• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • À Convite: Ilmara Fonseca - O lado escuro da madrugada


    Sandra Garcia é uma jornalista conhecida por seu ótimo faro investigativo. Agora ela se encontra diante da mais intrincada trama de sua carreira: um colega de emissora é assassinado logo após receber um prêmio por uma campanha contra todo tipo de preconceito. Uma abotoadura com uma suástica em relevo é encontrada perto do corpo.
    Esse é apenas o primeiro de uma série de assassinatos que desafia a polícia e a própria Sandra, que decide tomar o caso para si e passa a investigar por conta própria. Percorrendo diversos pontos da cidade de São Paulo, acompanhada de três aliados: o irmão da vítima, um suposto pretendente e um jovem hacker, Sandra vai destrinchando cada pista enquanto luta contra seu passado e recebe ameaças de morte.
    Com uma trama repleta de suspense, reviravoltas e um final de gelar o sangue, 'O lado escuro da madrugada', é um romance vigoroso que ficará na memória do leitor muito tempo após virar a última página.
    O Lado Escuro da Madrugada # 1
    Ano: 2017 
    Páginas: 272
    Idioma: português
    Editora: Pandorga

    O lado escuro da madrugada é o romance de estreia de Riberto Giacundino, que começa muito bem, com esta protagonista forte, determinada e que logo ganha a nossa empatia pela sua história de vida e resiliência. 

    Sandra Garcia é uma jornalista que ficou conhecida pelo seu faro investigativo e por suas coberturas diversas, nos mais recônditos locais. Agora ela está em um posto pelo qual sonhou, que é como âncora de um telejornal da emissora mais famosa da cidade, a TVG. 

    Sandra é convidada para participar de um evento no Teatro Municipal, evento este que premia os grandes nomes de destaque em várias áreas e ela vai receber o prêmio de melhor repórter investigativa. Lá, ela encontra também os amigos Evandro e Simão Jordel, que são sócios de uma agência de publicidade e também concorrem ao prêmio de melhor peça, uma campanha publicitária contra o preconceito. 

    Num determinado momento Sandra percebe que algo estranho está acontecendo e recebe o aviso que a deixa surpreendida: Evandro Jordel acabara de ser assassinado ali mesmo, no meio do evento. Como isso poderia ter ocorrido? O evento estava repleto de seguranças e era fechado ao público comum. Ela ainda se aproxima do corpo e encontra no chão uma abotoadura com uma suástica nazista! Seria aquele um crime de ódio? 
    Depois do enorme susto e tristeza pela morte do amigo, Sandra começa a perceber que não se trata de um simples latrocínio como acha a investigação policial. Ela sente que aquele crime teve outra motivação e, com a permissão do irmão de Evandro, Simão, começa a sua própria investigação. Para complicar, começam a ocorrer outras mortes, o que a faz ter certeza de que realmente se trata de um serial killer.

    Para realizar a sua investigação, Sandra contará com a ajuda de Fábio, seu mais novo colega de trabalho, de Simão e de Darth Verde, um nerd hacker que trabalha na TVG. A partir daí, são emoções e muita tensão. Novas pistas vão surgindo e a vida de Sandra e de seus amigos começa a correr perigo. 

    Roberto Giacundino foi feliz na escolha da protagonista. Sandra nos encanta com a sua força e a capacidade de renovar-se e conseguir realizar seus ideais profissionais, mesmo vindo de uma vida difícil e carregando um peso do passado nas costas. Sua narrativa é ágil e criativa e traz consigo os ingredientes fundamentais para um bom romance policial. Os capítulos são curtos e a diagramação do texto ajuda a fazer com que esta leitura seja mais dinâmica ainda. 

    Porém, algumas coisas fizeram com que esta obra não pudesse expressar toda a sua potência e uma delas foi a revisão. Isso foi um fato que me incomodou durante toda a leitura, porque encontrei mais de um erro. Além disso, alguns trechos repetidos poderiam ser suprimidos, dando um ar mais objetivo e enxuto para a história. 

    Para além dos poréns, Giacundino nos presenteia com uma história marcante, cheia de suspense e com um final de tirar o fôlego, como todo bom romance policial. Além disso, sua protagonista é uma mulher forte, corajosa, determinada e resiliente, coisa que me deixou muito feliz, sendo o autor um homem. Os temas abordados também são de extrema pertinência e fazem a obra ir além da simples ficção e deixar a sua marca como uma literatura que entretém, mas também deixa uma mensagem positiva e necessária. 



                                                                   

    1 comentários :

    1. Ilmara!
      Um suspense policial nacional é sempre um boa leitura, pena que merecia uma revisão mais apurada e alguns trechos repetidos que poderiam ser suprimidos...
      Desejo sucesso para o autor!
      Desejo uma semana de muito amor no coração!
      “Inteligência não é não cometer erros, mas saber resolvê-los rapidamente.” (Bertolt Brecht)
      Cheirinhos
      Rudy
      TOP COMENTARISTA DE SETEMBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!