Klara e o Sol, Kazuo Ishiguro



Klara, um Amigo Artificial com habilidades de observação impressionantes, estuda com cuidado o comportamento de todos que passam pela vitrine. Do lugar onde foi designada a ficar na loja, ela espera que uma dessas pessoas entre e a escolha como companheira. Contudo, quando surge a possibilidade de sua vida mudar para sempre, Klara é aconselhada a não apostar suas fichas na bondade humana. Neste novo livro, Kazuo Ishiguro examina o mundo moderno pelos olhos de uma narradora inesquecível. Com uma linguagem única e precisa, ele constrói um romance arrebatador sobre o significado do amor e do cuidado.
Klara e o Sol
Ano: 2021 
Páginas: 336
Idioma: português
Editora: Companhia das Letras

Estamos nos EUA, mas em um futuro onde encontramos Klara, que passa os dias alternando lugares na loja em que mora, observando o comportamento dos humanos que passam diante de sua vitrine e dos seus amigos AA como ela e sonhando em ter uma boa criança a quem fará companhia.

Mas porque a necessidade de Amigos Artificiais? Nesse futuro, crianças e adolescentes vivem quase que em total isolamento (sentiu algo familiar???), assistem aula por videochamada e os encontros entre amigos são feitos em um ambiente controlado, onde os pais estejam separados apenas por um parede. Ah, e todos são manipulados geneticamente, ou não são vistos com bons olhos pela sociedade que não acredita em apostar apenas na natureza. E mesmo entre os adultos você não encontra um nível de interação muito maior. 

Klara se torna AA de Josie, uma garota meiga e frágil, com uma doença grave que pode levá-la a morte. E nesse ponto temos uma discussão muito interessante que questiona o quanto do ser humano pode ser modificado, replicado ou substituído pela tecnologia. Um debate ético filosófico que questiona a aceitação da finitude da vida humana e mexe com o leitor.

Apesar de observadora, Klara não é capaz de entender todas as camadas do ser humano e sua capacidade para a maldade. Alimentada por energia solar, Klara vê o Sol como um ser todo poderoso que é capaz de nutrir AAs e humanos, considerando sua existência vital e a falta dela, um dos motivos para Josie não se recuperar. Pegando o gancho, Ishiguro aproveita para falar de meio ambiente, já que Klara acredita que o sol estaria zangado por conta das fábricas que estão poluindo o céu com suas grandes chaminés, empreendendo uma luta pessoal para acabar com a poluição. 

Klara e o Sol é uma narrativa lenta, mas no ritmo certo para levar o leitor a caminhar junto com a protagonista, embarcando nessa descoberta de mundo que Klara faz onde a observação é a principal ferramenta para entender o mundo em que se vive e o questionamento de tudo ao seu redor é essencial para fazer escolhas.

Nenhum comentário

O seu comentário alegra o nosso dia!!!