Oito Detetives, Alex Pavesi


“PERFEITO PARA OS FÃS DE AGATHA CHRISTIE E SHERLOCK HOLMES!” 
Existem regras para mistérios em que há um assassinato. Deve haver uma vítima. Um suspeito. Um detetive. O restante é apenas embaralhar a sequência de fatos para enganar o leitor. O matemático Grant McAllister resolveu esse raciocínio para escrever sete histórias de detetive calculando as diferentes ordens e possibilidades. E, por trinta anos, essas histórias pareceram perfeitas aos olhos de todos. Agora, vivendo recluso numa remota ilha do Mediterrâneo, vendo a vida passar, ele é descoberto por Julia Hart, uma editora ambiciosa e esperta. Julia quer republicar o livro de Grant, mas nota muitos pontos inconsistentes, quase propositais. Aos olhos de uma profissional, parecem pistas de crimes reais... Ela decide investigar. Em uma batalha intelectual com um adversário perigosamente inteligente, Júlia percebe que há um mistério maior por trás dos livros... Grant deixou as pistas para conectar os livros ou assassinatos da vida real? Toda investigação parte de evidências. Mas, e se elas fossem disfarces de algo mais grave?
Oito Detetives
Ano: 2021 
Páginas: 288
Idioma: português
Editora: Faro Editorial


Quem não gosta de ler um bom thriller, não é mesmo? E quando esses thrillers são tão raros, a expectativa é muito alta. Julia Hart, uma editora, acaba descobrindo os textos do matemático (sim, um matemático escritor de thrillers) Grant McAllister, sete histórias de mistério, com formulas diferentes e tramas bem curiosas.

Ao encontrar o matemático, Julia propõe republicar essas histórias, conquistando a permissão de Grant, e como uma boa editora, as histórias precisarão passar por um pente fino para serem trazidas novamente ao público.

Mas, à medida que Julia analisa as histórias junto com Grant, ela percebe irregularidades nas narrativas, ou detalhes equivocados, que só uma mente aguçada seria capaz de perceber. A cada história lida, novas dúvidas vão surgindo, e dada a inteligência do autor, esses detalhes inusitados possivelmente estão escondendo alguma coisa.

Esse é um dos thrillers mais inteligentes que eu já li. A começar pela introdução da história, onde conheceremos o primeiro texto, que bagunçou minha cabeça totalmente, e quando somos introduzidos ao “mundo real”, essa bagunça é justificada por Julia e Grant, mesmo que as respostas sejam bastante curiosas.

Além da discussão entre Julia e Grant, conheceremos os textos do matemático, onde cada uma traz elementos tão intensos, que poderiam facilmente serem expandidos para histórias originais, principalmente o segundo texto “Morte a beira-mar”, que foi uma das histórias que mais gostei, por sua narrativa muito clara, mas que engana a gente facilmente.

É um livro sensacional, com uma “queda de braço” semelhante a uma guerra fria, com um desfecho muito bem orquestrado. Oito detetives foi um thriller que adorei conhecer, mesmo que eu tenha demorado mais do que imaginava para ler. E te deixo um conselho: fique atento a tudo!



Nenhum comentário

O seu comentário alegra o nosso dia!!!