• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Leitura da Drica: Predestinadas, Jessica Spotswood - @editoraarqueiro


    Título: Predestinadas

    Título Original: Sister’s Fate

    Trilogia As Crônicas das Irmãs Bruxas – Livro 3

    Autor (a): Jessica Spotswood

    Editora: Arqueiro

    Páginas: 273

    Sinopse:

    Cate Cahill acabou de ser apagada da memória de Finn, o grande amor de sua vida. A responsável por essa traição foi Maura, uma de suas irmãs, e Cate está certa de que nunca vai conseguir perdoá-la. Enquanto isso, Tess, a caçula, está às voltas com visões cada vez mais assustadoras. Como se não bastasse, a Nova Inglaterra vem sendo tomada por uma febre mortal sem precedentes. Preocupada, Cate quer ajudar a todos, mas é impossível fazer isso sem revelar seus poderes e, assim, aumentar a fúria dos Irmãos da Fraternidade, os implacáveis caçadores de bruxas. Em meio a desavenças com suas aliadas em potencial, Cate terá que se desdobrar para conseguir prestar o auxílio que deseja, proteger Tess e Finn e lutar por uma nova ordem que permita que as bruxas sejam representadas no governo de sua cidade e não precisem mais se esconder. Predestinadas é o desfecho de uma saga permeada de delicadeza, cores, magia e fortes emoções. As irmãs Cahill terão que enfrentar os maiores desafios de sua vida, e o amor que sentem uma pela outra será fundamental nessa jornada.

     
    Poucas trilogias me deixaram tão ansiosa para ler o seu desfecho quanto essa. Confesso que adoro bruxas, mas as meninas da nova Inglaterra são fenomenais!

    Como se trata do desfecho da trilogia, impossível não ter spoilers dos livros anteriores. Sorry...

    A autora terminou o segundo livro, Amaldiçoadas (resenha aqui), no ápice de um drama: Maura, irmã de Cate, em um rompante de vingança, apaga a memória de Finn, levando também toda a história de amor dos dois. Quando o livro acabou eu me perguntava: “Como essa mulher pode fazer isso? Vai acabar o livro assim e pronto? Como vou sobreviver até o lançamento do terceiro? ” Quis matar a Jéssica, reconheço, mas valeu à pena a espera.

    "Quero feri-la da mesma forma que ela feriu Finn e a mim. A dor surda de meu peito evolui para um rugido assim que penso no nome dele; na doçura dele quando fico nervosa; em sua revelação de que meu livro de infância preferido foi escrito por uma mulher. E uma Catherine, nada menos. Na promessa de que, independentemente do que acontecesse, enfrentaríamos juntos."

    Após a morte de Irmã Cora, líder da Irmandade, Inez fica no lugar dela, que seria reservado para Cate, que não pode assumir o controle da irmandade por causa da pouca idade. Apoiada por Maura, o grande desejo de Inez é dominar a nova Inglaterra colocando as bruxas no poder.

    O livro mostra o amadurecimento de Cate, como ela deixou de ser apenas a irmã mais velha de uma bruxa temperamental e de outra poderosíssima para ser uma mulher que tem que tomar as decisões certas, saber escolher seus amigos, reconhecer seu inimigos e lutar para proteger a cidade do poder de Inez e de uma nova doença que está assolando toda a população. Vamos conhecer o seu lado de mulher forte, destemida, que enfrenta os seus medos e os supera. Cate não é a irmã mais poderosa, mas, sem dúvida, é a mais corajosa.

    "Ser corajosa é quando você está com medo, mas faz algo mesmo assim, porque é a coisa certa a se fazer."

    Diferente do que acontece em muitas trilogias, a autora conseguiu fazer um livro que não é apenas o desfecho de tudo o que foi tratado nos livros anteriores, e nos trouxe muitos outros novos elementos para compor um desfecho realmente inesperado.

    Não posso deixar de falar sobre o toque feminista dado a Cate, que de maneira muito adulta questiona o papel da mulher em sua sociedade. Vista como propriedade do pai ou do marido, a mulher não pode ser alfabetizada para que não tenha ideias próprias e siga o que o seu ‘dono’ creia que é melhor para ela, não pode ser vista em companhia de nenhum homem que não seja da sua família, entre outras aberrações.

    Ponto forte também são os momentos em que as bruxas entram em ação!!! E fico aqui torcendo para que alguém transforme essa trilogia em filme!

    Os personagens, todos eles, são um fenômeno à parte. Mesmo aqueles que você odeia por suas atitudes, são totalmente críveis e coerentes com o seu papel, todos absolutamente necessários para o desenrolar da trama. E você acaba percebendo que ama até o que você acreditava odiar.

    A Arqueiro está de parabéns mais uma vez pela belíssima capa, revisão e diagramação impecáveis.

    Toda a trilogia é uma mistura de magia, ação e suspense, com uma boa dose de amor, amizade e drama de família.

    Recomendadíssimo para quem gosta de fantasia, e para quem gosta de um bom romance também.

    1 comentários :

    1. Tenho os dois primeiros livros dessa trilogia, mas ainda não li pois quero ter esse terceiro em mãos ante de começar, curto muito fantasia, história sobre bruxa e cada resenha que leio dos livros me deixa ainda mais ansiosa em conferi As Crônicas das Irmãs Bruxas.

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!