Entre quatro paredes, B.A. Paris

Grace é a esposa perfeita.
Ela abriu mão do emprego para se dedicar ao marido e à casa. Agora prepara jantares maravilhosos, cuida do jardim, costura e pinta quadros fantásticos. Grace mal tem tempo de sentir falta de sua antiga vida.
Ela é casada com Jack, o marido perfeito.
Ele é um advogado especializado em casos de mulheres vítimas de violência e nunca perdeu uma ação no tribunal. Rico, charmoso e bonito, todos se perguntavam por que havia demorado tanto a se casar.
Os dois formam um casal perfeito.
Eles estão sempre juntos. Grace não comparece a um almoço sem que Jack a acompanhe. Também não tem celular, que ela diz ser uma perda de tempo. E seu e-mail é compartilhado com Jack, afinal, os dois não guardam segredos um do outro. Parece ser o casamento perfeito. Mas por que Grace não abre a porta quando a campainha toca e não atende o telefone de casa? E por que há grades na janela do seu quarto?
Às vezes o casamento perfeito é a mentira perfeita.
Entre Quatro Paredes
O casamento perfeito ou a mentira perfeita?
Ano: 2017 
Páginas: 266
Idioma: português 
Editora: Record

Entre Quatro Paredes é o primeiro romance da autora B.A. Paris e digo com segurança que ela já chegou arrasando!!!

Um livro curto, com pouco mais de 200 páginas que faz com que você perca o fôlego ou acelere o coração a cada novo capítulo no thriller psicológico alucinante que, em muitos momentos, faz você se sentir dentro da própria história vivendo as angústias dos personagens.

Grace e Jack Angel são o casal perfeito, aquele típico de propaganda de margarina que acorda sempre sorrindo. Perfeitos a ponto de fazer você duvidar de que isso é real. Grace abriu mão de uma carreira promissora para cuidar da casa e, logo em breve, da irmã que tem Síndrome de Down. Ela e Jack se tornaram tutores legais de Millie e só aguardam a sua saída de um internato ao completar 18 anos para a família ficar completa. Jack é lindo, charmoso, rico e bem sucedido, o homem que toda mulher queria ter... Mas tudo isso é verdade?
O terror na vida de Grace começa já na noite de sua lua de mel quando ela descobre que Jack é uma espécie de sociopata sádico e inteligente, que só sente prazer em sentir o medo das pessoas. Exatamente! O cara é um louco que não gosta de sexo e se excita quando alguém sente medo dele. Imagine então o que essa criatura não é capaz de fazer para sentir prazer!

Grace não acredita na armadilha em que caiu. E, pior, na armadilha em que colocou Millie. Narrado em primeira pessoa por Grace, a autora consegue fazer com que você compartilhe os medos e toda a angústia de quem está paralisada pela impossibilidade de fazer algo contra Jack.

O livro é uma obra primorosa! Intenso, com suspense na medida certa. Uma escrita fluida criada a partir da alternância de presente e passado a cada capítulo para que você entenda toda a história.

Nenhum comentário

O seu comentário alegra o nosso dia!!!