Brilhante, Julia Quinn



Contando a história da jovem lady Arabella Blydon, Brilhante é o segundo livro da série Damas Rebeldes, que marcou a estreia da carreira de Julia Quinn, autora da série Os Bridgertons.
Julia Quinn já vendeu mais de 2 milhões de livros no Brasil e 15 milhões no mundo.

Quando um pretendente diz a lady Belle que, por conta da beleza e da fortuna dela, está disposto a fazer vista grossa para as suas chocantes tendências intelectuais, ela decide se afastar do mercado casamenteiro e passar uma temporada no campo.

Belle não imaginava que, durante sua estadia, fosse conhecer lorde John Blackwood, um herói de guerra que a deixaria fascinada como nenhum outro homem da alta sociedade londrina fora capaz.

Apesar de já ter vivido coisas terríveis, nada aterroriza mais o coração atormentado de lorde John do que lady Arabella. Ela é inebriante, exasperante e... faz com que ele tenha sede de viver. De repente ele se vê escrevendo poesias ruins e subindo em árvores na calada da noite só para poder dançar com ela quando o relógio bater meia-noite.

Apesar de saber que nunca será o homem que ela merece, John não consegue parar de desejá-la. Será que quando a luz do dia substituir a magia da madrugada, os dois conseguirão deixar as diferenças de lado e se entregar ao amor?

Brilhante
A História de Belle
Damas Rebeldes #2
Ano: 2021 
Páginas: 320
Idioma: português
Editora: Arqueiro

Arabella Blydon é uma jovem intelectual que vê nos livros sua maior fonte de riquezas, mesmo sendo uma das damas mais aclamadas da aristocracia e com inúmeros pretendentes a sua volta, a jovem prefere abdicar dos pedidos de casamento para que possa encontrar o verdadeiro amor e com isso alguém que respeite os seu gosto pela literatura, a grande questão é que os homens a sua volta não despertam o seu interesse, muito menos respeitam as suas escolhas, por isso ela some dos holofotes e vai passar um tempo com a prima Emma, recém casada, para tentar espairecer.

É nessa jornada que ela conhece o lorde Blackwood, um homem sombrio e solitário, que não demonstra nenhuma vontade em se afeiçoar a uma mulher, mas cujo desejo de desvendar os mistérios por trás daqueles olhos tristes, faz com que Belle tenha vontade de desbravá-lo e tornar-se ao menos amiga dele, mesmo sentindo-se ligeiramente diferente.

“Às vezes não há médicos ou cirurgiões disponíveis. Às vezes é preciso fazer o que se pode, o que faz sentido. E então rezar. Mesmo quando já se deixou de acreditar em Deus.”

John Blackwood é um ex militar, que precisou se afastar do serviço após quase perder sua perna, o que lhe deixou levemente debilitado e impossibilitado de continuar atuando na guerra, por suas habilidades e seu trabalho exemplar, o homem conseguiu o título de barão e com isso comprou uma propriedade, fazendo investimentos que lhe ajudam a manter suas rendas com maestria. Devido a um acontecimento do seu passado, ele ainda é assombrado pelo fantasma de uma jovem e por algo que considera ter sido um erro irrevogável, o que lhe impede de aceitar o amor de outras pessoas, porém ao conhecer a jovem Arabella, o homem se vê desejando poder aceitar os afetos da jovem e assim sair de vez daquilo que o prende, o único problema em tudo isso é saber se ele é capaz de deixar o passado e se Belle o aceitaria sabendo o que ele fez.

Com uma narrativa fluída, em terceira pessoa e trazendo os pontos de vista da Belle e do John, o livro trás uma abordagem diferente do primeiro, mesmo tendo um lado divertido e uma história apaixonante, a autora também aborda uma temática mais pesada, trazendo casos da guerra que por mais que saibamos do acontecimento, também ficamos chocados em conhecer esse lado ainda mais sombrio da situação. A autora aborda um caso de estupro, o que pode ser um grande gatilho para quem lê o livro, mas devo dizer que mesmo trazendo essa situação que é mais pesada, o livro ainda carrega uma leveza imensa e nos deixa apaixonados por todo o enredo.

“As pessoas cometiam erros, não? Afinal, ele não era um herói infalível dos livros.”

O livro é uma mescla de delicadeza, com várias cenas cômicas dos personagens principais e de alguns secundários que me deixou presa do começo ao fim, embora tenha demorado para terminar essa leitura, atribuo a minha demora aos meus problemas pessoais e não a história em si, pois assim que comecei já me conectei com os personagens, principalmente com Belle que é uma leitora voraz desde muito nova.

Se você ainda não teve a chance de fazer essa leitura, recomendo muito começar, principalmente se curte a escrita da autora, eu me apaixonei e já quero ler o último livro dessa trilogia que promete ter um desfecho e tanto, só espero que minhas expectativas quanto ao protagonista sejam atendidas. No mais, me conte aqui se já leu e o que achou da obra, se ainda não leu, pretende ler? Vamos papear, até lá beijos secretos e até a próxima resenha!


Nenhum comentário

O seu comentário alegra o nosso dia!!!