Oito horas perfeitas, Lia Louis


Uma história de amor emocionante, cheia de encontros e desencontros, que fará você acreditar no poder do destino.
Qualquer coisa poderia ter acontecido naquele dia. Mas Noelle nunca imaginou que uma nevasca fecharia a estrada e ela passaria a noite parada no trânsito, sozinha, sem comida, água ou um carregador de celular. E sequer pensou que, de repente, estaria sentada no carro do charmoso Sam, um norte-americano em uma breve visita à Inglaterra, tendo a melhor conversa de sua vida – por oito horas perfeitas. Mas Sam está a caminho do aeroporto e ambos sabem que, no dia seguinte, seus caminhos se separarão para sempre. Mas e se o destino reservar um plano diferente para eles?

Oito horas perfeitas
Lia Louis
Ano: 2022 
Páginas: 304
Idioma: português
Editora: Paralela


Noelle está presa em um engarrafamento absurdo por conta de uma nevasca e sem previsão de conseguir chegar em casa onde sua mãe a espera. Celular sem bateria, carro sem aquecimento e com as emoções de ter retornado à sua antiga escola 15 anos depois para o evento de dessenterrar cápsulas do tempo, o que faz aumentar a dor da saudade de Daisy, sua melhor amiga que morreu pouco depois, e de Ed, o ex-namorado que a deixou para estudar no exterior.

Tudo parecia tenebroso até que Sam, que também está preso no engarrafamento indo para o aeroporto, oferece a Noelle a possibilidade de carregar seu celular e se aquecer no carro dele. Crendo que nada mais podia dar errado, Noelle viverá horas perfeitas no banco do carona do carro de Sam, onde ela se sente livre para falar sobre tudo, para sorrir e ser ela mesma. Mas o encontro perfeito termina com a liberação da estrada, Noelle voltará para a sua vida corrida trabalhando em vários lugares, cuidando da mãe com agorafobia e deixando de lado os seus sonhos, enquanto Sam retornará para a sua cidade e sua noiva. 

Sem trocar nemhum tipo de contato, a vida de Noelle segue sem a possibilidade de um reencontro até que o destino (???) apronta mais uma das suas. Mas como fazer isso dar certo? Sam mora em outro país, tem uma noiva e parece indeciso, Noelle tem os cuidados com a mãe, os custos da casa e um relacionamento do passado mal resolvido. 

Oito horas perfeitas é um romance. Sim! Pasmem! E eu amei literalmente as horas perfeitas dessa leitura incrível. Mas a autora ainda vai além do romance quando aborda os dilemas da maternidade, as limitações da velhice, a importância do tratamento de transtornos mentais e a necessidade de seguir seus sonhos. A escrita da Lia é gostosa, fluida e desperta empatia no leitor por todos os dilemas reais que os personagens estão vivendo. Até porque Sam, seu pai, Noelle, sua mãe ou Ed poderiam tranquilamente ser um de nós. E esse é o grande trunfo da história!!! Dificilmente você sairá dela sem se reconhecer em alguma situação ou sem refletir sobre os encontros e desencontros da vida.

Nenhum comentário

O seu comentário alegra o nosso dia!!!