Restaura-me, Tahereh Mafi



A história de Juliette e Warner continua no eletrizante novo volume da série Estilhaça-me, de Tahereh Mafi, autora best-seller do The New York Times. Juliette Ferrars acreditava ter vencido. Assumiu o controle do Setor 45, foi nomeada nova Comandante Suprema da América do Norte e agora conta com Warner ao seu lado. No entanto, quando a tragédia se instala, Juliette precisa confrontar a escuridão que existe tanto à sua volta quanto em seu interior.
Restaura-me
O passado jamais me esquecerá
Estilhaça-me #4
Ano: 2018 / Páginas: 400
Idioma: português 

Essa resenha contém spoilers dos livros anteriores.

Juliette foi nomeada a Comandante Suprema da América do Norte e, junto com Warner, Kenji e outros que lutaram ao seu lado, estão no Setor 45.

Depois de ter passado quase a vida toda aprisionada e tratada como alguém perigoso e que deve ser temido, Juliette está agora conhecendo o mundo como ele realmente é. E percebe que não é fácil encontrar seu lugar nesse e ter que aprender tantas coisas... enquanto isso Warner está tendo que lidar com todos os seus monstros psicológicos, afinal ele é apaixonado pela mulher que matou o seu pai, como lidar com isso?


“O mundo tentou esmagá-la – digo, agora com um tom mais gentil. – E você se recusou a se estilhaçar. Venceu cada um dos obstáculos e saiu uma pessoa mais forte, ressurgindo das cinzas e deixando todos à sua volta impressionados. E vai continuar surpreendendo e confundindo aqueles que a subestimam. É inevitável. Mesmo assim, você deve estar preparada e deve saber que ser líder é uma ocupação ingrata. Poucas pessoas demonstrarão qualquer sinal de gratidão pelo que você faz ou pelas mudanças que implementa. Elas têm memória curta… Aliás, elas têm memórias que surgem de acordo com a conveniência. Qualquer nível de sucesso que você alcançar será escrutinizado. Suas conquistas serão deixadas de lado, só servirão para gerar mais expectativas naqueles à sua volta. Seu poder acaba afastando-a dos amigos. – Desvio o olhar, nego com a cabeça. – Você vai se sentir sozinha. Perdida. Vai desejar a aprovação daqueles que no passado admirou, pode agonizar entre agradar velhos amigos e fazer o que é certo. – Ergo o rosto, sinto o coração inchar de orgulho enquanto olho para ela. – Mas você não deve nunca, nunca mesmo, deixar os idiotas a influenciarem. Isso só vai fazê-la se perder.”

Ainda assustada com tanto poder em suas mãos, Juliette terá a ajuda de Warner, mas, principalmente a ajuda de Kenji, melhor amigo, conselheiro e incentivador em todos os momentos. E Kenji terá, finalmente, uma grande participação na história, vamos conhecer bastante do seu passado e sua presença será crucial para o desenvolvimento de Juliette e de Warner também.


Novos personagens serão acrescentados à série para revelar alguns segredos e criar novos... sim! Teremos novos segredos também! Se prepare para um final daqueles de você não querer acreditar que o livro realmente acabou!


Tahereh Mafi me surpreende a cada novo livro. E agora ela conseguiu acrescentar a toda essa mistura de personagens que representam minorias, como asiáticos, negros e transexuais, novos personagens com poderes. E fala com maestria de problemas sociais em uma história de fantasia. 


Um comentário

  1. Vou admitir que dei só uma olhada rápida por cima da resenha. Li somente o primeiro livro desta saga da Tahereh e não vejo a hora de poder concluir ela!
    Juliette era uma personagem já forte no primeiro livro, fico só pensando no quanto ela cresceu no decorrer dos livros e no tanto de personagens novos que foram sendo inseridos.
    Lerei todos!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir

O seu comentário alegra o nosso dia!!!