• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Resenha da Dani: Após a tempestade, Karen White - Novo Conceito

    Título original: The beach Trees

    Autora: Karen White

    Editora: Novo Conceito

    416 páginas


    Após a Tempestade - Ela teve sua vida transformada por uma tragédia. Mas a vida oferecerá um novo começo. 




    Sinopse:  


    Quando Julie tinha 12 anos, sua irmã mais nova desapareceu e nunca mais foi encontrada. Uma perda que corroeu os laços familiares e deixou sua mãe obcecada pela busca da irmã. Já adulta e com um prestigiado emprego, Julie conhece Monica, que a faz lembrar muito de sua irmã desaparecida há 17 anos. Elas se tornam melhores amigas, uma amizade que começa como um processo de cura para Julie. No entanto, uma fatalidade abate a amizade e Julie se vê responsável pelo filho de Monica. Ela decide levar o menino para Biloxi, Mississippi, para encontrar a família que ele não conhecera. A partir dessa viagem, Julie descobrirá segredos que estão ligados a sua família e seu passado...


    Após a tempestade foi uma leitura rica em sentimentos, em reflexões. 

    Não posso negar que o início achei um tanto arrastado, mas desde que Julie Holt se depara com a velha Ray Von com seu quê de “feiticeira” comecei a ficar bem curiosa.

    Julie era a melhor amiga de Mônica Guildry, ao falecer ela deixa seu filho Beau sob os cuidados de Julie. Após conversar com o advogado da amiga Julie descobre que recebeu River song, a casa de família Mônica.

    O que a própria Mônica não sabia era que River song não resistiu ao furacão Katrina. Ao chegar em Biloxi Julie tem de lutar contra seu receio ante a família Guildry, afinal se Mônica se afastou motivo deve ter. 

    Trey não gosta de Julie a primeira vista, mas se encanta pelo sobrinho, assim como a boa e velha Aimee. Começa então uma jornada de descobrimento de todas as partes.

    Julie e Aimee são nossas narradoras e devo confessar que preferi os capítulos narrados pela gentil senhora.

    As duas têm muito em comum, sofreram bastante. Julie teve sua irmã seqüestrada aos 12 anos e mesmo após dezessete anos de busca ela não descansa. Aimee teve de lidar com perdas de pessoas queridas e também lidou com o furacão Camille.

    A trama evolui principalmente quando ambas tentam descobrir o motivo para Mônica ter deixado com Julie um quadro de sua avó pintado pelo bisavô o famoso pintor Abe Holt. Este quadro guarda muitos segredos e fiquei ansiosa para chegar ao final e resolver todo o mistério.

    O romance acontece aos poucos, não é o foco e nem por isso menos interessante. 

    Karen White nos presenteia com descrições maravilhosas sobre as dificuldades antes, durante e depois do Katrina. Inclusive cita as Árvores do Katrina que são os troncos sobreviventes que foram esculpidos por artistas.

     



















    Numa bela mistura entre passado e presente você é tomado por curiosidade e admiração, pois você vê que a trama se aproxima bastante do que aconteceu na realidade.

    Os personagens secundários são bem trabalhados e têm uma história por trás que emociona o leitor. É bom ver que apesar de todas as diversidades eles uniram forças para seguir em frente e reconstruir suas vidas.

    Além disso, você pode descobrir um pouco sobre o festival Mardi Gras que acontece em Nova Orleans com seus desfiles e cores animadas.

    "— (...) Queria que você compreendesse que continuar não significa esquecer."


     

    1 comentários :

    1. Adoro estórias que emocionam e provocam reflexões e esta parece ser ótima. O enredo parece ser muito bom, adorei a resenha e fiquei curiosa para saber se a personagem falecida tem alguma coisa a ver com a irmã desaparecida de Julie...bom, eu imagino que sim, mas só vou descobrir se ler também rsrs
      Os personagens parecem ter sido bem construídos. Estou gostando muito deste tipo de leitura e me interessei por esta.
      beijos

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!