A Menina Que Tinha Dons, M. R. Carey

Cultuado autor de quadrinhos e roteiros da Marvel e da DC Comics, entre eles algumas das mais elogiadas histórias de X-Men e O Quarteto Fantástico, o britânico M. R. Carey apresenta uma trama original e emocionante em sua estreia como romancista com A menina que tinha dons, lançamento do selo Fábrica231. Aclamado pela crítica, o livro se tornou um bestseller imediato na Grã-Bretanha e nos Estados Unidos ao contar a história de Melanie, uma menina superdotada que faz parte de um grupo de crianças portadoras de um vírus que se espalhou pela Terra e que são a única esperança de reverter os efeitos dessa terrível praga sobre a humanidade. Uma comovente história sobre amor, perda e companheirismo encenada num futuro distópico.
A Menina Que Tinha Dons
Ano: 2014 
Páginas: 384
Idioma: português

“A verdade é a verdade, o único prêmio digno de se ter. Se você a nega, só mostra que não é digno dela.”

A menina que tinha dons traz um enredo, no mínimo, inusitado. Mas vou antecipar uma informação para que você já fique preparado para o que está por vir. O livro foi escrito por M. R. Carey, ele escreve para a Marvel e DC (X-Men, Quarteto Fantástico e Batman) e criou os personagens Lúcifer, baseado no personagem do Neil Gaiman em Sandman, e Hellblazer, protagonizada pelo mago inglês John Constantine.

Já te preparei para o que vem ai, não é?

Narrado em terceira pessoa, o livro nos apresenta Melanie, uma garotinha de 10 anos que vive presa sozinha em um quarto no que parece ser uma base militar para algum experimento. Sua rotina se resume a acordar, ter os pés, mãos e cabeça amarrados a uma cadeira de rodas e ser transportada para uma sala de aula com outras crianças, todas na mesma situação. Professores, guardas e médicos não tem permissão para tocá-los diretamente em nenhuma circunstância.

Na escola eles aprendem o que toda criança aprenderia, por isso tem noção do que existe além deles. Melanie só não entende porque todos a temem ou a odeiam. Menos a Srta. Justineau, sua professora por quem ela tem um carinho verdadeiro e recíproco. Mas o que Melanie mais anseia é saber quem ou o que ela é.

O mundo não é mais como o conhecemos (ou será que é?), um vírus infectou grande parte dos humanos que ou não sobreviveram ou foram transformados em Famintos, criaturas que caçam, matam e comem humanos.

Queria te contar tudo e no mesmo ritmo alucinante e bem construído que o autor fez, mas não devo! Tenho certeza que você vai amar descobrir todas as respostas para as suas perguntas e para as de Melanie ao longo da narrativa cheia de ação, com muitos elementos do universo da ficção científica e com um toque sombrio para arrematar essa super história. 


Nenhum comentário

O seu comentário alegra o nosso dia!!!