• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Lendo com a Dani: As fases da lua - parte 2, várias autoras

     Ainda nova, Dora já é uma médica renomada, segura e decidida, mas seu coração traz uma ferida e ela não está disposta a se abrir novamente. Até que o amor lhe aparece em forma de canção…

    Destiny é uma jovem com um passado marcado por dúvidas e segredos, assim como o misterioso luar azul que toma conta de sua cidade, deixando-a confusa e com medo… pois no fundo ela sabe que ele pode guardar as respostas que ela tanto busca.

    Assim como a Lua, a vida também é repleta de fases, e neste livro acompanhamos as deliciosas histórias de cinco mulheres que estão em diferentes fases da vida, mas que têm em comum os altos e baixos, os amores e desamores, as promessas e incertezas da busca pela felicidade.
    As fases da Lua - Contos
    Autoras: Clarissa Corrêa, Liliane Prata, Bianca Briones, Leila Rego, Jennifer Brown
    Editora Gutenberg (2016)
    352 páginas



    E como prometido, aqui está a segunda e última parte da resenha do livro de Contos: As fases da Lua (Clica no link ao lado para ler a parte Um). Com os dois últimos contos.

    Devo dizer que mais ao final colocarei notas para cada um dos contos, mas no geral ele fica com nota quatro. =)


    O conto da Leila Rego na minha opinião é o melhor!

    Tenho outro livro da autora que estava na fila de não lidos há tempos porém, depois desta leitura, ele vai passar à frente.

    Minha canção favorita é você tem como cenário Salvador e São Paulo. Então logo de cara já bateu vontade de estar no mesmo congresso que a Dora, em Ondina olhando o mar quando ela se permite.


    Dora é uma médica oftalmologista que vive para estudar e trabalhar após terminar uma relação traumática. Enquanto ela tenta se proteger e ficar longe de todo e qualquer homem, sua amiga Sarah, que tem um noivo maravilhoso, lhe encoraja a viver e ter, ao menos, um romance rápido por terras baianas.

    Num momento vergonha alheia ela tem a conversa escutada por um bonitão que já lhe deixa um tanto boba com essa frase:
    - O amor não fere ninguém. Aquele que te feriu desconhece completamente o que é amar.
    Ponto para o desconhecido. Foi bem profundo, né?

    E para não me empolgar e falar demais, vou encurtar e dizer: LEIA. Nesse instante, agora, já!

    A fase da lua que corresponde ao conto é a lua nova:
    "Vivi tanto tempo recolhida na minha quietude, tentando passar despercebida, feito uma lua nova, que me sentia animada em mudar de fase. Dizem os místicos que é nesta fase da lua que tudo se transforma."
    Amei a Sarah com sua alegria, sua amizade, seu incentivo e a vontade de viver tão latentes que me fizeram desejar alguém assim na minha vida. 

    Os personagens são tão bem delineados que você acaba sentindo que os conhece. 

    Rico, por sua vez, tem a aura de mistério e tanto carisma que acaba tornando-se hipnótico. Adorei a história dele, a fé que ele ainda mantém. Um ponto em comum entre ele e Dora é que amam o que fazem e torna a máxima de faça o que ama e terá sucesso, extremamente verdadeira.

    Me apaixonei por este conto, por suas lições, foi emocionante, educativo e prazeroso de ler.

    Minha canção favorita é você vem para fortalecer a máxima de que não devemos generalizar. Que sejamos cuidadosas porém não nos fechemos para o amor.
    "Então era isso que chamavam de química? Uma energia intensa emanava de nós e poderia perfeitamente ligar todos os aparelhos dos quartos do hotel."



    O único conto de autora internacional, e o que mais me decepcionou. Li tantas críticas positivas sobre a escrita da autora, porém esse texto em si, não conquistou-me.

    Aqui teremos um pouco da vida de Destiny e Ryan, embora o garoto seja um co-protagonista. Destiny é órfã e assim como Ryan foi adotada por uma família que tem dois filhos biológicos.

    Imagino que ser órfão deve ser terrível numa situação desta, pelo que vemos em filmes e afins. Destiny sofre com esse pré- conceito.

    Peter e Gail tentam tratá-los bem, mas se tiver que escolher um partido será de seus filhos naturais.

    A fase retratada aqui é a da Lua Azul. E as pessoas estão agindo bem de acordo com o que imagino se o evento fosse real. Uns deslumbrados, outros céticos e os fanáticos dizendo que é o fim do mundo e afins, afinal o efeito estava durando semanas.

    Jennifer Brown tem uma escrita bem atual e fácil de compreender. No entanto, a abordagem não me encantou. Faltou amor.

    E sem contar que aqui existe tanta hipocrisia que deixou-me boquiaberta. Porém é algo corriqueiro até.

    Oráculo Azul vai mostrar que embora existam estatísticas firmes, elas não são a verdade. Que existe sim opção entre ser o que as pessoas esperam ou surpreender e ser melhor do que imaginam.

    Notas dos contos de maneira individual:

    Caminhos Cruzados, Clarissa Corrêa: 3

    Algumas coisas que aprendi, Liliane Prata: 3

    Se você pudesse ficar, Bianca Briones: 4

    Minha canção favorita é você, Leila Rego: 5  

    Oráculo Azul, Jennifer Brown: 3  

     

    2 comentários :

    1. Olá.
      A capa desse livro é muito bonita, chama a atenção! Interessante essa premissa de contos com vários autores. Gostaria de ler, com certeza, pois gosto de contos. E por tudo que foi comentado, creio ser uma boa leitura. Obrigada pela dica. Beijos.

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!