Honestamente: sinceramente, Bruna Zielinski



Honestamente: Benjamin Park e Leonardo Guimarães não se suportam. Não foi sempre assim, mas uma grande briga há sete meses destruiu a amizade dos dois. Apesar de estudarem na mesma sala da faculdade e terem o mesmo grupo de amigos, Leo e Ben passaram a se evitar e, quando se esbarravam, discutiam até pelos motivos mais bobos. Porém, tudo muda entre eles quando se reencontram em uma festa. Sinceramente? O ódio jamais conseguiu mascarar o desejo ou a mágoa. Quando os dois percebem que não são capazes de ficar longe um do outro, decidem estabelecer regras. O Acordo Guimarães-Park coloca restrições na “inimizade colorida”, e o difícil é não quebrar justamente a primeira regra: não se apaixonar.
Nesta história que nasceu de uma fanfic inspirada em dois idols do k-pop e é recheada de atração e conflitos, a busca pela sintonia em um relacionamento parece sempre ter o efeito contrário. Enquanto navegam por problemas familiares e por suas próprias vulnerabilidades, Benjamin e Leonardo, tão diferentes quanto chá de hortelã e café, precisarão estar dispostos a conversar, perdoar e ouvir se quiserem se dar uma segunda chance.
Honestamente: sinceramente?
Bruna Zielinski
Ano: 2021
Páginas: 320
Idioma: português
Editora: Rocco

Benjamin e Leonardo eram grandes amigos até que suas diferenças falaram mais alto e separaram os dois que viviam como unha e carne, mas chegou o aniversário de Leonardo e Benjamin recebeu o convite, indignado com a audácia do ex melhor amigo ele decide arriscar, fazendo daquele momento algo além do esperado, quando em meio a um ato impensado Benjamin decide beijar a pessoa que ele mais odeia no momento, vulgo Leonardo.

Benjamin tem certeza de que fez a pior loucura da sua vida, mas quanto mais arrisca, mais ele quer ficar por perto, porém sua família talvez não aceite sua sexualidade, por esse motivo ele precisa esconder com todas as forças sua bissexualidade. Por outro lado, Leonardo não sabe o que fazer com a descoberta de que Ben é bi, além de não ter ideia de como seguir adiante com o segredo que está guardado, mas no fim das contas um acordo é feito e eles precisam aprender a lidar com as consequências de suas escolhas.

“É que essa é a realidade quando você cresce: você tem muito mais responsabilidades do que consegue administrar, mas mesmo assim o mundo não para de te mandar mil problemas e complicações, e todo tipo de percalços que essa merda desse tal de destino criar”.

Narrado por Benjamin e Leonardo, a história atravessa a personalidade de duas pessoas diferentes, mas com pensamentos similares sobre si mesmo e o que os outros pensam, por terem medo de se expressar, ambos acabam reprimindo sentimentos e pensando pelos outros, sem ao menos tentar conversar e entender o ponto de vista do outro.

Uma história que ensina muito sobre insegurança e aceitação, além de abordar temas como sexualidade, família, estudos e dependência emocional de uma forma limpa, clara e objetiva, prendendo o leitor do início ao fim em cada novo capítulo.

“Não podia ter uma máquina do tempo, mas, prestes a acabar, eu tinha o agora”.

Embora os personagens se machuquem muito diante da situação que se colocam, eles também aprendem e ensinam bastante um ao outro, fazendo com que o leitor também encare questionamentos que mudam o pensamento. É um livro doce e ao mesmo tempo cheio de drama para entreter os corações apaixonados.

Se eu gostei do livro? Muito, não é meu preferido, mas com certeza tem sua parcela no meu coração. Agora me conta tu, já leu? O que achou, vamos conversar.


Nenhum comentário

O seu comentário alegra o nosso dia!!!