• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Resenha da Dani: Olhar Mortal, Fergus McNeil - Companhia Editora Nacional

    Olhar Mortal #1

    Original: Eye Contact 

    Autor: Fergus McNeill

    Série: Inspetor Harland

    Companhia Editora Nacional

    328 páginas

    Nunca cruze olhares com Robert Naysmith. Por trás de um sorriso simpático e um terno bem cortado, há um predador examinando cada detalhe, estudando a rotina de sua presa, descobrindo o melhor momento para atacar. Um homem meticuloso, que segue regras rígidas para cometer seus assassinatos. Um homem acima de suspeitas, com um bom trabalho, uma linda namorada, uma vida confortável. Do outro lado do tabuleiro está o detetive Harland, um policial em luto pela morte de sua esposa, com uma raiva interna que se choca diretamente com a frieza e indiferença de seu adversário. Enquanto contorna a burocracia de seu trabalho, ele precisa seguir pistas que ligam uma vítima à outra, e que podem determinar se a próxima irá sobreviver ou não. Olhar Mortal é um inovador suspense de serial killer, que abandona as convenções do gênero para criar novas regras, regras que transformam cada assassinato num jogo, e onde as vítimas são apenas peças a serem movimentadas. É uma obra deliciosa, brilhante estreia de Fergus McNeill, um novo autor que respeita a inteligência do leitor e surpreende aficionados por thrillers. 
    http://www.skoob.com.br/livro/374113

    Olhar mortal chamou atenção pela sinopse, gosto de livros de suspense e com um serial killer para apimentar a trama e deixar os mocinhos alvoroçados, porém neste quesito o autor acabou me decepcionando.

    Robert Naysmith é nosso assassino, ele narra alguns capítulos e sob seu ponto de vista acompanhamos sua caça, a preparação da armadilha, ele é muito metódico e acabou soando maçante. No início ele diz logo que se trata de um jogo, pensei que teria mais lunáticos como ele que têm complexo de Deus e acreditam estar fazendo favor matando pessoas que segundo seu ponto de vista estão desperdiçando a vida. Aos poucos temos vislumbres do fato que acarretou o surgimento de tamanha maldade, tive suspeitas do que seria já no primeiro flashback, mas foi confirmado no fim.

    Harland é um detetive que está tentando superar o luto, ainda sofre muito com a perda da esposa e por conta disso sofre no trabalho a cada alteração de humor. Esperto ele é o primeiro a enxergar a assinatura do assassino. 

    De um lado um serial killer que deseja ser reconhecido e do outro um detetive que anda com os nervos à flor da pele. 

    A trama segue intercalada entre o cotidiano de Naysmith e de Harland, assim sabemos o que passa na vida do procurado e do detetive. 

    O assassino é extremamente frio e seu método de escolha me fez pensar que faço bem em evitar encarar seja lá quem for na rua. Como diz na sinopse ele por fora é simpático e sedutor, o que só prova que aparências enganam.

    Harland é um detetive que comparado aos outros que acompanhei anteriormente  me decepcionou, não por sofrer pela esposa, mas por se deixar alterar com certa facilidade, age como novato em alguns momentos.

    A narrativa do Fergus é boa de acompanhar, mas precisava de um pouco mais de ação e agilidade no desdobramento dos casos e no modo do serial killer concluir seu trabalho.

    Infelizmente tenho de falar que a revisão deixou muito a desejar, muitos erros de concordância e de escrita mesmo. Espero que numa próxima edição a editora tome mais cuidado.

    Afora isso é um livro que recomendo sim, mas não crie grandes expectativas, afinal quando termina tem um grande gancho para o próximo volume. Agora é aguardar a continuação.

    Ps: Na orelha consta que é o primeiro romance do autor, no entanto não detectei esse elemento na trama.

    Capa americana:

    Não deixem de participar do Top Comentarista!!!

    http://minhavelhaestante1.blogspot.com.br/2014/04/top-comentarista-abrilmaio.html





    16 comentários :

    1. Eu também gosto de livros com essa temática, mas o último que li me decepcionou demais da conta: Dexter a mão esquerda de Deus, é ruim demais gente, parado, meio infantil e sem propósito nenhum...

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Uma pena que sua última experiência tenha sido ruim, mas seja persistente, leia outros. Real, louco e mortal - Hannah Jayne é maravilhoso, e os da Lisa Gardner tb.

        Excluir
    2. ai, eu olhei a capa... serei a próxima? hehe
      Eu achei esta capa bem feinha, mas mais legal que a original.
      Adoro suspense... gosto de desvendar crimes e mistérios, mas este não me atraiu muito.
      os errinhos, a capa deixaram a desejar pra mim...

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Vamos torcer para que não seja Edna. =D
        A capa não é grande coisa, mas o livro dá para passar o tempo, apesar dos errinhos. Talvez você acabe atraída pelo Naysmith.

        Excluir
    3. Eu não precisei nem da sinopse, só a capa já me ganhou!
      Bjs, Rose

      ResponderExcluir
    4. Oi Dani,
      Chato quando lemos uma sinopse dessa e vamos ler o livro e o escritor nos decepciona. Bem em todo caso recomendo Grau 26 se ainda não leu, eu lembro de ter lido e devorado. Vertigem da Erica Spindler também é muito bom apesar de ser mais policial tem muito suspense.

      Beijokas Elis - http://amagiareal.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Pois é, Elis, foi uma baita decepção, mas não uma perda de tempo. XD
        Vou procurar estes dois que vc recomendou para dar uma olhada. =)

        Excluir
    5. A sinopse é bem interessante mesmo, também gosto muito de livros com assassinos e mistérios. Achei uma pena o autor ter decepcionado em alguns pontos, mas gosto muito do fato de o livro mostrar os dois lados da estória. Não sei se leria por enquanto, mas se um dia investir na leitura, irei seguir sua dica de não levantar altas expectativas. :)

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Apesar de ter achado alguns pontos fracos, eu recomendo que leia sim, sem esperar demais você acaba surpresa. =)
        Obrigada.

        Excluir
    6. Suspense: morro de curiosidade para ler, contudo fico imaginando as cenas acontecendo ao meu redor, morro de medo kkk

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Maiara,
        Se for assim você lê apenas romance, né?
        Arrisque-se, está perdendo ótimos livros assim.

        Excluir
    7. Desde que vi essa capa no skoob fiquei com vontade ler e agora ela só aumentou.

      ResponderExcluir
    8. Oi Dani,

      Fico imaginando o quanto interessante deve ser um livro narrado pelo assassino, que show. Um serial querendo ser conhecido e um detetive vivendo um luto nem é tanta novidade, alguns filmes abordaram esse tema, mas gostei mesmo foi da pessoa da narrativa. Seria mais interessante alternar as narrativas, para gente entrar na cabeça de um e de outro. Mesmo que você nao tenha gostado tanto, ta ai um livro que com certeza quero ler.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Katia,
        Nós temos sim o ponto de vista de cada um deles, como citei no quinto parágrafo. =)
        E como costumo dizer até de livros que odiei, Gosto é próprio, o fato de que eu goste/odeie, não implica que você vai gostar/odiar. Cada um absorve a trama de uma maneira e por isso temos uma gama tão vasta de autores e estilos.
        Espero que você leia e goste. =)

        Excluir
    9. Oi Dani!
      Essa é a segunda resenha que leio a respeito desse livro e na outra resenha a menina falava o mesmo que vc: que a história precisava de um pouco mais de agilidade e que a revisão está bem ruim.
      Mesmo assim tenho interesse em ler, já que a história parece ser interessante. Só não gostei de saber que tem continuação. Cadê os livros únicos??? rsrsrs
      Beijos

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi Neyla,
        O assassino é metódico demais... daí fica arrastaaaado. E os erros estão irritantes.
        Vai ter sim um segundo livro, penso em ler sim. também prefiro os livros únicos. kkk
        Obrigada

        Excluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!