As Elizas, Sara Shepard

Quando a escritora estreante Eliza Fontaine é encontrada no fundo da piscina de um hotel, sua família acredita ter sido mais uma tentativa de suicídio fracassada. Mas Eliza jura que foi empurrada, e sua única testemunha é quem a salvou. Desesperada para encontrar o culpado, Eliza toma para si a investigação do caso.
Mas, conforme a data de lançamento do seu primeiro livro se aproxima, ela se vê com mais perguntas do que respostas. Por que a editora, agente e a família estão misturando os acontecimentos de sua vida com os de seu livro? Ele não é totalmente ficcional?
As Elizas
Ano: 2018 
Páginas: 384
Idioma: português 

Eliza Fontaine está prestes a lançar o seu primeiro livro, ‘As Dots’, quando algo inusitado acontece. Hospedada em um hotel para ter mais tranquilidade, ela acorda na cama de um hospital rodeada por sua mãe, seu padrasto e sua meia-irmã. Sem ter noção de como foi parar lá, seu padrasto conta que ela foi retirada de dentro da piscina do hotel.

Eliza afirma que não tentou o suicídio e sim foi empurrada por alguém, mas nem a sua família nem a polícia acreditam por conta da tentativa de se matar no passado. Acreditando que alguém está tentando mata-la, decide que vai investigar sozinha ao mesmo tempo em que tem que se preocupar com o lançamento do seu livro.

A esperança de Eliza é Desmond, o homem que a tirou de dentro da piscina e diz ter visto alguém correndo da piscina. Ele parece ser o único que acredita que ela não tentou se matar, o que a deixa mais frenética na busca de respostas.

O livro vai alternando a vida real de Eliza e os fatos descritos no seu livro, que se parecem muito com o seu passado: ela conta a história de uma garota que, por causa de um tumor, passa muito tempo no hospital sendo cuidada por sua tia Dorothy manipuladora e possessiva, que a trata como filha, já que sua mãe, Dot, está sempre ausente.

Os pais de Eliza não concordam com o lançamento do livro por causa do seu conteúdo e pedem seu cancelamento levantando ainda mais suspeitas em torno do que é real e do que é ficção.
As Elizas nos traz uma leitura complexa, densa e desafiadora, daquelas que deixa o leitor com a sensação de estar sendo enganado a cada vira de página. Sara Shepard nos brinda com um verdadeiro desafio em forma de leitura. 


Nenhum comentário

O seu comentário alegra o nosso dia!!!