• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Lendo com a Dani: Dois Rios, T. Greenwood - Novo Conceito

    Dois rios

    Autora: T. Greenwood

    Original: Two rivers

    Novo Conceito

    2013

    448 páginas
    Harper Montgomery vive ofuscado pela tristeza. Desde a morte de sua mulher, há 12 anos, ele aprisionou-se em uma pequena cidade, Dois Rios, onde todo mundo se conhece, porque ali — justifica-se — poderia criar melhor sua única filha. Atormentado pelo desgosto, Harper prefere esconder-se. Mas a verdade é que a morte de sua mulher é somente um dos motivos de sua dor. Além de sofrer por sua perda, ele se sente culpado por um ato abominável: quando mais jovem foi cúmplice de um crime brutal e sem sentido. Há muito sentimento em jogo quando se trata de sua vida cheia de remorsos... Então, um acidente de trem oferece a Harper a chance de redenção: uma das sobreviventes, uma menina de 15 anos, grávida, precisa de um lugar para ficar, e ele se oferece para levá-la para casa. No entanto, a aparição dessa menina, Maggie, não tem nada de simples acaso, talvez, ela tenha alguma coisa a ver com o crime do qual ele participou um dia...
    Esse livro me encantou desde a capa até o tom misterioso da sinopse.

    T. Greenwood nos presenteia com uma trama que intercala capítulos sobre o passado de Harper e seu presente de maneira que podemos entender suas ações, seus medos. E desta forma podemos conhecer o amor de sua vida: Betsy.

    Harper trabalha para a companhia férrea de Dois Rios, ele tem uma filha que começa a desabrochar. Desde a morte de Betsy, no dia do parto, ele cuida da filha com ajuda da cunhada, mas decide tomar as rédeas da sua família e se mudam.

    Shelly é uma garotinha alegre que passa por mudanças, como toda garota se chateia por seu pai enxergá-la como uma criancinha, mas valoriza o esforço que ele faz para criá-la.

    O acidente de trem trará uma aliada para Shelly, a pequena e frágil jovem negra e grávida que aparece após o acidente de trem. 

    Harper não a conhece, mas saber que sua mãe faleceu no descarrilamento e que não tem parentes por perto, faz com que ele tome a decisão de acomodar a desconhecida em sua casa. Ele ganha uma babá e Shelly uma aliada. Mas será que a história que Maggie conta e verdadeira?

    A autora nos mantêm curiosos sobre quem é e de onde veio a Maggie, quais seus motivos. Junte a isto o fato de não sabermos bem o que levou Harper a participar do crime descrito no prólogo.

    O livro aborda racismo, crimes de ódio, um leve vislumbre dos seguidores da Klu Klux Klan e sua maneira de agir.

    Harper é um personagem carismático que nos encanta com sua história de amor com uma garota diferente dele. Ele quer manter as raízes em Dois Rios, ela quer criar asas e voar, mas acima de tudo o amor os une.

    Em meio a lembranças ele vai amadurecendo, Maggie o faz buscar peças desconhecidas do quebra cabeça de sua vida e nos leva com ele a cada descoberta. 

    E quando tudo parece perdido é que vemos o futuro desabrochar diante de Harper, Shelly e Maggie.

    Os personagens foram bem descritos, têm personalidade marcante e uma carga emocional complexa.

    T. Greenwood nos faz crer no amor, no perdão e na superação.

    Um livro que recomendo sem dúvidas.




    12 comentários :

    1. Quando comecei a ler a sinopse do livro me veio a cabeça as histórias criadas pelo Nicholas Sparks mas quando chegou na parte do acidente de trem e de que a menina que ele levou pra cuidar pode estar envolvida numa situação que o mesmo passou no passado, eu fiquei super curiosaaaaa.

      Você se encantou pela capa yo não achei lá essas coisas, mais devo concordar que me pareceu ser um livro bem misterioso e isso deve ser o seu diferencial.

      Beijos
      :)

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. O mistério é bem legal de acompanhar e bate um nervoso para descobrir toda a verdade, que apenas lendo pra saber. =)

        Excluir
    2. Oi Dani, não li muitas resenhas deste livro, o outro do autor eu não gostei muito, por isso tinha certa resistência em ler este. Mas agora acho que vou dar uma olhada sim.
      Bjs, Rose.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Rose,
        Não devemos levar a impressão de uma leitura para outra, devemos dar uma segunda chance e se nesta segunda não bater, daí sim entendo que risque o autor da lista.
        Pense com carinho. =)

        Excluir
    3. A história tem uma trama super envolvente e adoro um bom drama. O personagem é interessante, cheio de traumas pelo acidente. E ainda vai se envolver com uma garota que supostamente tem haver com o mesmo acidente? Que coisa, hein? Fiquei curiosa. Não nego isso. Vou tentar ler. Espero que logo. Beijos.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. O Harper é tão sofrido, tão desconfiado e ainda assim tão amoroso que você vai gostar da leitura sim e a filha dele também merece atenção.

        Excluir
    4. A história parece ser boa e interessante,abordando temas reais como racismo,atitudes movidas pelo ódio,a jovem grávida ...se eu tiver oportunidade gostaria de ler!
      Beijinss!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi Roseneia,
        Procure ler sim, ele é bem envolvente e traz grandes lições. =)

        Excluir
    5. Já ouvi muito e sei muito sobre Ku Klux Klan, e por o livro ter relações ao racismo e ódio contra as diversidades da vida humana, gostei também pela citação de os personagens serem marcantes e sobre perdão, Harper parece ser um protagonista que vive isolado por causa da vergonha do crime que cometeu, e a ligação de Maggie com seu crime me deu uma grande curiosidade. Gostei do livro e parece ser uma boa leitura, mas a capa não me agradou, mas não vai ser isso que me irá me impedir.
      Beijos Adriana, ThaynáQ.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi Thayna,
        O livro tem temáticas fortes e atuais, os personagens são distintos e fica fácil se colocar no lugar deles.
        A autora preparou uma caixinha de emoções.
        Leia sim. =)

        Excluir
    6. Quando esse livro foi lançado eu fiquei com muita vontade de ler, primeiro pela capa que me chamou muito a atenção, depois pela sinopse e agora ao finalizar sua resenha tenho certeza de que é uma leitura obrigatória a ser feita.
      A autora conseguiu criar uma grande história, com personagens muito bem desenvolvidos, nos mostrando a realidade de cada um deles, seus sentimentos, suas emoções, aos poucos vai narrando os acontecimentos, prendendo o leitor, que busca sempre saber mais sobre Harper e Maggie e também sobre o futuro de Shelly.
      O que mais me atraiu foi abordar o racismo e essa sociedade tão bem organizada que espalha o ódio contra os negros a Ku Klux Klan, quero ver a conexão entre os personagens no crime que acontece e descobrir o que cada um passará para conseguir o perdão e se auto perdoar, deve ser emocionante e real, algo que fica na mente do leitor durante um bom tempo.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi David,
        Essa capa é linda mesmo e tem relação com a trama de uma maneira que me deixou ainda mais feliz.
        Os temas abordados são fortes, atuais e merecem mesmo ser abordados.
        O mistério que ronda os personagens nos mantêm curiosos do início ao fim.
        A jornada é longa, mas gostosa de acompanhar as decisões, as mudanças.
        Leia sim que vai acrescentar. Até hoje lembro muito bem da história, com clareza tal qual houvesse concluído a leitura ontem.
        Obrigada

        Excluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!