• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Como parar o tempo, Matt Haig

    A PRIMEIRA REGRA É NÃO SE APAIXONAR.
    Tom Hazard esconde um segredo perigoso. Ele pode aparentar ser um quarentão normal, mas por causa de uma estranha condição está vivo há séculos. Da Inglaterra elisabetana à era do jazz parisiense, e de Nova York aos mares do sul, Tom já testemunhou tanto que agora precisa apenas de uma vida normal.
    Sempre trocando a identidade para se manter a salvo, ele encontra o disfarce perfeito trabalhando como professor de História em Londres. Assim, pode trazer suas experiências do passado como fatos vivos. Pode manipular as histórias para seus alunos. Pode levar uma vida normal. Tom só não pode se esquecer da primeira regra. Aquela sobre paixão...
    Como parar o tempo é um romance doce e envolvente sobre como se perder e se encontrar na própria história. É sobre as certezas da mudança dos tempos e o tempo que a vida leva para nos ensinar como vivê-la.
    Como Parar o Tempo
    Ano: 2017
    Páginas: 320
    Idioma: português 
    Editora: HarperCollins Brasil


    Você já comprou um livro por causa do título??? Eu comprei Como parar o tempo, nem quis ler a sinopse porque algo me dizia que o título, por si só, já valia à pena. E valeu! Valeu muito!

    Como parar o tempo conta a história de Tom Hazard, um pacato professor de História em Londres, que aparenta ter cerca de 40 anos, mas que, na verdade, tem verdadeiros 436 anos de vida!

    “– Às vezes – falei -, o mundo não é como gostaríamos. Às vezes, as pessoas podem nos desapontar. Às vezes, as pessoas fazem coisas terríveis com as outras. É preciso ter cuidado na vida. Sabe, eu sou diferente. Você sabe, não? O mundo envelhece para a frente, e eu, aparentemente, envelheço para os lados.”

    Como isso é possível? Bem, Tom tem uma condição genética chamada anageria, o que faz com que ele envelheça em um ritmo bem mais lento do que o de nós, pobres mortais.

    “Essa era a conhecida lição do tempo. Tudo muda e nada muda.”

    Ah, e se você está aí pensando que já leu histórias como essa, pode parar! E prepare-se para ser surpreendido!

    Tom foi recrutado pela Sociedade Albatroz, que protege todos os ‘albas’ (pessoas que tem a mesma condição de Tom). Sua única regra: nunca se apaixonar! Ah, e não ficar mais de oito anos no mesmo lugar, esse seria o tempo que a anageria passaria despercebida, a partir daí as pessoas começariam a notar o não envelhecimento. E sua função é recrutar outros como ele para apenas permanecerem no anonimato, sem que a sua pseudo imortalidade seja conhecida. Enquanto o tempo passa, Tom procura por sua filha perdida, e é isso que o mantém preso à Sociedade quando não quer mais fazer parte dela.

    "E quando eu não senti mais nada, quase tive saudade da dor; com dor, ao menos se sabe que se está vivo."

    Matt Haig criou uma história que trata a imortalidade como uma coisa bem comum, quase banal, principalmente quando ele comprar alguns animais e plantas que chegam a viver por séculos a outros que vivem por minutos. Além disso, o seu personagem não é um sofredor que passa a eternidade se lamentando do seu triste destino de ver todos os que ama morrerem. Na verdade, Tom é um amante da vida e nós leva, junto com ele, a se questionar incansavelmente o que é viver ao nos contar o seu passado e nos deixar viver o seu presente.

    Alternando passado e presente, conhecemos a infância difícil de Tom, quando sua mãe foi queimada na fogueira acusada de bruxaria, e ele precisou recomeçar sozinho. E o seu lindo romance com Rose, com quem teve uma filha, mas não teve tempo de conhece-la pois precisou fugir. E ainda vamos nos deleitar com os seus amigos ilustres, entre eles Shakespeare, Chaplin, Scott Fitzgerald.

    "– […] Mas conforme a gente vai envelhecendo, Anton, vamos percebendo que não dá para se safar das coisas. A mente humana tem suas próprias… prisões. Não temos escolha sobre tudo."

    Como parar o tempo é um livro daqueles que você deve ler várias vezes ao longo da sua existência porque ele fala sobre a vida, sobre como é mais importante viver o hoje apreciando tudo o que ele pode nos trazer do que apenas planejar o futuro.

    Os direitos de Como Parar o Tempo já foram comprados pelo ator Benedict Cumberbatch e sua adaptação será feita pela produtora do mesmo, a SunnyMarch, em parceria com o Studiocanal.


                                                                 

    3 comentários :

    1. Oi Drica!

      Eu A-D-O-R-E-I sua resenha. A capa do livro é lindas, os quotes que você separou também são ótimos e gostei também do tema. Ele me lembrou um Benjamin Button ao contrário. Hahaha
      Anotei aqui como dica de leitura.
      Beijos!

      http://www.garotasdevorandolivros.com/2018/09/resenha-e-assim-que-acaba-collen-hoover.html

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Sim, Van! Lembra muuuuuuito o Benjamin q eu também adoro. E é tao bom quanto!!!

        Obrigada pelo carinho.

        Excluir
    2. Sim, Van! Lembra muuuuuuito o Benjamin q eu também adoro. E é tao bom quanto!!!

      Obrigada pelo carinho.

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!