Simplesmente Nova Iorque, Sarah Morgan



Às vezes, a melhor maneira de encontrar o amor é parando de procurá-lo.
Molly (ou Aggie, nas redes sociais) é a colunista de relacionamentos mais famosa de Nova York, e seu livro sobre como encontrar a pessoa certa vendeu milhões de exemplares. Pena que ela não consegue seguir os próprios ensinamentos. Depois de um término traumático que a levou de Londres para Nova York, Molly decide que relacionamentos não são para ela, e que o único amor de sua vida vai ser seu dálmata, Valentine.
Daniel (ou Rottweiler, para os inimigos) é o advogado especialista em divórcios mais famoso de Nova York, e sabe que sentimentos são a pior coisa que alguém pode trazer para um relacionamento. Um pouco de diversão, porém, não machuca ninguém, e é por isso que ele não vê nada de mais em pegar um cachorro emprestado para conhecer a linda mulher que cruza seu caminho toda manhã no Central Park.
Molly e Daniel acham que sabem tudo sobre relacionamentos. No entanto, à medida que a química poderosa entre eles os aproxima, começam a descobrir que ainda há muito o que aprender sobre o amor...

Simplesmente Nova York
Para Nova York, com amor #4
Sarah Morgan
Ano: 2020
Páginas: 376
Idioma: português
Editora: Harlequin


" Grandes riscos trazem grandes recompensas."

Molly é a famosa colunista do blog Pergunte a Ela, onde dá conselhos amorosos. Como prefere manter o anonimato, Molly escreve como Aggie, uma especialista em amor e relacionamentos, algo que ela nem cogita para si depois de viver uma experiência traumática no passado. Hoje ela se contenta em se dedicar ao blog, a escrever seu livro e cuidar de seu cachorro Valentine. Todos os dias ela corre com Valentine pelo Central Park e é numa dessas corridas que Daniel nota a garota.

Daniel é um conceituado advogado especialista em divórcios, que sentiu na pele o tipo de dano que um casamento ruim pode causar nas pessoas envolvidas, principalmente nas crianças. Ele faz o tipo conquistador que não quer compromisso e está super interessado em conhecer Molly. Para se aproximar dela, Daniel pede a uma de suas irmãs um cachorro emprestado, o pastor alemão Brutus, e se lança na dura empreitada de chamar a atenção de Molly. A questão é que Molly não está nem um pouco interessada no cara lindo de viver que acende todos os seus alarmes e que, de repente, surge todo galante com um cachorro que simplesmente não responde a seus comandos e que, no fim das contas, para alegria de Daniel, faz amizade com Valentine.

Pausa aqui para explicar que Valentine é nome de um dálmata macho e que Molly escolheu esse nome nada masculino pois encontrou ele ainda filhote no dia dos namorados (Valentine's Day nos Estados Unidos) e por ele ter um focinho com formato de coração. Meiguice pouca é bobagem. Valentine e Brutus roubam a cena sempre que aparecem.

Voltando ao nosso casal. A atração entre eles é palpável e as faíscas voam sempre que Daniel aparece no parque, os diálogos entre eles são ótimos e repletos de ironia. A cada rejeição de Molly, ele se sente mais atraído e, insistente, continua investindo na garota até que um dia acabam se entregando num beijo de tirar o fôlego.

Com bastante dificuldade, Daniel consegue convencer Molly a lhe dar uma chance, eles bolam um acordo que agrada a ambas as partes e, aos poucos, o casal vai descobrindo como se dão bem tanto sob os lençóis como na vida a dois. Mas alguns segredos e a insegurança de Molly podem atrapalhar a paz destes pombinhos.

As irmãs de Daniel, donas da Guardiões do Latido, estão de volta trazendo mais humor ainda à trama e, juntamente como os amigos de Molly, Mark e Gabe, dão dinamismo a esta doce história de amor. Sem falar nos astros do livro que são os cachorros mais que fofos de todo o universo.

Sarah Morgan cria novamente uma comédia romântica deliciosa para nos deleitar e fazer suspirar,alem de ansiar pelo próximo volume da série.


Nenhum comentário

O seu comentário alegra o nosso dia!!!