Lendo com a Dani: O resgate, Nicholas Sparks - Arqueiro

O resgate (The rescue)

Autor: Nicholas Sparks

Editora Arqueiro

Ano 2014

320 páginas
Confrontado com situações de extremo perigo, Taylor McAden, bombeiro voluntário, expõe-se até ao limiar do perigo. Denise é uma jovem mãe solteira, cujo filho de cinco anos sofre de um inexplicável atraso de desenvolvimento e a quem ela devota a sua vida numa tentativa de o ajudar. Mas o caso vai aproximar estes seres. Numa noite de tremendo temporal, Denise sofre um acidente de automóvel e é Taylor quem vem socorrê-la. Embora muito ferida, a jovem depressa toma consciência de que o filho já não se encontra na sua cadeirinha do banco traseiro. Taylor irá até ao fim de uma angustiante noite de buscas para o encontrar. Foram tecidas as primeiras malhas que os irão unir - o pequeno Kyle desabrocha ao calor da ternura daquele homem. Denise abandona-se à alegria de um amor nascente. Mas Taylor tem em si cicatrizes antigas, que o não deixam manter compromissos de longa duração. Nicholas Sparks, esse talentoso contador de histórias, intervém com a sua magia redentora e a sua inigualável capacidade de aprofundar a complexidade das relações e dos afetos.

Capa linda, sinopse encantadora, como resistir?

Se você é como eu e tem um pé atrás com os títulos do autor temendo muito drama, relaxa e arremata este título que sim, tem drama, mas em dose moderada.

Denise Holton é uma jovem mãe de vinte e nove anos, e está com seu filhinho Kyle de quase cinco anos no carro em meio a uma tempestade. Enquanto tenta enxergar um palmo a sua frente ela relembra alguns momentos e nos situa em sua aflição.

Imagine o drama de uma mãe ouvindo a cada consulta médica um diagnóstico diferente? Sou mãe e digo que deve ser terrível.

Kyle é um garotinho quietinho, obediente, mas que não sabe se comunicar. Denise algumas vezes questiona se é pela ausência do pai, mas luta com todas as forças e recursos para ajudar o filho.

Já começamos com um momento de apertar o coração: Denise para livrar uma corça perde o controle do carro e bate numa árvore, ela perde os sentidos e assustado o pequeno Kyle sai de sua cadeirinha e do carro. 

Taylor MacAden estava cuidando da sinalização quando avistou o carro batido. Confuso com o desespero de Denise que pergunta se ele está com Kyle, o rapaz a segue que apesar de muito machucada chama pelo garoto, ao se dar conta de que a criança realmente existe começa a corrida contra o tempo.

Além do medo que sente por Kyle estar em meio a uma tempestade, sem casaco, Denise se apavora ao lembrar que por mais que o chamem, ele não responderá.

Gente, é uma tensão, um pavor que só quem passou por isso pode realmente sentir palpavelmente o que Denise sente.

Após esse evento Taylor e Denise tornam-se amigos, o relacionamento deles é gostoso de acompanhar, assim como a interação do rapaz com Kyle.

Judy MacAden, mãe do Taylor, e amiga de infância da mãe de Denise será a primeira amiga da jovem na cidade de Edenton. 

O livro tem um clima agradável, cidade pequena, com pessoas solidárias, o festival da cidade, são elementos que conquistam nossa atenção e tornam a leitura ainda mais adorável.

Como não poderia deixar de faltar os mocinhos têm seus tormentos. Denise vive a cinco anos só para Kyle e teme mergulhar num relacionamento. Taylor por algum motivo que nem mesmo sua mãe e amigos sabem, não consegue seguir muito adiante num compromisso.

Será que estes dois conseguirão deixar de lado seus temores e cultivar o que sentem?

Mais uma vez temos personagens secundários que colaboram positivamente com o desenrolar da trama, de modo que nos sentimos em família. Judy é a típica mãe que mima o filho, trabalha e tem afeto por todos; Mitch e Melissa com seus quatro filhos nos proporcionam momentos de muitas risadas quando provocam Taylor; Ray e sua compreensão.

A edição está linda, com revisão maravilhosa, detalhes que separam cada acontecimento.

O resgate, de Nicholas Sparks é um livro doce como uma tarde tranquila, caloroso como o amor de uma mãe, mas que nos causa taquicardia quando Taylor se arrisca ao extremo, nos deixa comovidos a cada evolução de Kyle, e ansiosos para saber se o casal vai de fato encontrar o caminho para a união.
  

 Estão esperando o quê? Corram para ler!

Capa americana:


Não sei vocês, mas lembrou um pouco a capa de Six years do Harlan Coben. A capa da Arqueiro está bem melhor, concordam?
 

5 comentários

  1. Capa linda mesmo, Nicholas Sparks é um dos meus escritores favoritos ele sabe escrever livros ótimos, eu estou doido para ler o livro mais até hoje não tive a oportunidade!!

    ResponderExcluir
  2. Confesso que não gosto dos livros do autor , ja ate tentei ler mais não gosto mesmo , o único que me interessou dele foi Querido John e eu não consegui termina-lo , mais esse realmente me chamou atenção , acho que vou tentar dar uma chance a ele também :)

    ResponderExcluir
  3. Vou começar a ler ele hoje, por isso não li e detalhes a resenha. As duas capas estão boas, mas gostei mais da nossa.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  4. Esse livro, para quem é mae como nós, deve ser de cortar o coração mesmo, nao gosto nem de imaginar. E olha que mostrou essa semana na tv que um pai bateu o carro e ficou desacordado e o meninos de tres anos caiu para fora do carro e começou a andar na rodovia, imagine.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Katia,
      É angustiante mesmo, algo que ninguém merece passar.
      Não soube desse acidente, espero que as crianças tenham ficado bem.
      Obg

      Excluir

O seu comentário alegra o nosso dia!!!