vinganças, envolvendo a humanidade em suas maquinações? E por que deixam nos ombros de alguns jovens mortais a responsabilidade pela salvação do mundo?
    Antes que Lily e Amon se encontrassem, antes mesmo que o caos dominasse o cosmos e os deuses precisassem de três irmãos corajosos para combater o mal, muita coisa já estava em jogo. Em O duelo dos imortais, vamos conhecer a história dos quatro irmãos que assistiam, com seus poderes especiais, o grande Amon-Rá no governo da Terra:
    Osíris, o generoso deus da agricultura, que ajuda os mortais a crescer e prosperar em seu ambiente natural.
    Ísis, a linda deusa da criação, que promove a saúde e o bem-estar.
    Néftis, a doce vidente, que mantém o equilíbrio entre os seres vivos e o universo.
    E por último Seth, o mais jovem, que cresceu desprovido de poderes e desprezado por todos.
    Quando, finalmente, os poderes de Seth se manifestam, que efeito sobre a humanidade terá a perigosa mistura de uma infância marcada pela rejeição, uma intensa paixão não correspondida e o incrível poder de desfazer coisas, pessoas... e até deuses?
    Romance, traição e vingança são os fios que tecem esta trama surpreendente, cujos personagens imortais despertam em nós os mais profundos sentimentos.

    O Duelo dos Imortais
    Precursor da série Deuses do Egito
    Deuses do Egito # 0.5
    R$ 20,90 até R$ 29,90
    Ano: 2017 
    Páginas: 112
    Idioma: português 
    Editora: Arqueiro

    O Duelo dos Imortais é um livro maravilhoso para os fãs de mitologia egípcia e, principalmente para os fans da Colleen Houck.

    Eu sei que muitos de vocês podem não ter lido a série Deuses do Egito, mas eu te digo desde já que não tem problema. 

    É o seguinte, tecnicamente, Duelo dos Imortais é parte da série, mas conta uma parte da história que se passa alguns milênios antes dos acontecimentos do primeiro livro então, não se preocupe, você não vai pegar nenhum spoiler.

    Eu não sei você, mas sempre fui fascinada pelas mitologias antigas, todas elas, sem distinção e, por causa disso, sem brincadeira nenhuma, eu queria ser uma arqueóloga quando eu era pequena. 

    Eu acho que o motivo que me fez gostar tanto dessas histórias é o fato que os deuses antigos não eram perfeitos, mas eles viviam, basicamente, uma novela mexicana versão 300 (THIS IS SPARTA!). Eles amavam, sofriam e sentiam inveja e as consequências desses sentimentos reverberavam na Terra ou, pelo menos, era nisso que as pessoas acreditavam.


    Quando um trovão fazia barulho no céu era porque Thor estava zangado e batendo seu martelo, e quando o inverno chegava era porque Perséfone, a deusa da primavera, tinha sido levada novamente para o submundo por Hades.


    Quão magico é isso? Quão incríveis são essas histórias? 

    Mas o engraçado é que, entre todas as mitologias, sempre foi a egípcia que se destacava mais para mim, principalmente pela sua aparente falta de sentido.

    Não me entenda mal, os egípcios estavam a frente do seu tempo (ninguém até hoje sabe explicar como eles construíram as pirâmides, pelo amor de deus), mas eles tinham uma religião confusa e seus deuses possuíam as histórias mais incríveis. Em que outra mitologia você encontra um deus, que é filho biológico de dois deuses (deuses esses criados a partir das Águas do Caos) com os poderes de um terceiro deus, fazendo dele o filho de dois pais e uma mãe (quero ver quem nos comentários vai acertar que deus é esse haha)?

    Especificadamente, esse livro conta as histórias de todos os deuses que aparecem na série, como eles chegaram lá, como eles cresceram, quais são suas motivações e porque, nem sempre, tudo é como parece ser.

    É o seguinte, a série principal gira em torno de uma maldição jogada pelos deuses em três príncipes egípcios, os quais, devem acordar a cada mil anos e realizar uma tarefa. O problema é que o mundo mudou e ninguém mais acredita em deuses antigos e maldições, mesmo que elas estejam batendo na sua porta ameaçando começar o fim do mundo. Mas tudo bem, isso não importa, a humanidade não precisa acreditar, porque um dos príncipes desperta e usa uma magia antiga para se ligar a uma mortal e conseguir cumprir a missão que lhe foi dada milênios atrás.

    E ai entra O Duelo dos Imortais, contando a historia por traz dos eventos que levaram os deuses a criar essa maldição, os eventos que os fizeram intervir com o futuro da humanidade.

    Eu amei ver Ísis, sua relação com a humanidade e a forma como ela lida com o amor que ela sente. Eu também amei Osíris e sua coragem. Mas, acima de tudo, eu amei ver a historia de Néftis, ver sua bondade e sua força. Ela sacrifica tudo por um bem maior, por aqueles que ama, e ela faz isso tudo sempre enxergando o melhor em todos. Ela é, definitivamente a melhor deusa e levante a sua mão se você também quer um conto só dela com o Amon-Rá! hauhauaahua

    O livro também conta a trajetória de Seth e quebrou meu coração ver o começo da sua existência e entender o que o forjou a ser o deus que conhecemos depois. Não me entenda mal, nada justifica as suas ações, mas eu entendo melhor ele agora.

    A capa do livro segue com o padrão metálico, bem bonito, igual aos das outras capas da série. A edição esta muito bem feita também. Ainda que não atrapalhe a leitura do livro, eu senti falta de um espaço entre os parágrafos, o que deixou a história parecendo, visualmente, mais condensada do que é.

    Mas eu tenho uma critica a esse livro: Ele é muito CURTO! A mitologia egípcia é muito rica e extremamente interessante e, por mais que não seja possível condensá-la em um único livro, eu gostaria de ver mais, e, realmente espero, que a autora lance outros contos como esse.



    4 comentários :

    1. Para um conteúdo tão rico e cheio de detalhar como a mitologia acredito que este livro realmente merecia mais páginas, concordo que está muito curto. Não me interesso em ler a série, mas quando soube do se tratava está continuação ou complemento logo me interessei, e agora sabendo que posso ser de maneira independente fiquei ainda mais entusiasmada.

      Participe do TOP COMENTARISTA de AGOSTO, para participar e concorrer Ao livro "Dois Mundos", o primeiro da série "Tesouros da Tribo de Dana" da escritora Simone O. Marques, publicado numa edição linda pela Butterfly Editora.
      http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    2. Devo confessar que adoro livro que falam sobre alguma mitologia, é algo que sempre estou lendo, mas não tinha ouvido/lido/visto falar sobre essa série.Bom saber que esse livro faz parte da historia e que posso ler ele de forma independente. Vou aderir essa série na minha lista de desejos e lê-los o mais breve possível.
      Ah, e essas capas estão lindas!
      Beijos.

      ResponderExcluir
    3. Tata!
      Apenas pelo fato de trazer a vida de vários dos deuses, já seria uma leitura interessante, e ainda mostrando o porque de tudo ter acontecido com Seth e não ter o triângulo amoroso, torna a leitura essencial, principalmente sendo o precursor dos anteriores.
      Que pena que em sua opinião o livro foi curto, concordo que a mitologia é extensa e merecia mais páginas.
      Não li ainda nenhum dos livros, mas é uma série que muito me interessa.
      Desejo uma semana mais que tranquilo e abençoado!
      “Deus com Sua infinita Sabedoria, escondeu o Inferno no meio do Paraíso para que nós sempre estivéssemos atentos.” (Paulo Coelho)
      Cheirinhos
      Rudy
      TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

      ResponderExcluir
    4. Quero ler essa série, mas é bom que esse livro pode ler separadamente. Gosto de historias com Deuses, fiquei curiosa em saber mais sobre Seth. Os personagens parecem que forma bem elaborados principalmente a Ísis.

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!