• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • A Improvável Teoria de Ana e Zak, Brian Katcher


    Ana Watson é uma aluna exemplar, pratica tiro com arco, é capitã da equipe de jogos acadêmicos e voluntária no programa de distribuição de sopa para pessoas carentes. Seu foco é ser aceita na Universidade de Seattle e escapar um pouco dos pais controladores; Zak Duquette é um nerd inveterado. Divide seu tempo livre (e boa parte do resto do tempo também) entre games, filmes duvidosos e quadrinhos. Seu grande objetivo é não perder a Washingcon, a maior Convenção de Ficção Científica, Fantasia e Quadrinhos da região. Quando o irmão mais novo de Ana abandona as semifinais de um campeonato da escola para participar escondido da Washingcon, escondido dos pais, ela sabe que Zak é a única pessoa que pode ajudá-la a encontrar o irmão. E descobre que eles podem ter muito mais em comum do que ela gostaria de admitir. A improvável teoria de Ana & Zak é um romance divertido e cheio de reviravoltas sobre dois adolescentes se descobrindo numa  convenção sci-fi.
    A Improvável Teoria de Ana e Zak
    Brian Katcher
    Ano: 2016
    Páginas: 320
    Idioma: português
    Editora: Rocco Jovens Leitores
    " Às vezes, os melhores palpites dão errado,
    e as teorias mais improváveis dão certo."
    Um livro para se divertir e constatar que, às vezes, as aparências enganam.

    O livro começa mostrando os dilemas da vida de Zak e de Ana e como eles não tem nada em comum.

    Ele, um geek, relaxado e preguiçoso que não se importa muito com a forma de se vestir, está totalmente entediado, odeia o padrasto e não deseja nada para vida alem de poder curtir seus jogos.

    Ana tambem está entediada, porém por outros motivos que, em seu ponto de vista, são mais sérios que os motivos de Zak, ela tem uma vida sem carinho e sonha em poder enfrentar os pais em suas resoluções a respeito da vida dela e, quem sabe, viver uma vida diferente. Para isso tem todos os planos bem traçados e o mais importante deles agora é vencer os Jogos Acadêmicos.
    É nesse momento que esses mundos tão diferentes se chocam, pois Zak será obrigado pela professora de saúde, para não reprovar na matéria, a ir como membro reserva nesses jogos. Ele não está nem um pouco interessado na proposta, mas aceita porque não quer passar as férias de verão em aula. Para sua surpresa, o pior acontece: o evento da escola coincide com o evento que ele mais espera durante todo o ano: o Washigtoncon. 

    De inicio, achei que era mais do mesmo: romance adolescente entre a garota popular e o garoto geek. Mas que nada, ledo engano, o livro só usa isso como pano de fundo para levantar vários questionamentos típicos da adolescência e nos lançar na maior aventura da vida deste garotos.

    Clayton, irmão prodigio de Ana e que também faz parte da equipe dos Jogos, é quem promove o inicio da loucura toda ao fugir para participar da convenção de quadrinhos. Ana entra em desespero e parte com Zak à caça de Clayton, morrendo de medo de ser descoberta e renegada pelos pais.

    Tudo ao mesmo tempo agora acontece com o casal e era muito engraçado porque quando eu pensava... Pronto! Acabou! Brucutu! Acontecia mais uma maluquice!

    O desfecho da noite foi totalmente inesperado e veio no ritmo da historia. Mas o melhor estava por vir quando eles todos finalmente se encontram e, tanto Ana como Zak, enfrentam as consequências de seus atos e descobrem que...

    " ... em toda historia, existem dois lados."

    E que o melhor da vida é vivê-la intensamente.

    Pense num livro louco. Pois é isso que vai encontrar aqui, uma mistura de Curtindo a vida adoidado com Esqueceram de Mim. Ri muito com todas confusões em que esses personagens se metem e suspirei ao conhecer melhor a vida e as dores de Ana e de Zak e ver como, aos poucos, ambos foram derrubando suas próprias barreiras e se revelando um ao outro. 

    A capa é simplesmente perfeita para o livro, mas não se engane com os desenhos, pois não vai encontrar formulas matemáticas em nenhum momento, apenas muitos termos Geek pois quase todo o livro se passa na convenção de quadrinhos.

    O livro é narrado em primeira pessoa, alternadamente por Zak e Ana, e tem direito a desenhinho deles no inicio de cada capitulo. A escrita é super dinâmica e fluida e consegui ler o livro todo em horas. E como muitos sabem, amo ver como os homens encaram o amor, portanto adorei ler as sensações e sentimentos dos personagens sob a ótica masculina.

    Amei demais a sinopse do fundo que resume com exatidão o livro todo.


    Leitura obrigatória para adolescentes geeks ou não e também um ótimo cura-ressaca.

    Recomendo demais para os amantes de filmes, games e festas.

    Beijos, Myl.


                                                                    

    0 comentários :

    Postar um comentário

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!