• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Da morte ninguém escapa, M.J. Arlidge

    A detetive-inspetora Helen Grace está de volta para desvendar mais um caso macabro. O corpo de um homem de meia-idade é encontrado em uma casa vazia em Southampton. Ele é apenas uma vítima, porém, pelas características do assassinato, a detetive-inspetora Helen Grace sabe que não vai ser a única.
    Mas o que um homem casado, com filhos e que teve uma vida feliz estaria fazendo tão longe de casa no meio da noite? Helen tem mais um importante caso nas mãos. Corpos masculinos estão sendo encontrados pela cidade e todos têm uma característica em comum: tiveram o coração arrancado.
    Não há dúvidas de que um novo serial killer está por trás desses assassinatos, e Helen precisa usar todo o arsenal da polícia para evitar que ele faça outras vítimas. A detetive consegue sentir a raiva por trás das mortes, mas não é capaz de prever o quão instável é o assassino... nem o que a aguarda ao fim da caçada.
    Da Morte Ninguém Escapa
    Helen Grace #2
    Ano: 2018 
    Páginas: 300
    Idioma: português 
    Editora: Record

    Um homem morto é encontrado numa casa abandonada, e seu coração foi arrancado do peito. Uma encomenda é deixada na porta de casa da família Matthews e dentro dela terá o início do caos em Southampton. Homens que aparentam seguir uma vida tranquila estão sendo assassinados e seus corações expostos para trazer sofrimento àqueles que não merecem.

    Helen Grace está novamente em ação, depois dos acontecimentos do último livro Uni-duni-tê e tenta manter sua vida profissional no nível que sempre quis. Apesar do choque que resultou num fim catastrófico, Helen se mantém de cabeça erguida e pronta para o combate. Mesmo a volta de Charlie ao serviço e sua nova chefe não podem atrapalhá-la a ter um bom desempenho no caso.

    O modus operandi dos crimes traz uma pista, a prostituição está envolvida, e uma prostituta desconhecida e misteriosa é a responsável pelos crimes bárbaros, e cabe a Helen descobrir quem é essa mulher e evitar que mais pessoas sejam mortas.
    A cada passo dado, novas informações são incrementadas ao caso e tudo pode parecer tão perto de se resolver e ao mesmo tempo impossível de concluir.

    O primeiro conselho que dou é não ler esse livro antes de Uni-duni-tê. Podem ser casos diferentes, mas as histórias são interligadas. Outro conselho é que tenha consciência de que você não vai conseguir largar esse livro até desvendar todo o mistério. Que livro eletrizante!

    O passado de Helen ainda a atormenta, e vai ser difícil segurar a barra enquanto tudo acontece ao seu redor, e a resistência da detetive em segurar a barra é muito impressionante. Definitivamente Helen Grace se tornou uma das minhas personagens femininas favoritas.

    O final arrebata qualquer pessoa que for ler esse livro. Piedade ou condenação? Justo ou injusto? Eu tive que parar para respirar e aceitar que tudo aquilo aconteceu em segundos e que nada que eu fizesse iria mudar. Choquei junto com Helen.

    Devido a outros acontecimentos na história, senti que haverá um terceiro livro do autor, mas pode ser apenas coisa da minha cabeça por sempre querer mais de uma história, mas Da morte ninguém escapa não deixa de ter um final digno e justo.

    Numa narrativa de tirar o fôlego, Da morte ninguém escapa é um livro para quem aguenta e quem necessita saber mais sobre a mente de um assassino cruel.

    0 comentários :

    Postar um comentário

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!