• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Resenha da Vic: A protegida, Lisa Kleypas - @Gutemberg

    Sinopse:
    Uma escolha pode conduzi-la à felicidade… Ou partir irremediavelmente seu coração.Liberty Jones é uma garota determinada, mas em sua vida pobre e difícil não há espaço para que ela consiga vislumbrar seus sonhos sendo realizados. Seu único consolo é a amizade e o amor que nutre por Hardy Cates, um jovem que possui ambições grandiosas demais para ficarem enterradas na pequena cidade de Welcome. Apesar da atração irresistível que pulsa entre os dois, tudo o que Hardy não precisa é de alguém para atrapalhar seus planos de sucesso, e ele a abandona no momento mais difícil de sua vida: quando a mãe de Liberty morre tragicamente em um acidente; deixando um bebê para ela criar. Mas a vida traz grandes surpresas e Liberty se vê sob a tutela de um magnata bilionário, que irá oferecer muito mais do que proteção à irmã e a ela, mas também revelará uma forte ligação com o passado obscuro da família de Liberty. O que Liberty não espera é ter de lidar com Gage Travis, o filho mais velho do magnata; o rapaz não aprova a presença dela em sua casa e fará de tudo para afastá-la de sua família… Gage apenas esquece de também mantê-la longe de seu coração.


    Titulo: A Protegida

    Série #TravisFamily1

    Autor(a): Lisa Kleypas

    Editora: Gutemberg

    Páginas: 288




    Nossa querida autora diva maravilhosa dos romances de época, Lisa Kleypas estreou com A Protegida no gênero romance contemporâneo. Galera, diva é sempre diva, então vamos saber mais sobre esse amor de livro.


    A história é dividida em duas partes, Liberty conta a vida dela antes da chegada da sua irmã Carrington, e depois com todas as dificuldades enfrentadas em criar sua irmã/filha lidando com  a morte prematura da mãe.

    Apesar de todas as dificuldades, a família de Liberty não era uma das mais pobres de Welcome. Tudo bem, elas moravam de aluguel, em um estacionamento de trailers. Porém a vida não era tão ruim assim... sua mãe sempre foi muito trabalhadora e sempre deu, dentro das dificuldades, tudo que ela pediu.

    Não podemos dizer a mesma coisa da família de Hardy, o mais velho da família, um jovem garoto que trabalhava incansavelmente para sustentar a mãe e os irmãos, e tentar manter eles longe do pai violento e ex-presidiário que sempre voltava para atormentar sua mãe.

    Liberty sente que as coisas vão mudar quando sua mãe fica grávida. Sozinhas, sua mãe não quer ajuda do imprestável pai da criança e diz para Liberty que a criança é delas duas, nada mais. Sua mãe esperava outra reação de Liberty, e não que desde o momento que ela soubesse da existência de Carrington, ela amaria sua irmã como se fosse ela o motivo da sua existência.

    Pode-se dizer que Liberty sempre teve um amor platônico por Hardy. Desde o primeiro dia, quando ele a salvou dos cachorros da senhora Malva. E desde esse momento, ela percebeu o quanto seria difícil tirar a imagem que ele a considerava como uma irmã mais nova.  E o pior, fazer a sua ambição de sair o mais rápido de Welcome para conquistar o mundo, sem lhe deixar um espaço para o amar um pouco.

    Com uma gravidez difícil, após o nascimento de Carrington, as coisas só pioraram, e Liberty foi aquela que tomou o controle da situação. Cuidou da sua irmã a partir do seu nascimento. Com novas responsabilidades e tendo que abrir mão de algumas coisas, como namorado, notas boas na escola e vida social. Pessoas muito generosas, diga-se de passagem a ajudaram, como a senhora Malva mesmo com seus cachorros barulhentos e seu querido Hardy... com sua ótima habilidade de acalmar tanto ela quanto sua irmã.

    Alguns anos depois, apesar de sua mãe já estar bem, se envolver com o proprietário do estacionamento de trailers foi o fim para a convivência saudável em casa e a saúde de sua mãe. Em uma madrugada chuvosa, Liberty recebe policias na porta de sua casa com a noticia que sua mãe morreu em um acidente de carro.

    Novamente os queridos amigos entraram em ação para ajudar Liberty, menos  Hardy, que  foi embora um pouco antes da sua mãe falecer, depois de ter conseguindo um bom empego e a oportunidade que ele sempre quis.

    Depois dos primeiros anos do nascimento de sua irmã, suas tentativas frustradas de conseguir um emprego e estudar, Liberty agora pode se dizer que como irmã, ela foi uma ótima mãe. Ela conseguiu sair de Welcome, ganhou uma bolsa de estudos em um curso na área de estética, alugou uma boa casa para viver, e hoje trabalha em um bom salão de beleza.

    É nesse mesmo salão que ela conhece Churchill Travis, um homem muito bondoso, que oferece uma proposta de melhora de vida tanto para ela, quanto para sua irmã. Tendo sua vida virada de cabeça para baixo, Liberty tem que provar que merece realmente estar ali, adaptar Carrington a essa nova vida, e tentar quebrar as barreiras do coração do filho mais velho de Churchill... Gage.

    Enquanto tudo parece bem, uma pessoa do passado de Liberty volta, trazendo boas lembranças e sentimentos adormecidos há um tempo. E junto com ele, verdades da família Travis e da sua mãe, que ela nunca imaginou que pudesse existir.

    Liberty é uma mulher forte, que teve muitas responsabilidades e perdas muito cedo, tornando ela digna de um titulo de mocinha maravilhosa!!! Hahaha Adoro personagens assim, que não fogem muito da realidade. Que não tem mimimi e chatices por besteiras, que lutam pelo que quer, que você se identifica ou pensa: Um dia quero ser assim! É assim que eu pensei quando conheci a Liberty ( ficamos amiguinhas!! Rs).

    Hardy é um personagem que não teve tanto destaque na fase adulta de Liberty, mas creio que terá nos próximos livros. Tive uma relação de amor e ódio por ele, vocês saberão o porque quando lerem. Amo o Hardy adolescente, me apaixonei e realmente entendi algumas decisões dele.

    Gage Travis, anotem esse nome meninas!!! O meu mais novo boy literário, e desculpe todos os outros, mas ele é tudo o que dizem e mais um pouco. Assumo que um pouco cabeça dura de inicio, mas quem não é? Com um instinto de família muito forte, a chegada de duas intrusas na sua família não é bem digerida de inicio, mas as coisas mudam, e ele se mostra um homem sensato, maduro, carinhoso, de boa índole... minha gente, ele é a perfeição de tudo que você já leu. Entendam, Lisa  Kleypas pegou um pouco de Archer, Leo, Travis, Maxon, Holder, e moldou tudo em uma forma de 1,90 de altura e quilos bem distribuídos de belezura.

    Uma coisa de que eu gostei foi eles como casal, não imaginei que Gage fosse maduro o suficiente para ter Liberty ao seu lado. Nós lemos tantos livros de filhos magnatas egoístas, cheios de traumas e cheio de inseguranças, que quando aparece um bonitão no livro, já imaginamos que vai ser a mesma história. Parabéns Lisa por ser o diferencial!!

    Editora Gutemberg fez um ótimo trabalho em todo o livro. A capa está linda, e a imagem tem tudo a ver com a história das nossas lindas irmãs. Diagramação, espaçamento, folhas amareladas.

    Por favor, não demorem de lançar o restante da série.... Queremos mais da Família Travis, não queremos???

    Sobre a série...




    Adorei a capa brasileira do livro 1, e as capas internacionais  dos outros não me agradaram nem um pouco. Esperando ansiosamente os próximos!!!



    11 comentários :

    1. Estou louco para ler esse livro! Gosto muito de histórias em que acompanhamos a trajetória de uma personagem forte e decidida. Não só a Liberty parece ser bem construído, mas também todos os outros personagens. Não sabia que A Protegida fazia parte de uma série, achei bem bacana! Abraços :)

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi, Dan!
        Com certeza a história é bem amaradinha, personagens maravilhosos e enredo super interessante. É série sim, e tomara que a Gut lance logo.

        Beijos, Vic.

        Excluir
    2. Nossa essa mulher é minha heroína.
      Que estória maravilhosa, apesar de você te dado a entender,que há um triângulo amoroso, coisa que não gosto muito.
      Porém como essa mulher é batalhadora e se realmente tiver eu ignoro, assim como o Dan eu não sabia que esses livros é uma série, achei a estória muito interessante, espero em breve estar desfrutando dessa leitura.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi, Marlene!
        Com Gage na área, quem liga para triângulo amoroso??? kkkkk
        É série sim, e eu espero que a Gut lance logo.... ansiedade define rs.

        Beijos, Vic

        Excluir
    3. Hello!

      Lisa Kleypas virou uma das minha autoras preferidas depois dos romances de epoca dela, ainda nao terminei, mas a escrita dela é mtooooo boa!
      Não conhecia esse livro A Protegida e nem que fazia parte da serie Travis Family, achei a capa meio sem graça, comparando com os romances de epoca q eram maravilhosos.Mas entendi que combinou com o enredo.
      Vai ser bom ver essa outra face da autora no romance contemporâneo, e gostei da Liberty, nada de mimi e assumindo as resposabilidades ja.
      Vou ler com certeza.
      Beijos.

      Suzzy Chiu

      Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi, Suzzy!
        Sempre ouvi muito bem da Lisa, comecei um de época e não consegui terminar... A capa dos romances de época geralmente são luxuosas, com aqueles vestidos glamourosos, mas essa capa tem TUDO A VER com o livro. Leia, leia, leia!! Você irá amar.

        Beijos, Vic.

        Excluir
    4. É sempre assim né mana quando terminamos os livros dessa diva, queremos sempre a continuação e quando a série termina você que muito mais ^^ Mana, desde que eu conheci os livros dessa diva pelos romances de época que ela escreveu eu prometi a mim mesma que leria tudo o que ela escreveria e isso incluí esse livro que depois dessa resenha maravilhosa não tem como não ficar interessada na história. Nem li esse livro ainda e já quero a continuação junto com você kkk A capa ficou linda e a editora está de parabéns.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi, Rissia!
        Já vi que você é das minhas, então não perca tempo e vamos surtar pedindo continuação!! rsrsrs

        Beijos, Vic

        Excluir
    5. A história desse livro é fascinante e consegue nos prender com tanta facilidade, que a vontade é chegar logo no final. Parabéns por nos passar essas resenhas que nos ajuda tanto.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi, Ana!
        Muito obrigada, e leia A protegida, o livro é divino.

        Beijos, Vic

        Excluir
    6. Primeira vez que vejo esse livro por ai!! Uma amiga minha tem comentado demaaaaais dele! Antes dessa resenha não tinha ficado curiosa nem nada, mas depois dessa resenha... Preciso comentar com ela sobre ele!! Nem sabia que era uma série.

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!