Resenha da Vic: O Oitavo Pecado, Adriana Vargas - Modo

Titulo: O Oitavo pecado

Autor (a): Adriana Vargas

Editora: Modo Nacional

Ano: 2012

Páginas: 228

Classificação: 3/5

Sinopse:

O que se faria por amor? Um anjo caído em busca de seu grande amor... Alguém terá que pagar por isso... Somente o mais forte sobreviverá. Henaph nasceu com a missão de guardar o Jardim, porém, ao se deparar com o seu Mestre de ensinamentos, Deus Hermes, que a prepararia para a sua missão, abdicou de tudo, até mesmo de sua imortalidade para viver este grande amor, cometendo o Oitavo Pecado, em nome de uma paixão, porém, ao conhecer Minos, o rei de Creta, se envolve em um instigante triângulo amoroso; nas malhas de uma paixão proibida, que a obrigará a fazer uma escolha entre o verdadeiro amor, ou volta da imortalidade. Entre a missão e a paixão, Henaph precisará fazer uma escolha... O que ela escolherá?

Olá galera! Hoje eu trouxe um livro do gênero literatura fantástica, que eu creio, que agrada quase todos os gostos.

Oitavo pecado conta a história de Henaph, um anjo que nasceu com a missão de guardar o jardim do Éden. Porém, ao conhecer o seu mestre de ensinamentos Hermes, acaba se apaixonando imediatamente por ele. Ela é expulsa do Jardim, e perde a sua imortalidade por cometer o Oitavo pecado: A paixão! Tendo que abrir mão da sua vida antiga, ela é levada a pedido de Hermes para o reino de Creta, para a morada do rei Asterion. E se Henaph Já estava encrencada, as coisas só piorariam a partir de agora. Lá ela conhece Minos, o sucessor do trono de Creta, que de inicio torna muito amigo dela, e mais tarde, ela começa sentir algo mais profundo... amor!

''Um sonho tomou posse do meu ser. Parecia real, mas era um sonho. Eu vi meu corpo deitado e um cavalheiro galopando em um cavalo. Atrás dele, seguia um rebanho de cordeiros. Nunca tinha visto um homem antes! Ele desceu do animal e se ajoelhou a me contemplar por minutos. Nenhum músculo se movia, a respiração era indetectável. - pág. 20''


Henaph se encontra dividida entre a paixão por Hermes, e o amor por Minos. Ela se depara com várias barreiras, como um casamento já marcado, ciumes de algumas servas de Asterion, e a feiticeira e atual mulher de Minos, Pasífae, que coloca uma maldição no exercito de marido, mudando o rumo da história de Henaph. Ela vai parar no purgatório, para poder chegar no processo evolutivo, a fazendo refletir sobre as suas ações,e o caminho certo para se seguir.

''- E se eu falhar? E não esquecer Hermes?
- Será expulsa do Éden, de um momento para o outro, por uma força irresistível, que lhe obrigará a esquecê-lo do pior modo. Será tudo tão rápido e repentino, que não haverá tempo de se precaver. O momento de mudança é agora. - pág. 48''

Com a narrativa em primeira pessoa, a história é rica em detalhes relacionados a mitologia, cercados de surpresa e cheio de sentimentos da personagem. A escrita da Adriana é profunda, que chega se tornar poética. Não encontrei erros de português, porém, algumas palavras sem espaço, que provavelmente foi na hora da digitação. As folhas são amareladas, e as páginas são cercada de imagens de anjos, e no rodapé e no inicio de capitulo, algumas asas.

''Sequei uma lágrima de seus olhos, beijando-os com todo o amor que poderia o transmitir, sem nunca poder dizer o que sentia por estar em confusão de sentimentos, mas de repente, tudo se tornou tão lúcido e evidente que nem uma dúvida me assombrava. - pág. 206''

Com personagem bem construídos, Adriana nos teletransportou para uma época distante, nos fazendo suspirar a cada instante.Recomendo a todos que gostam de mitologia, anjos, feiticeiras e romance proibido.

Até mais!

2 comentários

  1. Achei interessante que a autora escolhesse misturar a mitologia grega com a cristã para criar a sua própria mitologia. Fiquei interessada para lê-lo, só espero que o romance não acabe dominando a história.
    2surrealistas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Ótima resenha!
    http://charlottebillman.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

O seu comentário alegra o nosso dia!!!