E se fosse a gente, Becky Albertalli


Em Com Amor, Simon, Becky Albertalli conquistou o público jovem com sua narrativa sensível e apaixonante sobre um menino gay prestes a viver uma grande história de amor. Em E se fosse a gente?, ela se une ao escritor Adam Silvera para narrar o encontro de dois garotos que não poderiam estar em momentos mais diferentes da vida, mas que vão desafiar os poderes do universo para ficarem juntos.
De férias em Nova York, Arthur está determinado a viver uma aventura digna de um musical da Broadway antes de voltar para casa. Já Ben acabou de terminar seu primeiro relacionamento, e tudo o que mais quer é se livrar da caixa com todas as lembranças do ex-namorado.
Quando eles se conhecem em uma agência dos correios, parece que o universo está mandando um recado claro. Bem, talvez não tão claro assim, já que os dois acabam tomando rumos diferentes sem ao menos saberem o nome ou telefone um do outro.
Em meio a encontros e desencontros — sempre embalados por referências a musicais e à cultura pop ¬—, Ben e Arthur se perguntam: e se a vida não for como os musicais da Broadway e os dois não estiverem destinados a ficarem juntos? Mas e se estiverem? Aos poucos, eles percebem que às vezes as coisas não precisam ser perfeitas para darem certo e que os planos do universo podem ser mais surpreendentes do que eles imaginam.
E se fosse a gente?
Ano: 2019 
Páginas: 352
Idioma: português 
Editora: Intrínseca

As férias de Arthur não estão sendo legais como ele gostaria. Uma temporada no trabalho da sua mãe numa cidade como Nova York poderia ser mais animada, mas quando não se tem amigos nesse local, basta esperar as férias acabarem.⁣

Ben acabou de terminar seu namoro, mas é obrigado a ver a cara do ex-namorado todos os dias durante a recuperação, ótima forma de esquecer alguém.⁣..

Quando os dois se conhecem na porta de uma agência dos correios, Arthur acredita ser um sinal do Universo, mas eles acabam não trocando os contatos. Obrigado, Universo...⁣

É daí que os dois tentam se encontrar. Como achar uma pessoa em Nova York, quando Arthur é um nome totalmente comum? E como encontrar alguém sendo que a única pista que o Universo deixou foi uma etiqueta de envio?⁣
Pensa numa história fofa! Foi tão legal conhecer Nova York pelo Ben e pelo Arthur, e me senti tão próximo dos personagens que foi impossível não chorar quando a história acabou!⁣

Será possível manter um romance quando uma das partes vai embora? Ben e Arthur sabem que, num determinado momento, irão se separar. E se o Universo colocou um na vida do outro de propósito? Só sei que essa história toda foi muito legal de acompanhar.⁣

O livro é narrado em três partes e os capítulos são intercalados entre o Ben e o Arthur. Me apaixonei pelos personagens secundários, principalmente por Dylan, o amigo louco de Ben. O livro também tem muita referência cultural, e quem gosta de Harry Potter, vai adorar as citações.⁣

Por se tratar de um romance adolescente, encontraremos situações que são comuns, como as descobertas e as novas emoções, então se jogue de cabeça nessa fofura!⁣



Nenhum comentário

O seu comentário alegra o nosso dia!!!