Eu chamo de amor


O que é amor pra você?
Relacionamentos de comédias românticas que sobrevivem a todos os contratempos? Ou pessoas que se conheceram ainda jovens e passam a vida inteira juntas?

Acha que é possível um amor acabar, ou acredita que só é amor se durar para sempre? É possível amar alguém com quem você nunca conversou? E amar duas pessoas ao mesmo tempo?

Nesta antologia, Fernanda de Castro Lima, Fernanda Young, Giulia Paim, Laura Conrado, Marina Carvalho e Vinícius Grossos revelam o que eles chamam de amor e mostram que esse sentimento pode estar em todo lugar, até mesmo em um emprego chato ou no meio de um lockdown.

Prepare-se para se emocionar e, por que não, se apaixonar por histórias que mostram que o amor pode ser do jeito que você bem entender. Desde que você se abra para viver essa grande aventura.
Eu Chamo de Amor
Ferananda de Castro Lima, Fernanda Young, Giulia Paim, Laura Conrado, Marina Carvalho, Vinicius Grossos
Ano: 2021 
Páginas: 144
Idioma: português
Editora: Melhoramentos

O que é o amor para você? Como definiria esse sentimento que brota no peito e aquece o corpo inteiro de diversas formas? Quando fala de amor, quem te vem primeiro a mente? É sobre isso. O amor tem inúmeras formas, jeitos e costumes, pode aparecer em diversos lugares, durar um dia, anos ou até mesmo meses, mas também pode durar horas, pois o amor é algo que brota como uma semente, aparece sem ser requisitado e quando pensamos que nada mais pode acontecer, todos os frutos que podemos colher já foram colhidos, lavados e consumidos de uma forma tão pura e magnifica que só podemos distribuir e retribuir tudo que ele nos trouxe.

Esse livro é sobre isso, sobre o amor em suas infinitas possibilidades e arranjos de aquecer o coração, são seis autores e seis histórias apaixonantes que vão ensinar sobre amar e ser amado em seu mais puro poder de conhecimento, amores simbólicos, amores próprios, amores difíceis... amores.

“É... Clichês são clichês por uma razão.”

Com narrativas variadas, cada história nos apresenta um tipo de amor diferente, cada perspectiva abordada nos ensina algo novo e que precisa ficar registrado em nossos corações, mostrando que o aprendizado sobre nós mesmos e sobre o outro é constante, principalmente quando ainda não nos conhecemos o suficiente para partilhar nosso amor com o mundo.

São histórias únicas e apaixonantes que transmite uma leveza, mas também um peso de responsabilidade que leva o leitor por um caminho sem volta no quesito não parar de ler, minha vontade como leitora foi repetir toda a leitura do começo a partir do momento que finalizei.

“Mãe é assim mesmo: vive exausta e, quando tem um tempo só pra ela, sente saudade da cria.”

Amei todas as histórias, mas a que mais me tocou ao ponto de chorar foi da Giulia Paim, de título “Prisma”, chorei que nem criança quando finalizei a história e precisei de uma pausa para continuar. Claro que outras histórias como a do Vinícius Grossos me tocaram profundamente, mas essa da Giulia foi um tiro certeiro no coração dessa leitora que vos fala.

Se você ainda não teve a oportunidade de conhecer essa obra recomendo demais que conheça, mas se já conheceu vem cá conversar comigo e me dizer o que achou, quero muito falar mais sobre esse livro por aí, espalhar a palavra como dizem. Até lá, um super beijo cheinho de amor a distância pra você que me lê e até mais. 


Nenhum comentário

O seu comentário alegra o nosso dia!!!