• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Um estranho irresistível, Lisa Kleypas

    A autora de best-sellers do The New York Times, Lisa Kleypas, lança o conto de uma jovem de beleza não convencional que encontra em um espião uma irresistível paixão.
    Uma mulher que desafia seu tempo.
    Dr. Garret Gibson, a única médica mulher na Inglaterra, é tão ousada e independente quanto qualquer homem – por que não lidar com os próprios desejos como se fosse um? No entanto, ela nunca ficou tentada a se envolver com alguém, até agora. Ethan Ransom, um ex-detetive da Scotland Yard, é tão galante quanto secreto, e sua lealdade é um verdadeiro mistério. Em uma noite emocionante, eles cedem a uma poderosa atração mútua antes de se tornarem estranhos novamente.
    Um homem que quebra todas as regras.
    Ethan tem pouco interesse pela alta sociedade, mas é cativado pela preciosa e bela Garrett. Apesar da promessa de resistir um ao outro depois daquela noite sublime, ela logo será atraída para sua tarefa mais perigosa. Quando a missão dá errado, Garret usa toda a sua habilidade e coragem para se salvar. À medida que enfrentam a ameaça de uma traição do governo, Ethan fica disposto a assumir qualquer risco pelo amor da mulher mais extraordinária que já conheceu.
    Um Estranho Irresistível
    Os Ravenels #4
    Ano: 2019 
    Páginas: 304
    Idioma: português 
    Editora: Arqueiro
    " Quero ser amada como uma parceira que está ao seu lado em todas as horas, de igual para igual."


    Eu sempre fui muito reticente a esse processo de classificação literária por estrelas. Primeiro porque acredito que a mesma pessoa possa sentir emoções diferentes a depender da época em que leia determinado livro, imagine uma outra pessoa totalmente diferente? Classificar significa, em um momento estanque, colocar um valor subjetivo em algo que pode influenciar outra pessoa e isso sempre me travou. Porém precisei sucumbir para entrar na blogosfera. Então, quando me deparo com a situação em que estive imersa na última semana ao encontrar um livro onde eu não tiraria nem colocaria nada (quem me conhece sabe que sempre modifico, na minha mente, partes das histórias quando leio para proveito próprio). Eu simplesmente tenho vontade de dar nota dez para a escritora de pé gritando Bravoooo!

    Por favor, alguém me ajuda a levantar pois fui atingida por um trem-bala! 

    Senhor.Que.Livro.Foi.Esse?????

    Preciso me recuperar para tentar transformar em palavras o que estou sentindo e tentar transmitir minha paixão por este livro para vocês.

    Garrett e Ethan já chamaram minha atenção desde o livro passado, Garrett por ter salvado Pandora e ele por ter implicado com ela... adoro romance a la "Gata e Rato" e se envolver mistério policial melhor ainda.

    Garrett sempre lutou para conquistar seu sonho de ser médica num universo dominado pelos homens e proibido para as mulheres, ao conquistar esta vitória continuou lutando por seus ideais e cumprindo seu juramento cuidando bem de todos. Ela é um filha amorosa e mulher decidida que sabe se defender em qualquer ocasião. Mas, ao se deparar com uma situação desagradável e precisar encarar o misterioso e desafiador Ethan, ela começará a questionar algumas de suas resoluções.

    " A presença de Ransom tinha sido tão silenciosa e discreta que talvez passasse despercebida não fosse sua beleza, impactante demais para ser ignorada. Ranson era moreno, tinha o rosto fino, a boca firme e bem desenhada, e o nariz marcante tinha uma leve protuberância no osso, como se á tivesse sido quebrado. os olhos eram atentos, de cílios pesados e sobrancelhas retas e grossas."


    Ethan teve uma infância sofrida e acabou por se tornar um homem calculista e invisível mas, ao conhecer Garrett, ele não consegue tirar a médica da cabeça e se aproxima dela. Criar laços é algo inadmissível em sua profissão e a última coisa que ele deseja é colocá-la em risco com um possível envolvimento emocional entre ambos.

    " Depois daquele primeiro encontro, tivera cuidado de evitar Garrett Gibson, pois sabia que a médica seria um problema para ele, talvez ainda maior do que o problema que ele seria para ela....
    ...
    Tudo o que envolvia Garrett Gibson era... delicioso. O olhar intenso que parecia dissecar o alvo, a voz envolvente como a cobertura de uma torta de limão. A compaixão que a movia a tratar pessoas carentes e não carentes. O jeito de andar determinado, a energia irrefreável, o orgulho de uma mulher que não disfarçava sua inteligência nem se desculpava por ela. "
    A atração entre eles é mais forte e poderosa do que os dois poderiam imaginar e a cada encontro a tensão sexual se torna palpável e aumenta a níveis estratosféricos. Ethan tenta convencer Garrett que não é bom para ela, mas é médica sabe o que quer e ela quer o detetive em sua cama.

    Minha Nossa! Me segura que esses dois juntos são uma explosão de sensualidade!!!

    Aos poucos, Garrett desvenda os mistérios que envolvem Ethan e percebe o quanto ele é especial e doce, nesse momento eu já estava arriada os quatros pneus e estepe pelo cara obviamente e torcendo horrores para que a escritora não desmanchasse a áurea que criou envolta deles.

    "O amor que tenho por você... eu sinto ele aqui, bem aqui. Meu coração bate mais rápido por conta própria quando penso em você. Dói quando estamos separados. Eu não dou nenhum comando, ele faz tudo sozinho."

    Exatamente assim...

    Lisa Kleypas conseguiu dar o tom certo a eles e mostrar como ambos se complementavam formando uma dupla imbatível, mesclando momentos lindamente românticos com outros dignos de romance policial criando uma personagem feminina a frente do seu tempo que se apaixona pelo cara proibido e perigoso, sem criar grandes dramas nem muitas complicações desnecessárias. 

    Achei perfeita a forma como a escritora optou para aproximar Ethan dos Ravenels e, principalmente, como ela como laçou toda a trama com um final super gostoso sem descaracterizar em nenhum momento os protagonistas.

    Livro Myl estrelas do ano e acho que vai ser bem difícil algum outro desbancá-lo pois tem tudo o que eu mais gosto num livro: muito romance, cenas sensuais sem ser vulgares, mistério, traições, intrigas, amor e muito humor. Não posso aqui deixar de citar os diálogos divertidos entre Ethan e West principalmente um que envolve uma colher... Ri tanto nesta hora que chamei a atenção de todo mundo que estava em minha volta.

    "Ah, está levando a colher."

    Só para constar: nunca mais olharei para um apito e para violetas da mesma forma nem tampouco vou encarar Hamlet do mesmo jeito. Fantástico!

    Normalmente gosto bem mais das capas de romance de época nacionais mas desta vez acho que a capa americana foi bem mais impactante,mais bonita e atraente. De qualquer forma este detalhe foi apenas uma azeitona na empada delícia que foi o livro.




    0 comentários :

    Postar um comentário

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!