Longo e Claro Rio, Liz Moore


O bairro de Kensington, na Filadélfia, foi fortemente abalado
 pela epidemia de opioides. Lá cresceram Kacey e Mickey, duas irmãs que, após uma infância inseparável, escolheram caminhos bastante diferentes: uma delas vive nas ruas, abandonada ao próprio vício; a outra ainda percorre os mesmos quarteirões, mas agora fazendo rondas policiais. Embora já não se falem, Mickey nunca deixou de se preocupar com a irmã. Quando Kacey desaparece misteriosamente em meio a uma sequência de assassinatos na região, Mickey não mede esforços e se lança em uma busca perigosa atrás do criminoso ― e de sua irmã ― antes que seja tarde demais.

Longo e claro rio
Ano: 2021
Páginas: 416
Idioma: português
Editora: Trama

“Tinha mais medo da verdade do que da mentira. A verdade mudaria as circunstâncias da minha vida. A mentira era estática. A mentira era a paz. Eu estava feliz com a mentira.”

Michaela “Mickey” Fitzpatrick cresceu em Kensington com a irmã, perderam a mãe em uma overdose e foi criada pela avô sem saber o paradeiro do seu pai. Desde muito cedo viu o peso do uso das drogas em sua irmã que foi expulsa pela avó e passou a se prostituir nas ruas da cidade onde ela divide seu tempo como policial e mãe solteira de um garotinho extremamente inteligente de apenas quatro anos. 


Um série de assasinatos vem ocorrendo na cidade, mas, por não ser detetive, Mickey não é chamada para fazer parte das investigações. O que a inquieta nessa história é que todas as vítimas são mulheres que se prostituem e usam drogas, fazendo com que ela tema pela vida de Kasey, a irmã com quem ela não fala a cerca de cinco anos mas que sempre a observa de longe. 

Quando Mickey se dá conta que já faz mais de um mês que não vê a irmã, ela resolve não só descobrir o seu paradeiro além de investigar quem está por trás dessa sequência de assassinatos. Enquanto Mickey faz sua investigação paralela, o leitor vai conhecendo mais sobre o passado das irmãs, seu filho e as dificuldades que ela enfrenta para criá-lo, uma história de amor frustrada que considero como um relacionamento abusivo, além de descobrir como funciona a corrupção e o abuso de poder dentro da polícia de Kensington. 

Narrado em primeira pessoa por Mickey e alternando entre presente e passado, a história vai muito além da solução do mistério dos assassinatos, que é apenas um cenário para abordar temas muito mais importantes. Ainda assim, a autora traz um desfecho surpreendente e absolutamente satisfatório respondendo a quase todas as dúvidas surgidas ao longo da investigação. 

Longo e Claro Rio é uma leitura densa, por vezes pesada até, ao abordar casos de abuso de menores. É também um relato sério e sensível sobre o poder devastador das drogas nas relações familiares e nos sonhos de alguém, sobre o mundo da prostituição e sobre a necessidade de termos empatia, mostrando os personagens com virtudes e defeitos, sem romantizar nem demonizar, apenas sendo seres humanos.

Nenhum comentário

O seu comentário alegra o nosso dia!!!