• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Livros da Gata: O Problema do Para Sempre

    Mallory viveu muito tempo em silêncio. Mas o destino lhe reserva um novo desafio. E ela percebe que está na hora de encontrar a própria voz.
    Já na infância, Mallory Dodge percebeu que só poderia sobreviver se ficasse calada. Teve que aprender a ficar o mais quieta possível. Aprendeu a passar despercebida. A se esconder. Mas agora, após ter sido adotada por pais amorosos e dedicados, ela precisa enfrentar um novo desafio: sobreviver ao último ano do Ensino Médio numa escola de verdade. O que Mallory não imaginava é que logo no primeiro dia de aula daria de cara com um velho amigo que não via desde criança, quando viviam juntos no abrigo. E começa a notar que não é a única que guarda cicatrizes do passado, além de uma paixão adormecida e inevitável.
    O Problema do Para Sempre
    Alguns segredos são fortes demais para palavras
    J. Lynn
    Ano: 2017
    Páginas: 392
    Idioma: português
    Editora: Galera Record


    Dai você está passeando nas páginas da Amazon no Amazon Day e vê essa capa arrasadora, lacradora, destruidora de corações inocentes ali, bem no cantinho de sugestões do site, e resolve clicar. Você já tinha prometido não cair em tentação e comprar nada, nadinha mesmo. Só que aí, quando abre a página do livro, você percebe que é de uma escritora que ama e, o melhor, é infanto juvenil, seu gênero literário favorito. Melhor não, né? Pior obviamente porque você precisava ter esta beldade na estante e nas mãos tipo assim, para anteontem... hehehehe

    Não resisti, chutei o pau da barraca e corri para o abraço viciante de uma trama envolvente, sofrida, angustiante e surpreendente. Agora, já vou te avisando: Vá preparada. Porque este livro vai deixar você sem chão e emocionalmente inacessível por dias. Não é à toa que tem esse título baphônico.

    “Eu tenho medo de tudo – admiti, minha voz um sussurro.- De tudo. Meu maior medo é o para sempre. Que eu seja assim para sempre!“
    Mallory teve um infância problemática, desde cedo ela aprendeu a guardar suas palavras e sentimentos para si e tentar viver no silêncio de seu lar provisório e abusivo. Diante de um homem bruto e agressivo, que a cada dia se superava mais na crueldade de seus atos, ela encontra em um garoto o consolo e a fuga necessária para aguentar os anos de maus tratos.

    Depois de um acontecimento trágico e dramático, onde ela tem a chance de recomeçar sua vida com uma família que realmente a quer como filha, Mallory começa a vencer as barreiras do silêncio e seu grande desafio será enfrentar o último ano do ensino médio numa escola e não mais com educação em casa. Um grande passo que ela está disposta a dar mesmo sem encontrar ainda sua voz.

    “ As palavras não eram o problema. Elas voavam pela minha cabeça como um bando de aves migrando para o sul no inverno. Palavras nunca foram o problema. Eu as tinha, sempre tive, mas arrancá–las de mim e lhes dar voz sempre fora complicado.”

    Mallory está temerosa do que vai encontrar na escola mas o que ela nunca iria imaginar era encontrar a pessoa que marcou sua infância, o único lado positivo de tudo o que viveu e sofreu, porém, as lembranças voltam com toda força e ameaçam dragar novamente Mallory para o silêncio profundo.

    Ryder também não esperava reencontrar Mallory, muito menos na mesma escola. Hoje ele não é mais o garoto franzino que iluminava a vida de Mallory, ele está diferente, ele seguiu em frente e este reencontro trará consequências fortes para ambos.

    “ Olhei para ele, realmente o vi – um rosto que era familiar e, ao mesmo tempo, novo para mim, mais maduro do que eu me lembrava, porém ainda dolorosamente bonito. Eu o reconheci. Ai, meu Deus, eu o reconheceria em qualquer lugar... ”

    Ryder é um cavaleiro de armadura rachada que não consegue viver sem proteger a quem ama e isso traz mais carga dramática ainda para a trama. 

    Narrado em primeiro pessoa por Mallory, fui acompanhando esta jornada de amizade, superação, resiliência, tragédias e cura onde, não só Mallory deseja ser real, amada e reconhecida, onde cada palavra pode transformar vidas e onde cada gesto pode levar a um futuro com mais esperança e realizações.

    Achei simplesmente fantástica a forma como a escritora encontrou para apresentar o passado e o passo a passo do presente, não só de Mallory, mas de cada personagem que está na sua vida e cada personagem novo que surge também testando seus limites e a fazendo se ver de outra forma. O livro mostra as consequências de uma escolha infeliz e mostra como não podemos julgar os outros pelo endereço onde moram, pela roupa que vestem ou pela imagem que demonstram ter.

    Algumas situações me irritaram um pouco e, em alguns momentos, achei o texto um pouco repetitivo, mas uma situação que acontece na sala de aula bem no final e que me emocionou tanto e foi tão surpreendente que apagou as partes que eu não tinha gostado completamente.

    O livro é maravilhoso, leitura obrigatória para quem curte um bom drama forte, açucarado e cheio de suspense, regado a muito amor que emana das páginas a cada letra escrita e cada palavra pronunciada.

    A edição está boa,  com folhas amareladas, capa em auto relevo, borboleta abrindo os capítulos e boa diagramação. Só pecou um pouco com erros de digitação e alguns poucos erros de tradução.
    4,5/5 estrelas

    Beijos, Myl




                                                                  

    0 comentários :

    Postar um comentário

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!