• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Carbono Alterado, Richard K. Morgan

    No século XXV, a consciência de uma pessoa pode ser armazenada em um cartucho na base do cérebro e baixada para um novo corpo quando o atual para de funcionar. A morte, agora, nada mais é que um contratempo inconveniente, uma falha no programa. Takeshi Kovacs, um ex-militar de elite, após sua última morte, tem sua consciência transportada a Bay City, a antiga São Francisco, e é trazido de volta à vida para solucionar o assassinato de um magnata. Isso só para descobrir que seu contratante é a própria vítima, que voltou à vida em um novo corpo, mas sem as memórias do crime. Mal sabe Kovacs, porém, que essa investigação irá lançá-lo no centro de uma conspiração perversa até para os padrões de uma sociedade que trata a existência humana como um produto a ser comercializado.
    Carbono Alterado
    Trilogia Altered Carbon #1
    Richard K. Morgan
    Ano: 2017
    Páginas: 490
    Idioma: português
    Editora: Bertrand Brasil

    “A vida nas ruas tem certa mesmice. Em todos os mundos em que já estive, os mesmos padrões subjacentes se estabelecem, burburinho e ostentação, compra e venda, como se fossem uma essência destilada do comportamento humano vazando por baixo de qualquer que fosse a máquina política do alto. ”

    Imortalidade, quem não quer? Em Carbono Alterado é isso que nós temos, senhores! Estamos no século XXV e a nossa consciência pode ser inserida em outro corpo, caso esse nosso deixe de existir, se inserida em um cartucho. Louco, não?!?!?!?!

    Mas, para isso, você precisa ter dinheiro (isso não munda nunca!). Afinal você precisa pagar para ter sua consciência armazenada em um banco de dados para que seja feito uma espécie de download para uma “capa” (corpo), que dependerá de quanto você pode pagar.

    Vamos conhecer esse mudo através dos olhos de Takeshi, ex-emissário da ONU, que é despertado em um novo corpo para descobrir o culpado de um crime de assassinato. E, pasmem!!!, ele foi contratado pela própria vítima, o magnata Laurens Bancroft, um Matusa (alguém que já viveu muitos séculos) que sofreu uma tentativa de assassinato frustrada. A polícia afirma que é um caso de suicídio. 

    O livro é uma mistura de thriller policial, já que acompanhamos essa busca pelo criminoso e Takeshi se vê envolvido com grandes conspirações, com grandes discussões a respeito dessa nova situação do ser humano. 

    Takeshi terá que se defender dos assassinos, da polícia, de uma esposa infiel e da igreja católica... Nada fácil a vida do nosso protagonista, não é?

    Apesar do enredo fantástico, Carbono Alterado peca pela lentidão, a leitura não flui, os personagens não têm empatia e algumas cenas são bem entediantes. Além de ter uma gama enorme de cenas de sexo, violência e ação, daquelas que parece que o livro vai sangrar. Bom ou ruim? O leitor que vai decidir. As cenas de sexo e violência, por serem intensas, trazem ao livro uma boa dose de realidade. Enquanto que as cenas de ação compensam a morosidade da história. Tenho certeza de que são essas cenas que serão aproveitadas na série da Netflix. 



    5 comentários :

    1. Puxa, que ruim ler que um enredo tão inovador acabou se perdendo um pouco.
      Fiquei lendo e imaginando todo o cenário maluco.rs Tipo, contratar alguém em outro corpo para desvendar o próprio assassinato.
      Muito maluco e daria até enredo para um bom filme.
      Mesmo assim, senti muita vontade de ler e se tiver oportunidade, quero muito poder fazer isso.
      Beijo

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Já foi lançada uma continuação e vc pode assistir a série na Netflix.

        Excluir
    2. Drika!
      Uma pena que o livro peca pela lentidão...
      Gosto muito desse estilo mais noir nos livros policiais e ficcionais, são mais clássicos e cheios de variantes.
      E se tem trechos bem reais e até cruas, trechos de sexo e morte, me interessa ainda mais.
      Como amo ficção, esse lance da mente ser transportada para outro corpo após a morte, é fascinante, pena as lembranças não irem junto.
      Quanto ao nome, já que é ficção, deve ser algo a alteração da molécula de carbono, mas só saberei quado ler.
      Gostei por demais.
      E gostei também de saber que a Netfilx comprou os direitos para fazer filme.
      Desejo um final de semana esplendoroso e um mês mais que abençoado!!
      “Acredite em si próprio e chegará um dia em que os outros não terão outra escolha senão acreditar com você.” (Cynthia Kersey)
      cheirinhos
      Rudy
      TOP COMENTARISTA FEVEREIRO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Rudy,

        é uma mistura bem boa sim de policial, ficção e suspense, fora a discussão levantada sobre a ética da vida. Vale à pena conferir.

        Excluir
    3. eu tava querendo ler esse livro, porque o trailer da série tá me matando de curiosidade... achei bem legal o enredo :) mas fiquei bem desanimada por saber que a leitura é lenta ç_ç
      enfim, quem sabe um dia? e a série também, vou ver se assisto qualquer dia desses xD

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!