• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Leitura da Drica: Neve e Cinzas, Sara Raasch

    Dezesseis anos atrás o Reino de Inverno foi conquistado e seus cidadãos, escravizados, sem família real e sem magia. A única esperança de liberdade para o povo do reino jaz nos oito sobreviventes que conseguiram escapar, e que seguem esperando uma oportunidade para recuperar a magia de Inverno e reconstruir o reino. Meira, uma órfã desde a derrota de Inverno, passou a vida inteira como refugiada, criada por Senhor, o general dos inverninos. Treinando para se tornar uma guerreira — e desesperadamente apaixonada pelo melhor amigo e futuro rei, Mather —, Meira faria qualquer coisa para ajudar o Reino de Inverno a retomar seu poder. Então, quando espiões descobrem a localização de um medalhão antigo capaz de devolver a magia ao reino, Meira decide ela mesma encontrá-lo. Finalmente ela está escalando torres e lutando contra soldados inimigos como sempre sonhou. Mas a missão não sai como planejado, e logo Meira se vê mergulhada em um mundo de magia maligna e poderosos perigosos. De repente, ela percebe que seu destino não está, e nunca esteve, em suas mãos. A estreia de Sara Raasch é uma fantasia cheia de ação sobre lealdade, amor e a capacidade de determinar o próprio destino. 
    Neve e Cinzas
    Neve e Cinzas #1
    Ano: 2016 
    Páginas: 320
    Idioma: português 
    Editora: HarperCollins Brasil

    " Um dia, seremos mais do que palavras no escuro. "
    Vamos adentrar Primoria, um mundo dividido em 8 reinos: 4 reinos Ritmo (Yakim, Ventralli, Paisly e Cordell) e 4 reinos Estação (Inverno, Verão, Primavera e Outono). Para você não se perder nesse mundo novo, o livro traz um mapa muito bem delineado, que vai te ajudar a visualizar os caminhos que serão percorridos ao longo da história.
    Quem vai nos levar nessa viagem é Meira, 16 anos, uma órfã que é criada pelo que sobrou da população de Inverno após ser dizimado por Angra, senhor do reino Primavera. Se você gosta de personagens femininas fortes e donas do seu próprio destino, guarde um lugar especial no seu coração para essa mocinha.

    " sou uma guerreira, uma soldada, uma dama, uma rainha e, acima de tudo, conforme mergulho pelo campo em direção à ruína silenciosa de Jannuari, sou Meira. "

    Ela não conheceu Inverno, o que sabe do antigo reino é pelo que ouve dos outros sobreviventes, quando ocorreu a invasão ela era apenas uma criancinha. Apesar disso, ver Inverno como um reino glorioso novamente é o seu grande desejo, e é por isso que ela vai lutar.

     “Se eu fechar os olhos e tapar os ouvidos e bloquear todo o resto posso ver a corte que Dendera descreveu. Posso ver a cidade sobre a qual Sir me contou. O enorme palácio branco de Jannuari se ergue acima de mim, o pátio extenso cheio de fontes de gelo. É tão frio que estrangeiros precisam se enroscar em camadas de pele para passar de um prédio para outro, enquanto nosso sangue Inverniano naturalmente nos mantém aquecidos mesmo nas piores condições. “

    Tudo no mundo de Primoria gira em torna da magia, ou da falta dela. Ela é capaz de curar, dar força aos exércitos, fazer florescer ou apaziguar um ambiente. O monarca de cada nação possui um condutor de magia, menos Inverno, que perdeu o seu condutor e seus oito sobreviventes estão tentando reavê-lo.  Oito? Isso mesmo! Inverno hoje tem apenas 8 cidadãos livres quem lutam para restaurá-lo e salvar o restante da população que foi feita escrava a 16 anos.

    " Em algum lugar sob os reinos Estação está uma gigantesca bola pulsante de magia; e em algum lugar em nossas montanhas Klaryn houve, um dia, uma entrada até ela. Apenas as terras dos reinos das quatro Estações são afetadas pelo abismo - nas condições extremas e consistentes de seus ambientes - mas todos os reis e rainhas de Primoria, de Ritmo e Estação, possuem uma parte daquela magia em seus condutores, e podem usá-la para ajudar seus reinos. os quatro reinos Ritmo nos odeiam porque isso é tudo que eles têm: magia em objetos como uma adaga, um colar, um anel. Eles nos odeiam por termos permitido que a entrada se perdesse no tempo e nas avalanches e na memória, por morarmos exatamente no topo da magia e não destroçarmos nossos reinos para cavar e conseguir mais dela. "

    Mather é o príncipe fugitivo e um fofo, melhor e único amigo de Meira, cuja amizade desperta sentimentos conflituosos nos dois. De personalidade forte, Mather tenta agir como o rei que esperam que ele seja, aprendendo tudo o que deve, afinal é o herdeiro e precisa derrotar Angra e libertar Inverno.

    " Mather finalmente sorri. O sorriso ocupa todas as partes do rosto dele, dos olhos até os lábios, e ilumina o ar ao nosso redor, como uma vela em uma caverna. "

    Enquanto isso, Meira é treinada para ser um soldado e colocar as necessidades do príncipe e do reino acima das suas. Ela é uma guerreira que quer ajudar a libertar o seu povo, mas também é uma menina vaidosa, que se preocupa com a aparência depois que a batalha acaba e quer estar sempre apresentável. Forte e feminina!

    Os personagens secundários dão um show à parte! Muito bem narrados e com papel importante dentro do contexto, cada um é de grande importância para o entendimento da história.

    Lamentavelmente temos um triângulo amoroso... Não entendo porque aparecem sempre tantos pretendentes para essas meninas dos livros... Só espero que Meira faça a escolha certa, se é que isso é possível.

    "Não se distraia. não deixe que o medo tome conta de você - o medo é uma semente que, depois de plantada, jamais para de crescer. "


    A capa é linda, o mapa é perfeito, a história é fantástica, os personagens são apaixonantes! Fantasia de muito boa qualidade para quem curte o gênero em um livro de estreia!!! O que será que Sara Raasch está preparando para os próximos livros???

    " Por isso literatura é tão fascinante. Está sempre aberta a interpretações e poderia ser centenas de coisas diferentes para centenas de pessoas diferentes. Jamais é a mesma coisa duas vezes. "

    1 comentários :

    1. Eu amo livros de fantasia, ainda mais quando envolvem muitos reinos! E acho muito interessante esses mapas que estão sendo bem utilizados em muitos livros do gênero(Acho que andam assistindo Got).
      Creio também que já passou a era das mocinhas frágeis e bobinhas, a maioria dos livros hoje, traz as meninas fortes e determinadas, mesmo com tão pouca idade.
      E os triângulos já fazem parte do cotidiano e sempre rendem bons suspiros ou revoltas..rs
      Espero ter a oportunidade de ler e conhecer as letras da autora!
      Beijo

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!