• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • O Mau Exemplo de Cameron Post, Emily M. Danforth

    Quando os pais de Cameron Post morrem em um acidente de carro, a primeira coisa que ela sente, para sua própria surpresa, é alívio. Alívio que eles nunca vão precisar saber que, algumas horas antes, ela estava beijando uma menina.
    Mas o alívio não dura, e Cam é forçada a morar com sua tia ultraconservadora e sua bem-intencionada mas antiquada avó. Ela sabe que, daqui em diante, tudo será diferente. Sobreviver nessa pequena cidade rural de Montana exige que Cam finja ser igual a todo mundo e evite assuntos indelicados (como diria sua avó), e ela é boa nisso.
    Até que Coley Taylor chega à cidade. Coley é perfeita, e tem um namorado perfeito para completar. Ela e Cam forjam uma amizade intensa, que parece deixar espaço para algo mais. Mas assim que isso começa a parecer possível, a religiosa tia Ruth decide que é hora de “consertar” sua sobrinha, a mandando para God’s Promise, um acampamento de conversão que deve “curar” sua homossexualidade. Lá, Cam fica frente a frente com o custo de negar quem ela é – mesmo que ela não tenha certeza que sabe realmente quem é.
    O mau exemplo de Cameron Post é uma estreia literária inesquecível e impressionante sobre descobrir quem você é e ter a coragem de viver de acordo com suas próprias regras.
    O Mau Exemplo de Cameron Post
    Ano: 2018
    Páginas: 448
    Idioma: português 
    Editora: HarperCollins
    Hey, friends! Venham conferir a resenha desse livro maravilhoso e que me deixou bem emocionado. 

    Cameron Post é uma jovem que mora em Miles City, Montana. Uma cidade pequena e com aspectos rurais, onde Cameron descobre desce cedo sobre as suas opiniões sexuais.

    Durante a viagem de seus pais para uma excursão, Cameron passa as férias com sua avó e com sua melhor amiga de infância, Irene. No mesmo dia em que Cameron beija Irene, um acidente fatal com seus pais acontece e Cameron se sente culpada e que Deus a tenha punido por não ter seguido as Leis Divinas.

    A vida de Cameron passa por diversas novidades e descobertas normais para um adolescente de sua idade, e tudo vai à tona quando Coley Taylor se muda para Miles City. Coley é perfeita, tem o namorado perfeito e deixa uma impressão em Cameron que a deixa atraída por ela.
    Preocupados com a vida pecaminosa de Cameron, sua família agora composta pela sua avó e sua tia Ruth a manda para um acampamento religioso onde Cameron deve encontrar o seu amor a Jesus Cristo e se livrar dos desejos da carne e da atração pelo mesmo sexo. 

    Esse livro me deixou bastante comovido com a história de Cameron. Perder os pais tão rápido e, ao mesmo tempo, por suas dúvidas em relação à sua sexualidade. É muito difícil para um adolescente lidar com tudo isso, e me agradou o fato da Cameron amadurecer durante a história. 

    Cameron é inteligente, tem características marcantes para sua idade, é uma jovem rebelde e que me fez ter vontade de ser amigo dela.

    Durante a história nós percebemos a grande influência da igreja nos personagens e em suas ações. Assim como a Cameron, eu me senti incomodado em como as pessoas se comportam à favor da igreja, e que é difícil viver numa sociedade rígida quando se tem opções sexuais diferentes.

    A história é dividida em três períodos de sua adolescência. Cameron passa por situações que a deixam mais consciente da sua opção sexual e a faz refletir se isso é o certo para sua vida.

    Com uma narrativa fluida, ele te faz sentir próximo dos personagens, dividindo emoções e arrancando diversos sorrisos do leitor.


    11 comentários :

    1. Parece ser super legal o livro, gostei dessa Cameron
      Quanto mais vejo as resenhas daqui no blog e no instagram mais a listinha de leituras aumenta e o dinheiro diminui 😂

      ResponderExcluir
    2. Puxa, a história de Cameron é realmente muito diferente. Lidar com uma perda tão grande e ao mesmo tempo, "lutar" com as dúvidas em relação a sua sexualidade não é tarefa para qualquer um.
      Gostei muito de saber também sobre esta influência da igreja, que nem sempre é positiva e todos sabemos disso!
      Com certeza, o livro vai para a lista de desejados!!!
      Beijo

      ResponderExcluir
    3. Já tinha visto esse livro, Já li a sinopse, mas não imaginava que era tão emocionante.
      Tem temas interessantes, falar sobre sexualidade e igreja é necessário.
      Se eu tiver a chance, vou querer ler.

      Beijos

      ResponderExcluir
    4. Minho!
      Quanto drama na vida de uma só pessoa, não é?
      Deve ser mesmoum livro muito interessante e fiquei curiosa em poder acompanhar a história de Cameron Post.
      cheirinhhos
      Rudy

      ResponderExcluir
    5. Puts, é tão triste pensar que há muitas famílias que tratam os filhos/netos/etc da mesma maneira... acho que reprimir demais faz mais mal do que dar liberdade!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. É muito triste mesmo... Mas existem pessoas boas também!

        Excluir
    6. Amei a sinopse do livro e já quero lê-lo! Infelizmente ainda hoje existem estas tais "clínicas corretivas" que confundem, angustiam e cerceiam a liberdade de poder ser o que se é. A família, a principio, abrigo, termina se tornando o centro do furacão e muitos jovens até mesmo já tiraram a vida por causa disso. Espero que o final da história tenha sido positivo pra Cameron e que ela tenha conseguido expressar a sua sexualidade de maneira saudável e positiva. Beijos! ;)

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. O final eu considerei muito poético, e muito bonito também. Se quiser, eu te empresto ele kkk

        Excluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!