Ponte do Medo, Taylor Adams



Três meses atrás, Cambry, a irmã gêmea de Lena, dirigiu até uma ponte remota e saltou 60 metros para a morte. Pelo menos, essa é a versão oficial da polícia. Então, Lena pega a estrada, dirigindo o carro da irmã, munida de um gravador, determinada a descobrir o que realmente aconteceu, para entrevistar o policial no local onde ele encontrou o corpo de Cambry. O cabo Raymond aceita encontrar Lena. Ele é simpático, franco e profissional. Mas sua história não parece se encaixar. Registros de ligações da irmã para a polícia e mensagens cortadas com partes reveladoras desenham algo mais complexo. Lena fará de tudo para revelar a verdade. Mas, conforme vai descobrindo mais detalhes, a busca se transforma em uma luta pela própria sobrevivência – pois colocará à prova tudo o que ela achava que sabia sobre a irmã e sobre si mesma.

Ponte do Medo
Taylor Adams
Ano: 2022 
Páginas: 256
Idioma: português
Editora: Faro Editorial

“No horror da queda livre, por algum tempo você deixa de ser quem é, de agir como sempre agiu. Você sai em buscas de explicações, por mais absurdas que sejam. Essas explicações podem ser mitos, conspirações criminosas, qualquer coisa que dê sentido ao que não tem sentido. Qualquer resposta, qualquer coisa é melhor do que nada.” 

Já fazia um tempo que não lia um livro que mexesse tanto comigo e que não me revelasse que caminho essa história seguiria. Faro, minha filha, vai devagar que o coração já não tem 15 anos!!! Andra, bem que você avisou!!!

Ponte do Medo é um thriller psicológico que vai contar a busca de Lena pela verdade em relação a morte da sua irmã gêmea Cambry. A polícia diz que Cambry cometeu suicídio se jogando da Ponte do Medo, mas Lena conhecia a irmã e tem certeza de que ele jamais faria isso.

Para auxiliar Lena nessa descoberta, ela vai em busca do policial que encontrou o corpo de sua irmã no mesmo local em que ela foi encontrada e a partir daí temos um jogo psicológico de abalar os nervos de qualquer um. Você pode até pensar que uma história que se passa totalmente em apenas um cenário não vai conseguir se sustentar até o fim, mas estamos falando do Sr. Adams, leitores, e ele faz isso com maestria. A narrativa alterna capítulos entre a conversa tensa de Lena com o cabo Raymond e o passado frenético e cheio de perseguições narrado por Cambry contando como tudo realmente aconteceu, além de alguns trechos de postagens do blog de Lena que levam a expectativa lá pra cima. 

Além do suspense duplo, a narrativa ainda traz uma boa dose de reflexão sobre a humanidade e sobre o que as pessoas são capazes de fazer para proteger quem a gente ama.

Ponte do medo é um daqueles livros pra você ler um apenas um dia por causa da fluidez dos fatos, da dinâmica dos acontecimentos e, principalmente, porque você não vai conseguir desconfiar como isso tudo vai acabar. 



Nenhum comentário

O seu comentário alegra o nosso dia!!!