• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Olhar mortal, Fergus McNeil

    Nunca cruze olhares com Robert Naysmith. Por trás de um sorriso simpático e um terno bem cortado, há um predador examinando cada detalhe, estudando a rotina de sua presa, descobrindo o melhor momento para atacar. Um homem meticuloso, que segue regras rígidas para cometer seus assassinatos. Um homem acima de suspeitas, com um bom trabalho, uma linda namorada, uma vida confortável.
    Do outro lado do tabuleiro está o detetive Harland, um policial em luto pela morte de sua esposa, com uma raiva interna que se choca diretamente com a frieza e indiferença de seu adversário. Enquanto contorna a burocracia de seu trabalho, ele precisa seguir pistas que ligam uma vítima à outra, e que podem determinar se a próxima irá sobreviver ou não.
    Olhar Mortal é um inovador suspense de serial killer, que abandona as convenções do gênero para criar novas regras, regras que transformam cada assassinato num jogo, e onde as vítimas são apenas peças a serem movimentadas. É uma obra deliciosa, brilhante estreia de Fergus McNeill, um novo autor que respeita a inteligência do leitor e surpreende aficionados por thrillers.
    Olhar Mortal
    Inspetor Harland - Livro 01
    Fergus McNeill
    Ano: 2014 
    Páginas: 328
    Idioma: português 
    Editora: Companhia Nacional

    Olhar mortal chamou atenção pela sinopse, gosto de livros de suspense e com um serial killer para apimentar a trama e deixar os mocinhos alvoroçados, porém neste quesito o autor acabou me decepcionando.

    Robert Naysmith é nosso assassino, ele narra alguns capítulos e sob seu ponto de vista acompanhamos sua caça, a preparação da armadilha, ele é muito metódico e acabou soando maçante. No início ele diz logo que se trata de um jogo, pensei que teria mais lunáticos como ele que têm complexo de Deus e acreditam estar fazendo favor matando pessoas que segundo seu ponto de vista estão desperdiçando a vida. Aos poucos temos vislumbres do fato que acarretou o surgimento de tamanha maldade, tive suspeitas do que seria já no primeiro flashback, mas foi confirmado no fim.
    Harland é um detetive que está tentando superar o luto, ainda sofre muito com a perda da esposa e por conta disso sofre no trabalho a cada alteração de humor. Esperto ele é o primeiro a enxergar aassinatura do assassino. 

    De um lado um serial killer que deseja ser reconhecido e do outro um detetive que anda com os nervos à flor da pele. 

    A trama segue intercalada entre o cotidiano de Naysmith e de Harland, assim, sabemos o que passa na vida do procurado e do detetive. 

    O assassino é extremamente frio e seu método de escolha me fez pensar que faço bem em evitar encarar seja lá quem for na rua. Como diz na sinopse ele por fora é simpático e sedutor, o que só prova que aparências enganam.

    Harland é um detetive que comparado aos outros que acompanhei anteriormente me decepcionou, não por sofrer pela esposa, mas por se deixar alterar com certa facilidade, age como novato em alguns momentos.

    A narrativa do Fergus é boa de acompanhar, mas precisava de um pouco mais de ação e agilidade no desdobramento dos casos e no modo do serial killer concluir seu trabalho.

    Infelizmente tenho de falar que a revisão deixou muito a desejar, muitos erros de concordância e de escrita mesmo. Espero que numa próxima edição a editora tome mais cuidado.

    Afora isso é um livro que recomendo sim, mas não crie grandes expectativas, afinal quando termina tem um grande gancho para o próximo volume. Agora é aguardar a continuação.

    Ps: Na orelha consta que é o primeiro romance do autor, no entanto não detectei esse elemento na trama.




    24 comentários :

    1. DAni!
      Gosto muito de livros suspense policial com serial Killer, ainda mais ele sendo metódico e frio, sem se importar com as vítimas.
      Uma pena que a revisão do livro precisa melhorar.
      Bom final de semana e Novo Ano repleto de realizações!!
      “Que a paz, a saúde e o amor estejam presentes em todos os dias deste novo ano que se inicia. Feliz Ano Novo!” (Desconhecido)
      cheirinhos
      Rudy
      1º TOP COMENTARISTA do ano 3 livros + Kit de papelaria, 3 ganhadores, participem!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi Rudy, a temática é ótima, e até bem desenvolvida, apesar da revisão é uma boa recomendação!
        Obrigada

        Excluir
    2. Ruim quando a gente pega um enredo tão promissor e a edição acaba detonando tudo.rs Eu não me prendo muito a erros não,mas há quem nem consiga ler né?
      Adoro também livros assim, que trazem assassinos complexos e sempre tem um detetive falido e tentando a todo custo provar que ainda pode trabalhar com perfeição.
      Como não conhecia o livro, vai para a lista de desejados com certeza!
      beijo

      ResponderExcluir
    3. Gosto muito de livros de suspense, achei legal a história intercalar entre o cotidiano do procurado e do detetive, para sabermos o que se passa na vida dos dois, que bom que a narrativa do autor é boa de acompanhar, uma pena a revisão ter deixado muito a desejar, pela sua resenha este livro parece ser bom, pretendo ler Olhar mortal.

      ResponderExcluir
    4. Esse thriller parece muitooo bom! Intenso e bem escrito. Achei interessante focar na vida de ambos, pois é clichê chato quando fazem parecer que o assassino veio do nada, tem um passo sofrido e tal. Psicopatas também tem amigos, família, porque são pessoas também. Já quero ler!

      ResponderExcluir
    5. Uma pena que a obra tenha tido tantos pontos negativos, já que a premissa me pareceu muito bacana, principalmente pelo detetive se deixar levar pela emoção, e não consegui ser imparcial durante as investigações, e agindo como um novato e não como um profissional experiente. Ao meu ver o que faltou, foi um melhor desenvolvimento da trama, e uma revisão da editora que deixou a desejar. Estes pontos podem servi como aprendizado, para a publicação da continuação.

      Venha participar do sorteio de um kit da caixinha da TAG Livros http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Como foi o primeiro livro do autor, as chances dele ter melhorado são boas!
        Obrigada

        Excluir
    6. Oi Dani!
      Gosto bastante do gênero, claro que quando o livro é bem escrito e o desfecho é bem conduzido melhora muito. Esse me pareceu bom, mas acho que livros assim de serial killer um livro seria suficiente.Tomara que cuidem da concordância, pq apesar de não atrapalhar em si o rumo da leitura é chato mesmo.

      Beijos!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi Gil, vale a leitura, o caso é bem bolado e na verdade a série é com o detetive, não o assassino! 😉
        Obrigada pela visita!

        Excluir
    7. Olá! Gosto de um bom suspense, mas a leitura fica complicada quando a revisão deixa a desejar. Outro ponto que me deixa com o pé atrás quanto ao livro é o fato do final ser ligado ao próximo lançamento, não tenho estrutura de ficar aguardando não (risos), então o melhor é aguardar a continuação.

      ResponderExcluir
    8. Oi Dani :)
      Ah, que pena que o autor não soube aproveitar esse enredo maravilhoso que ele criou, gosto tanto de narrativas intercaladas, e nesse caso sendo do detetive e do serial killer deveria deixar o leitor mais curioso a cada capítulo. Confesso que mesmo com os pontinhos negativos eu fiquei com vontade de ler!
      Beijos

      ResponderExcluir
    9. Adoro livros com serial killer e esse por mostrar partes narradas por ele eu achei bem interessante, mesmo sendo monótono eu acho que é um diferencial. O que me pegou foi erros de português, tenho um grande problema com isso, se é algo gritante e de palavras que conheço eu não consigo terminar a leitura direito, o que é uma pena.

      ResponderExcluir
    10. Oi Dani vou tentar dar uma chance a leitura mas eu sinceramente não gostei muito dessa sinopse O livro não conseguiu chamar minha atenção

      ResponderExcluir
    11. Vamos esperar que o autor melhore nos próximos livros, iniciantes com uma boa história sempre tem a melhorar. Eu gostei da resenha, gosto de livros que trata de serial killer. Acho muito bem recomendável, vou fazer o possível para ler.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Eu concordo, Ana Paula, sempre bom dar uma segunda chance. Daí se ele errar, eu já corto ele da lista. kkkk

        Excluir
    12. Olá, gosto muito de livros de suspense e com serial killer , gostei bastante da sinopse do livro, mas fiquei com um pé atrás, depois da resenha, não gosto de livros com erros de escrita e erros de concordância!!

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!