Quatro casamentos e uma moeda da sorte, Julia Quinn Elizabeth Boyle Stefanie Sloane Laura Lee Guhrke


Quatro autoras consagradas se reúnem para contar a história de quatro amigas que, ao encontrar uma moeda antiga em seu quarto na escola, decidem que ela será a moeda da sorte no casamento de cada uma delas.
A premissa inteligente, as situações criativas e as tiradas espirituosas fazem desta coletânea a leitura perfeita para os corações mais românticos.

No inesquecível conto de Stefanie Sloane, um guardião bem-intencionado e sempre vigilante decreta que Anne Brabourne tem que se casar antes de completar 25 anos. Quando o tempo está quase se esgotando, o amor a encontra da forma mais inesperada.

Elizabeth Boyle nos apresenta Cordelia Padley, que inventou um noivo para que a família parasse de pressioná-la a se casar. Agora ela precisa arranjar alguém para ocupar esse papel e convencer a todos de que encontrou o verdadeiro amor.

No conto de Laura Lee Guhrke, a moeda de lady Elinor Daventry é roubada quase às vésperas de seu casamento, e ela tem que fazer de tudo para convencer o libertino que a afanou a devolvê-la a tempo.

Julia Quinn encerra a antologia com a história de Beatrice Heywood, que nunca acreditou que a moeda desse sorte – até o objeto levar todas as amigas dela ao amor de suas vidas. Só que a fé recém-adquirida é colocada à prova quando a moeda não para de lhe mandar o homem errado.

Quatro casamentos e uma moeda da sorte
Ano: 2022
Páginas: 352
Idioma: português
Editora: Arqueiro

Durante o período na escola para moças, quatro amigas encontram uma moeda de 6 pence escondida em um dos colchões e decidem guardá-la para que cada uma possa usar quando estiverem adultas e em busca de um casamento, é assim que a história de Anne Brabourne, Cordelia Padley, Elinor Daventry e Beatrice Heywood começa.

Anne Brabourne, a primeira a ficar com a moeda precisa se casar até os 25 anos, essa é a ordem do seu tio e guardião, mas Anne tem aversão ao amor e planeja se casar apenas para ter livre acesso a sua pequena fortuna, a grande questão é que quando ela menos espera o amor bate a sua porta e ela não sabe muito bem como lidar com isso.

Quando Cordelia Padley recebe a moeda, o que ela mais teme é ter que contar a verdade para sua família, que ela inventou um noivo para que parassem de pressioná-la a se casar, mas quando ela precisa comparecer ao casamento de uma das suas melhores amigas, a única alternativa é levar alguém com ela e esse alguém pode ser mais do que apenas um fingimento.

Vendo que suas amigas estão indo bem na vida, Elinor Deventry guarda a moeda como sua vida, mas nem mesmo chegou a receber esse presente e ela já é roubada por alguém que amou no passado e que está disposto a arruinar a vida do seu pai, mas o que importa de fato é a moeda ou descobrir que foi enganada a vida inteira pelo homem que sempre protegeu? Eis a questão.

Beatrice Heywood é a única que não acredita de fato nos poderes da moeda, mas por insistência das amigas carrega a mesma para todos os cantos, até que de forma inesperada se depara com um homem que pode vir a mudar tudo.

As quatro autoras dão a cada um dos contos um toque especial, apresentando personagens fortes e bem construídos que encantam o leitor do começo ao fim, mas eu devo dar um toque a mais para Julia Quinn, embora a sua trama seja a única sem uma grande aventura, ela traz na obra um personagem com deficiência, o que para a época poderia ser visto como algo ruim, a autora transforma em algo perfeito e digno de nota 100.

A leitura é apaixonante, cada personagem com seu toque especial e cada casamento interligado não apenas pela moeda, mas por como eles acontecem, juro que foi uma delícia acompanhar essa obra e mais uma vez Julia não errou ao se juntar com essas autoras consagradas para trazer algo único e avassalador. Todos os leitores de romances de época vão se apaixonar, nem preciso dizer o quanto eu me apaixonei, não é mesmo? Fica a dica mais que bem-vinda para presentear no natal!

Agora me conta, você já leu essa obra? O que achou? Vamos papear!


Nenhum comentário

O seu comentário alegra o nosso dia!!!