• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Um Amor Escandaloso, Patricia Cabot

    Quando a bela Kate Mayhew é contratada como dama de companhia de Isabel, filha de Burke Traherne, o marquês de Wingate se vê numa situação complicada. Por um lado, tem consciência de que a Srta. Mayhew é exatamente o que a jovem precisa, mas, ao admiti-la em sua casa, o marquês é obrigado a controlar a atração que sente pela moça. O grande inconveniente é que o cargo que ela ocupa a impede de se tornar uma de suas amantes. E Burke vive sobre o juramento de nunca mais se casar, depois de ter flagrado a ex-esposa num ato de traição. Já a Srta. Mayhew não consegue parar de pensar em um homem pelo qual jurou nunca se apaixonar, e esconde um escândalo do passado. Ousará a bela moça lutar contra seus desejos e os fantasmas que parecem persegui-la? O homem que frequenta seus sonhos mais despudorados e o que habita seus piores pesadelos aproxima-se cada vez mais, e ela não sabe por quanto tempo mais conseguirá suportar...

    Um Amor Escandaloso
    Meg Cabot
    Ano: 2015 
    Páginas: 378
    Idioma: português
    Editora: Record

    Começar explicando que não era muito fã de livro de época. Até esse livro eu só tinha lido Perdida, que amei, mas não me arrisquei de novo no gênero. Agora, por causa de um desafio, precisava ler um  romance de época e escolhi este que me indicaram muito. Gostei tanto que já escolhi outro de época para ler. Fora este detalhe, este é meu primeiro livro de Meg Cabot e amei demais!!! Minha filha já era fã, agora sou também. 

    Esse livro conta a estória de Kate Mayhem, babá na casa de uma família bem pitoresca que pede doações para catequese dos pobres de Papua-Nova Guiné, e Burke Traherne, marquês de Wingate. Narrada em terceira pessoa, mostra a hipocrisia que reina na sociedade e como toda estória tem dois lados. No inicio do livro, a escritora já apresenta os seus personagens principais e alguns dos coadjuvantes. Conheci Freddy, amigo de infância de Kate; Isabel, a filha tresloucada de Burke; os protagonistas já mostram suas características e conhecemos algumas das fofocas que os envolvem.
    Tudo começa no dia em que o marquês está levando sua insuportável filha (imagina uma peste, piore três vezes: é essa criatura) no ombro, à força, para um baile que ela não quer ir. Diante desta cena, Kate, sem conhecer a verdade da situação, ameaça o lorde com um guarda-chuva na saída da casa dele, que se admira e a admira por causa disso. A partir desta situação, Isabel, a tal filha, insiste que quer Kate como dama de companhia para poder ir às festas que deseja. Burke, querendo ter suas noites livres para curtir suas amantes, vai até a casa dos Sledges para contratar Kate. A partir daí a estória deslancha com algumas referências a Orgulho e Preconceito e algumas situações muito parecidas com essa deliciosa estória de Jane Austen.

    “ alguns livros são tão bons que merecem ser lidos muitas vezes. Cria-se um vínculo com eles. Eles passam a ser.....Eles se tornam sua família. “ 

    Com estas palavras de Kate para Isabel, já vi o que me esperava. Ler um livro de uma escritora que lê... Isso faz muita diferença. Enfim... 

    Isabel se afeiçoa instantaneamente a Kate pois a mesma começa a dar dicas de como conquistar George, o eleito de Isabel. Porém Burke não aprova este namoro e pede ajuda a Kate também para evitar estes encontros. 

    As duas começam a ir aos bailes mas o marquês começa a ir também, mesmo dizendo não suportar estas festas (tanto por ser discriminado por causa de seu divórcio como para evitar ser abordado por todas as mães casadoiras). Então muitas situações inusitadas acontecem: Kate sendo convidada para dançar mesmo sendo dama de companhia, Isabel sendo meio escandalosa, o surgimento de um rapaz que amedronta Kate...

    Kate é uma mulher decidida, educada, dedicada, trabalhadora, forte e que esconde um mistério e trauma sobre seu passado. Burke é alto, irritadiço, forte, temido por conta de seu passado e, mesmo assim, doce e galante, e tem um certo ar cigano. Ele acaba se encantando com a inteligência de Kate e, principalmente, por sua boca que acha pequena e atraente. Kate, mesmo pequena e sem grandes atrativos, é cortejada sempre por Freddy, rapaz falante e agradável, o que gera um certo ciúmes em Burke que começa a evitar Kate em casa por se sentir atraído por ela e não querer mais se casar com nenhuma mulher pois as considera meio traidoras. Burke também demonstra, em dado momento, como é carente e sonha ser amado e não só ser desejado por seu dinheiro.

    “ quando ela pronunciava seu nome, ele esquecia tudo. Tudo o que sempre soubera, tudo o que sempre fora, tudo o que jamais esperara ser, exceto o desejo aparentemente insaciável de ouvi-la dizer seu nome outra vez...” 

    A estória é muito boa e divertida,  com escrita fluida e dinâmica, que me levou a mergulhar nos acontecimentos que simplesmente não param até o ultimo instante do livro. 

    Amei a figura da gata lady Babie, amei Freddy defendendo Kate em determinado momento da estória e amei o suspense que envolve Kate. As cenas de paixão são de arrepiar e as de amor são muito lindinhas. Só fiquei triste porque achei o final meio aberto e queria mais estória sobre o casal coadjuvante e, em alguns momentos, tinha uma repetição na descrição do casal protagonista.

    Myl estrelinhas para ele, recomendo.

    Beijos, Myl

    Resenha originalmente publicada no blog Geek Reader

    18 comentários :

    1. Eu amo um bom romance de época e ando bem feliz em ver o gênero tomando mais e mais leitores. Dificilmente a gente entra em um blog hoje em dia e não se depara com alguma resenha. E isso não se enquadra somente a livros da Julia ou Sarah, mas uma gama de novos autores e autoras.
      Ainda não conhecia este livro acima,mas já fiquei encantada por trazer uma protagonista forte, destemida,mas com essa pitada de bom humor.
      E imaginar o Lord todo cigano, atrevido, duro e sagaz foi mágico.
      Vai para a lista de desejados com certeza.
      Beijo

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. oi, flor...esse livro me abriu os olhos para as delícias do romance de época. Se gosta de histórias fofuchas, vai amar a trama de kate e burke...beijos,myl

        Excluir
    2. Ah My venha para o lado bom da força rsrsr... romances de época são vida, eu amo desde que um fininho da Madelyne Hunter "As regras da Sedução" e desde então se tornou meu gênero favorito <3 Eu amei a resenha, tem um tempinho que li esse livro e dessa autora todos os livros que li dela até hoje foram os escritos como Patricia, de época e só um achei um pouco maçante, mas ela escreve super bem e essa história encanta. Eu lembro que li e amei essa primeira passagem que você incluiu da Kate, ela é uma personagem que nos identificamos facilmente. O livro tem uma pegada leve, divertida e lendo tua resenha, deu vontade de reler. Curti demais *__*

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. oi,lili...já estou totalmente imersa no lado bom da força....hehehehe...realmente a escrita de patricia as x é maçante mas são tão romanticas que sempre fica apaixonada..

        Excluir
    3. Sempre quis ler os livros desta autora mas ainda não tive oportunidade de adquirir suas obras, entretanto ao ler sua resenha deste romance de época, me senti interessada em com vontade ler esta história, já que a escrita e dinâmica, envolvente e cativante, com personagens de personalidade forte, deixando a trama com uma leitura bastante agradável. Enfim, mais um livro para a lista de desejados.

      Venha participar do sorteio de um kit da caixinha da TAG Livros http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    4. My!
      Mesmo os romances do tipo tendo se tornado repetitivos em alguns aspectos, sempre me interessam a leitura.
      Gosto dos trechos mais eróticos, gosto do romantismo e se tem uma escrita impecável e um pouco de risada, fórmula perfeita.
      Novo Ano repleto de realizações!!
      “Meta para o Ano Novo? Ser feliz!” (Desconhecido)
      cheirinhos
      Rudy
      1º TOP COMENTARISTA do ano 3 livros + Kit de papelaria, 3 ganhadores, participem!

      ResponderExcluir
    5. Eu gosto muito de livros de romance de época, é um dos meus gêneros favoritos de leitura, porém ainda não li nem um livro da autora Meg Cabot. Que bom que você gostou muito deste livro, e que a história é boa e divertida, fiquei bem curiosa para ler este livro após ler sua resenha, adicionei Um Amor Escandaloso em minha lista de leituras.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Os livros de Patricia Cabot são muito bons e leves...eu adoro

        Excluir
    6. Olá! Eita que romances de época é meu gênero favorito, já devorei todos os livros da Patricia (Meg) e amei cada um deles. Esse é realmente lindo, divertido, tem mistério e romance, prato cheio para uma boa leitura. Kate e Burke tem lugar especial aqui na minha estante. Leia os outros tem certeza que irá amar.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Já comprei outros e quero mais...em breve lerei e farei resenha....Qual você gostou mais?

        Excluir
    7. Oi Mylena
      Espero que leia mais Romances de época, são meus favoritos!
      Claro que sendo da Meg Cabot (ou Patrícia, rs) não poderia faltar um toque de humor, é uma característica boa da autora, e mesmo a história sendo clichê me agradou, melhor ainda tendo uma mocinha corajosa e a frente do seu tempo.
      Beijos

      ResponderExcluir
    8. Menina como você não lia romances históricos? E Meg ainda? São os melhores!
      Ainda não tenho esse na minha coleção, mas é obvio que está no meu desejados. A escrita dela é incrível eu amo de paixão e essa história promete grandes risadas e suspiros, estou louca para ler.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. hehehe....nesta epoca ,nao lia nao, mas agora sou viciada.Beijos

        Excluir
    9. Romances de época definitivamente são dos meus gêneros favoritos e apesar de não ter lido nenhum livro dessa autora eu acompanho o sucesso que essa altura tem feito então quero muito conferir o trabalho dela

      ResponderExcluir
    10. Amo romances de época, agora imagina o estilo que a gente ama ler com uma autora que a gente é super fã! Tudo de bom. Amei a história desse livro, ja li um livro da Meg Cabot como Patricia Cabot, muito bom. Mais um livro para me arrancar dinheiro. Kkk

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!