Floresta dos Medos, Emily Carroll



Uma garota empunha uma lamparina para vencer os contornos da escuridão. Ali perto, uma floresta. Calada e fantasmagórica, repleta de coisas estranhas. Criaturas misteriosas, sussurros velados, medos inomináveis. Pense naquilo que faz seu sangue correr depressa pelas veias. Uma voz sem corpo? Uma visão fantasmagórica? Ou, quem sabe, a possibilidade de viver algo sobrenatural?
Aguarde na penumbra e fale baixo. A DarkSide® Books convida você para um passeio pela floresta cheia de rostos pálidos e mãos geladas da premiada ilustradora Emily Carroll. Mas tome cuidado: assim como nos contos de fada, nem tudo que habita seus arredores é aquilo que parece ser.

De uma coisa nós temos certeza: as cinco histórias de Floresta dos Medos dão frio na espinha. Nelas, a quadrinista canadense — ganhadora de um prêmio Eisner, um dos mais importantes do universo dos quadrinhos — explora o medo subjetivo e imagético, composto de sensações estranhas que raramente conseguimos explicar. Não espere sustos que farão você pular; aqui, olhares de relance para os cantos do quarto serão muito mais comuns. Será que você está realmente sozinho em casa?

O texto de Emily Carroll é poderoso e poético, e suas ilustrações, carregadas de tons sombrios e avermelhados. Seu trabalho elegante evoca o etéreo dos contos dos irmãos Grimm, o extraordinário de Neil Gaiman, o gótico de Edgar Allan Poe e, principalmente, o realismo mágico de Angela Carter. E, assim como os grandes mestres, incita o leitor a enfrentar seus próprios medos e fraquezas. Você também ouviu uma batida à porta?

Os medos, aqui, são diversos. Três irmãs que ficam sozinhas em casa e, uma por vez, desaparecem. O fantasma de uma mulher que aguarda vingança. Um homem que sempre viveu à sombra de seu irmão decide assassiná-lo. Uma garota e sua amiga médium exploram a dor e o luto dos outros em um golpe elaborado. E, por fim, uma menina visita seu irmão casado apenas para descobrir um segredo terrível e visceral.

Floresta dos Medos é uma compilação de vislumbres, dúvidas e pesadelos. Tudo em suas páginas grita para ficarmos longe, mas, de algum modo assombrosamente delicioso, ficar longe é impossível. A única solução é embarcar nesta jornada conosco. E verdade seja dita: Chapeuzinho Vermelho teve sorte por só ter encontrado o Lobo Mau na floresta. Entre as árvores e clareiras, existe algo muito, muito pior.
Floresta dos Medos
Ano: 2019 
Páginas: 208
Idioma: português
Editora: DarkSide Books

Desnecessário falar que um livro da Darkside tem uma edição lindíssima, não é? Mas serei redundante e vou falar que Floresta dos medos é de uma riqueza gráfica incrível, a ponto de atingir o leitor mais pelas imagens do que pelos diálogos. Uma graphic novel com contos de terror que cumpre com o objetivo de deixar os leitores roendo as unhas. 

Atraído pelas imagens, o leitor vai se pegar ouvido e sentindo o que os personagens ouvem e sentem, mesmo que isso seja apenas fruto da sua imaginação. Ou será que não?

O livro traz cinco contos de terror que mesclam diferentes medos que vão desde o tal monstro que pode morar debaixo da sua cama e você prefere conviver com ele ali sem ter coragem de conferir se ele está mesmo lá, passando pelo medo de ficar sozinha e indefesa quando o seu protetor se ausenta e te deixa vulnerável, até o medo do que pode estar realmente por trás de uma moça jovem, bonita e amável que parece estar dominada por alguma força sobrenatural. 

Autora e, ao mesmo tempo, ilustradora da obra, Emily Carroll não traz um encerramento para as suas histórias, deixando a cargo da imaginação ou do desespero do leitor o desfecho dos acontecimentos sombrios e bizarros que ele acabou de ler.

Uma leitura rápida e fluida que é complementada pela capacidade imaginativa do leitor, mas tão marcante que algumas histórias e imagens ficam dando voltas em sua cabeça mesmo após a leitura.


Nenhum comentário

O seu comentário alegra o nosso dia!!!