Birthday girl, Penelope Douglas



JORDAN
Ele me acolheu quando eu não tinha outro lugar para ficar.
Ele não me usa, me magoa ou se esquece de mim. Ele não me trata como nada, não me despreza, ou me faz sentir insegura.
Ele se lembra de mim, ri comigo e olha para mim. Ele me escuta, me protege e me enxerga. Sinto seus olhos em mim sobre a mesa do café da manhã, e meu coração dispara quando o ouço entrar na garagem depois do trabalho.
Preciso parar isso. Não pode acontecer.
Minha irmã me disse uma vez que, não existem homens bons, e se você encontrar um, ele provavelmente será comprometido.
Só que o comprometido aqui não é Pike Lawson.
Sou eu.

PIKE
Eu a acolhi porque pensei que estava ajudando.
Ela prepararia algumas refeições e daria uma limpada na casa. Era um acordo simples.
Com o passar dos dias, porém, está se tornando tudo, menos simples. Tenho que parar de pensar nela e de prender a respiração toda vez que nos esbarramos pela casa. Não posso tocá-la, e eu não deveria querer.
Quanto mais me vejo cruzando o seu caminho, mais ela se torna parte de mim.
Mas não estamos livres para ceder a essa atração. Ela tem dezenove anos e eu trinta e oito.
E sou pai do namorado dela.
Infelizmente, os dois acabaram de se mudar para a minha casa.

* BIRTHDAY GIRL é um romance contemporâneo, adequado para maiores de 18 anos.

Birthday Girl
O Presente Perfeito
Ano: 2019 
Páginas: 407
Idioma: português

Abandonada pela mãe ainda pequena e com um pai fracassado na vida, Jordan precisou crescer antes mesmo de atingir a maioridade tendo como auxílio apenas sua irmã mais velha. Agora com 19 anos recém completados ela começa a ver sua vida mudar de rumo da maneira menos esperada, seu namorado Cole deveria lhe buscar no trabalho e levá-la para casa, mas ao contrário disso ele anda distante e cada vez mais relapso com os cuidados dispensados a ela. Um encontro com um homem misterioso no cinema vai mudar tudo.

Pike Lawson já viveu tudo que tinha para viver e os seus 38 anos mostra isso, seu sonho era constituir uma família, mas a mãe do seu único filho foi a pessoa menos indicada para isso e hoje ele não vê mais futuro em se envolver com outras pessoas. Uma ida ao cinema desperta no homem sentimentos que ele jamais imaginou ser capaz de ter e tudo isso por uma garota fora do seu alcance, jovem demais para ele e que no final das contas, de forma inesperada ele descobre ser a namorada do seu filho. 

Cole em apuros precisa do pai, com quem ele não tem uma boa relação, mas levar seu filho e o objeto de desejo para casa não vai ser tarefa fácil para Pike, muito menos para Jordan que encontra no pai do seu então namorado tudo que sempre sonhou. 

“Um homem pode ser qualquer coisa. Não deixe que o seu gênero te segure.”
Com uma narrativa fluida e bem trabalhada, Penelope leva o leitor por uma história de amor proibida e que tem tudo para dar errado, ao mesmo tempo ela ensina o valor da família, da criação de laços e o quanto as mentiras podem prejudicar não só aqueles que as conta, mas as pessoas ao redor. É uma história de amor que carrega em suas entrelinhas várias mensagens positivas.

Ver os personagens crescerem durante a história é o que mais instiga a continuar, mas de longe é a Jordan quem surpreende com todo seu crescimento e força ao longo das páginas. Uma jovem que foi abandonada, maltratada e deixada por todos aqueles que amava, mas que no final se torna alguém extraordinário e que vale de exemplo para muitos outros jovens pelo mundo. 

“Se há uma coisa que aprendi sobre relacionamentos – qualquer relacionamento – é que ninguém deveria mandar. Você tem que saber quando ir com tudo e quando recuar. Os dois.”

Confesso que comecei a leitura com um pé atrás, mas ao decorrer do caminho e das páginas lidas, fui vendo o quanto os personagens tinham a ensinar e isso me prendeu profundamente, tanto que não consegui me prender as metas da leitura coletiva e acabei lendo além da meta em algumas ocasiões. 

Devo alertar que é um romance hot carregado de cenas quentes e nem um pouco leve, então vão com calma na leitura, mas lembre-se: o desfecho é incrível. Então se você já leu essa história não deixa de contar o que achou e se ainda não leu, te convido a ler. Por enquanto é só, um forte abraço e até mais.



Um comentário

  1. Gosto muito das letras da autora e gosto de romances hot, hot! Só fiquei meio apreensiva com isso de ser muito hot. rs dá a sensação de que não tem enredo.
    Mas mesmo assim, com certeza, é um livro que quero muito ter a oportunidade ler!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir

O seu comentário alegra o nosso dia!!!