• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Namorado de Aluguel, Kasie West

    Quando Bradley, o namorado de Gia Montgomery, termina com ela no estacionamento do baile de formatura, ela precisa pensar rápido. Afinal, ela vem falando dele para suas amigas há meses. Esta era para ser a noite em que ela provaria que ele não é uma invenção de sua cabeça. Então, quando vê um garoto esperando pela irmã no estacionamento do baile, Gia o recruta para ajudá-la. A tarefa é simples: passar por namorado dela — apenas duas horas, nenhum compromisso, algumas mentirinhas. Depois disso, ela pode tentar reconquistar o verdadeiro Bradley. O problema é que, alguns dias depois do baile, não é em Bradley que Gia está pensando, mas no substituto. Aquele cujo nome ela nem sabe. Mas localizá-lo não significa que o relacionamento de mentira deles acabou. Gia deve um favor a esse cara, e a irmã dele tem a solução perfeita: a festa de formatura da ex-namorada dele — apenas três horas, nenhum compromisso, algumas mentirinhas. E, justamente quando Gia começa a se perguntar se pode transformar seu namorado falso em real, Bradley reaparece, expondo sua farsa e ameaçando destruir suas amizades e seu novo relacionamento. Inteligente e maravilhosamente romântico, Namorado de aluguel retrata a jornada inesperada de uma garota para encontrar o amor — e possivelmente até a si mesma...
    Namorado de aluguel
    Kasie West
    Ano: 2016
    Páginas: 250
    Idioma: português
    Editora: Verus

    O livro começa com o desespero de Gia quando o namorado (que para mim não passava de um ficante idiota mas ela ainda não tinha percebido) usa uma desculpa esfarrapada e a deixa sozinha no estacionamento do baile da escola.

    Pronto! A pobre garota que faz parte do grupo popular da escola tem um grande problema nas mãos, pois obviamente não pode chegar sozinha principalmente porque suas amigas meio que desconfiam deste namoro. Ela encontra um garoto no estacionamento e o convence a se fazer passar por seu namorado. Ate ai nada demais, para mim estava parecendo mais do mesmo, mas qual não foi minha surpresa ao perceber que o que intrigou Gia foi o fato de aparentemente o dublê de Bradley ( apelido que ela colocou nele por não saber seu verdadeiro nome) ter se convencido a ajuda- la sem nenhum motivo forte o bastante.
    Esse iniciozinho achei meio monótono pois so aparecia Gia falando do próprio umbigo, porem quando ela volta a encontrar o misterioso garoto ..... tudo deslancha . Tanto porque cada mais se enrola na mentira como porque se vê cada vez menos interessada em Bradley e mais no novo amigo e sua irmã.

    Como ela começa a ficar esquisita ,as amigas começam a estranhar e é ai que Jules, uma menina bem invejosa , inicia seu plano de tomar as amigas de Gia. Aqui lembro daquele ditado:

    Uma planta amarga contamina todo um cesto.

    Porque no que Gia se enrola em sua mentira, Jules aproveita para dar o bote.

    O dublê de Bradley é um lindinho que em determinado momento da historia vai precisar que ela retribua o favor e finja ser sua namorada. Nesse momento, é que ambos vão descobrindo as qualidades um do outro. Para mim , o ponto forte da trama é essa aproximação entre eles e o que gera a separação deles.

    A escrita de Kasie West é bem dinâmica e fluida, do jeito que eu gosto cheio de diálogos e com poucas descrições. Os personagens são bem construídos e trama se desenvolve em um crescente que me deixou presa ate o fim... Adoro livros YA e amo filme adolescente, dai minha expectativa foi grande. Acho que esse foi o problema, esperava mais...

    O livro é realmente bem fofinho e lembra muito esses filminhos de sessão da tarde sobre adolescentes e suas autodescobertas , suas lutas por aprovação e a busca pelo amor.

    Amei o casal protagonista. Amei a irmã dele, Bec, uma cupido muito fofa. Amei uma cena da trama em que Gia finge ser namorada dele. Odiei a familia de Gia, a falsa amiga Jules e os outros garotos da trama que me pareceram bem idiotas.

    Gostei da abordagem que a escritora fez sobre o vicio em mídias sociais e também como pode-se distorcer uma situação so para provar uma tese... Como o livro é de 2015 ,tenho esperança que ainda possa sair uma continuação com um fechamento melhor desta historia e com a historia de Bec e seu love.

    Myl e uma estrelinhas para ele.

    Recomendo.

    Beijos, Myl

    1 comentários :

    1. Oi My, filmes de sessão da tarde era exatamente o que estava pensando pensando quando li a sinopse e comecei a ler a resenha desse livro, alias acho até que a Netflix poderia investir numa adaptação ai, ficaria muito boa haha. Ainda não tive a oportunidade de ler esse livro, mas sempre vejo resenhas positivas dele, histórias clichês e fofas são sempre muito boas e mesmo não tendo alcançado todas as tuas expectativas a experiência parece ter valido a pena e assim vou ficar de olho nesse livro e quando surgir a oportunidade vou procurar ler ;)

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!