Destruidor de Mundos, Victoria Aveyard



Ano após ano, Corayne assiste sua mãe, uma célebre pirata, partir para o alto-mar e desbravar todos os reinos de Todala, sem jamais poder acompanhá-la. Quando um misterioso imortal e uma assassina de aluguel aparecem dizendo que ela é a última descendente viva de uma poderosa linhagem ― e a única pessoa capaz de salvar o mundo de um perigo iminente ―, ela aproveita a chance para ir em busca de sua própria aventura.O problema é que o perigo é muito maior do que ela imaginava: um homem sedento por poder, determinado a reabrir os portais que, no passado, levavam para outros mundos, povoados por criaturas sinistras. Com a ajuda de um grupo de bandidos e maltrapilhos, Corayne terá de provar que o heroísmo pode surgir até nos lugares mais inesperados.
Destruidor de Mundos
Realm Breaker #1
Ano: 2021 
Páginas: 560
Idioma: português
Editora: Seguinte

Preparados para mais uma aventura medieval da Victoria Aveyard? Com certeza, não!

A história é contada, a princípio, pelo ponto de vista de Andry, escudeiro de Sir Grandal morto na batalha contra Taristan. Domacridhan, sobrinho da monarca de Iona, diz a Andry que ele deve pegar a Espada dos Fusos que pertencia a Cortaeal, o herdeiro de Cór, e fugir para sobreviver. Envergonhado por acreditar ser o único sobrevivente e não encontrar honra nisso, ele quer ajudar a salvar o seu mundo.

Mas Domacridhan, um Imortal entre os humanos, sobrevive apesar da vergonha de ver o seu amigo Cortael morrer. Sem o apoio do reino de Iona, Dom decide lutar contra Taristan e encontrar a herdeira de Cór, única que pode empunhar a Espada dos Fusos e salvar o mundo.

Vivendo em um mundo que está condenado à destruição pelo domínio do mal, Corayne, filha de uma pirata de renome, quer o reconhecimento da mãe estando ao seu lado para desbravar os mares a borda do grandioso Filha da Tempestade. Mas o destino reservou muito mais para ela: por causa de suas origens, até então desconhecidas por ela, Corayne é a única esperança do seu mundo.

Juntamente com um Imortal que não tem o apoio dos seus e uma assassina de aluguel que tem o seu próprio código de honra, Corayne é a escolhida por causa da sua linhagem a ir em busca da Espada dos Fusos para impedir que o mago Taristan recupere o poder dos Imortais.

Primeiro volume de uma trilogia que promete muita aventura, Destruidor de mundos assusta um pouco por conta de suas mais de 500 páginas, mas que recompensa o leitor com um universo fantástico muito bem construído baseado em um mapa incrível que o livro traz, personagens marcantes e diversos tanto em raça quanto em gênero e um enredo digno de um bom filme do gênero.  

Apesar do começo ser um pouco lento, característica a qual estamos bem acostumados em livros que constroem o seu próprio universo e precisa ser explicado para o leitor, o enredo recompensa a determinação de prosseguir na leitura com uma história de tirar o fôlego, e que nos deixa ansiosos pelo próximo livro.


Nenhum comentário

O seu comentário alegra o nosso dia!!!