Um Lugar à Beira-mar, Debbie Macomber


 “Annie o encarou, certa de que os olhos vermelhos revelariam sua angústia. Sem dizer nada, Keaton se sentou perto dela e sua presença a envolveu, lembrando-a de como ele era grande. Keaton não perguntou nada. Não puxou conversa. Não fez nenhum comentário. Limitou-se a ficar ao lado dela, proporcionando o apoio de sua energia silenciosa. Annie sentiu o calor daquele corpo forte acalentar o seu, afugentando o frio. Passaram-se alguns minutos e Keaton a surpreendeu pegando a mão dela, entrelaçando os dedos. Annie chegou a pensar que devia explicar a causa de seu estado emocional, mas não sabia como. Keaton era um homem de poucas palavras. Até conhecê-lo, ela não havia percebido o quanto podia ser dito através do silêncio. Ele não precisava de palavras para se comunicar, e, naquele momento, Annie descobriu que também não. Mais uma vez, Keaton não tinha nada a dizer, mas ela sim. ― Obrigada ― sussurrou. A resposta silenciosa veio através do olhar gentil e significativo que deixou implícito que ele faria qualquer coisa por ela.”
Um Lugar à Beira-mar
Debbie Macomber
Ano: 2019
Páginas: 336
Idioma: português
Editora: Harlequin Brasil


" Até conhecê-lo, ela não havia percebido o quanto podia ser dito por meio do silêncio."

Annie está na flor de juventude, cheia de energia e alegria, ela perde o prumo e o rumo quando uma tragédia sem precedentes a atinge de forma inesperada e avassaladora. Sem saber o que fazer para se recuperar de tamanha dor, ela resolve seguir o conselho da prima e procurar um local onde fora feliz com sua família. Este lugar é a pequena cidade costeira de Oceanside. O retorno de Annie à pequena cidade em que sua família passava férias quando ela era adolescente mexe com a jovem e a coloca de volta em contato com o pequeno chalé onde ela e sua família viveram momentos de muita alegria e união.

" Chalé à beira-mar.
Aquele era o único lugar onde havia passado os dias mais felizes na companhia da família. Ela havia encontrado o caminho de volta. O endereço da felicidade."

Porém o chalé estava abandonado e sua atual proprietária era uma mulher amarga e reclusa que não queria aproximação com ninguém, muito menos com uma forasteira. Para sorte de Annie, ela encontra pessoas dispostas a ajudá-la, entre elas está o tímido pintor Keaton.

Keaton traz uma dor de rejeição muito grande dentro de si e ao rever a jovem que marcou sua adolescência, ele decide que não só vai se aproximar dela e ajudar no que precisar como não deixará passar a chance de conhecê-la melhor.

"O silêncio lhe convinha. Keaton era um homem grande e intimidador. por ter um pouco mais de 1.90m, ultrapassava a altura da maioria e tinha se acostumado a ser um homem de ossos largos musculoso."
Keaton e Annie se conectam a cada pequeno gesto, a cada mimo, a cada conversa, a cada olhar e juntos trazem o chalé de volta à vida e, em meio a tantas dificuldades, eles encontram o amor e a cura.

Mesmo com toda a dificuldade de se abrir a alguém Keaton abre seu coração a Annie e teme que, com o tempo, ela fique entediada com a calmaria da cidade e resolva voltar a sua antiga cidade. Mas Annie já criou laços fortes e enterrou suas raízes num certo terreno fértil (o coração dele) e Keaton vai precisar perceber o quanto é importante na vida dela, o quanto afeta a vida dela. Ele precisará realmente falar e ouvir se quiser viver este amor.

" Para Annie, aqueles beijos eram incomparáveis. Para o resto do mundo, Keaton era desajeitado e antissocial, mas para ela, tratava-se de um príncipe, embora fosse bem diferente dos tradicionais."
Um livro tocante, emocionante, surpreendente e singelo, repleto de dramas fortes que você realmente entende o motivo da escritora ter escolhido tantos em um único livro quando percebe o processo de cura de Annie e como a força dela foi capaz de mudar outras vidas. Fiquei muito emocionada desde as primeiras páginas e não percebi o quão intenso seria até chegar ao fim e conseguir respirar normalmente de novo.

Um Lugar à Beira-mar traz uma história forte que dilacerou meu pobre coração. Uma bela história de cura, transformação, amor, cheia de dramas reais. Apenas dois detalhes me travaram um pouco: a relação mal resolvida de Keaton e o pai, que esperei uma resolução diferente e a forma como Keaton reage num momento crucial do relacionamento com Annie, esperei um diálogo melhor e mais profundo entre eles. Mas creio que foi mais uma expectativa formada da minha parte e não muda a mensagem final que a escritora quis passar.

Super recomendo a leitura e considero um dos livros mais bonitos de Debbie Macomber.


Um comentário

  1. Ainda não tinha lido nada sobre este livro,mesmo com um título e capa tão lindos!Por isso, agora bem cedinho estava no Insta e li a resenha dessa obra.
    Eu sou uma apaixonada por histórias de recomeço, de voltar ao passado para tentar encontrar forças e seguir e este livro parece ter tudo isso e um pouco mais!!
    Com certeza, já vai para a listinha de desejados!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir

O seu comentário alegra o nosso dia!!!