Morre aqui, Abigail Haas


Para os fãs de Gillian Flynn, Holly Jackson e do best-seller Um de nós está mentindo – com um desfecho no melhor estilo M. Night Shyamalan –, chega finalmente ao Brasil o thriller que encantou a crítica e o público YA ao redor do mundo. Um page-turner intrigante, inspirado nos casos reais de assassinato de Amanda Knox e Natalee Holloway. Spring Break. Aruba. Oito adolescentes. Praia, sol e drinques. Muuuitos drinques. Essas deveriam ser as melhores férias da vida de Anna Chevalier. Perfeitas. Sem pais, sem leis. Mas, então, sua melhor amiga é encontrada brutalmente assassinada. À medida que a polícia local investiga o violento crime, as suspeitas e as provas apontam inesperadamente para uma única pessoa: a própria Anna. Agora, presa em um país estrangeiro, a garota precisa lutar por sua liberdade e provar sua inocência a qualquer custo. Contudo, enquanto espera pelo veredito, Anna se dá conta de que todos não apenas acreditam que ela seja culpada, como também... perigosa. Perigosa e perversa. E, quando a verdade finalmente vem à tona, o choque é maior do que qualquer um poderia imaginar! Decifra-me ou te devoro... compulsivamente.

Morre aqui 
Ano: 2023 
Páginas: 288
Idioma: português
Editora: Valentina


Valentina, QUE LIVRO É ESSE?????

Anna e Elise, contrariando todas as probabilidades, se tornam amigas inseparáveis no ensino médio. Juntam-se a elas os gêmeos Chelsea e Max, Melanie, Lamar, AK e Tate, namorado de Anna. 

Ricos e populares, Anna é a única que parece não se encaixar nesse grupo que vai passar férias em Aruba. Amigos, namorados, um lugar paradisíaco sem pais e sem limites, o que poderia dar errado??? Aparentemente nada, até os amigos encontrarem Elisa morta de maneira brutal.

Mas quem poderia ter cometido o crime? Um vendedor da ilha que foi menosprezado por Elise? Ou o garoto rico que foi esnobado por ela? Para o investigador Klaus Dekker os únicos suspeitos são Anna e Tate que estranhamente não acompanharam os amigos em um passeio de barco nesse dia e não havia sinal de arrombamento na casa.

O casal é preso mas Tate logo faz um acordo com a promotoria colocando Anna em uma situação mais complicada ainda. Tate é solto e Anna aguarda julgamento presa por cinco meses.

Enquanto isso, a própria Anna nos conta a história alternando entre fatos do passado tais como ela e Elise se conheceram e o quanto ela foi essencial depois da morte da mãe de Anna, o seu namoro com Tate e a formação do grupo, e a nova realidade dela na cadeia, a decepção com os amigos, a tristeza do pai, a busca de provas para inocentá-la e o eterno embate com o investigador Dekker que parece querer condená-la a todo custo.

Abigail Haas foi incrível nesse livro de estreia trazendo uma história que, pode até parecer clichê, mas foi conduzida com maestria e agradou muito por aqui. Seu ritmo contínuo, personagens bem construídos, as pistas colocadas estrategicamente para confundir o leitor e o final surpreendente tornam essa história merecedora de uma adaptação para as telas.





Nenhum comentário

O seu comentário alegra o nosso dia!!!