E a Terra Escreveu uma Carta... Olho Vivo no Planeta, Jonas Ribeiro


Poderia ser por meio de trovões ou tempestades, mas a Terra preferiu mandar uma carta contando à humanidade o que está se passando com ela. Numa relação empática e de proximidade com cada ser humano, a Mãe Terra pede socorro entoando 100 verbos que precisam ser utilizados na prática. É claro que uma carta assim não poderia ficar sem resposta: a professora Carol, do 4º ano do Colégio Galáxia do Saber, tranquiliza a Terra contando-lhe sobre o que seus alunos estão fazendo.
E a Terra Escreveu uma Carta...
Olho Vivo no Planeta
Jonas Ribeiro
Ano: 2020 
Páginas: 48
Idioma: português
Editora: Melhoramentos

Cansada de sofrer com os problemas causados pela população, mas cheia de amor por todos, a Terra resolveu escrever uma carta e contar um pouco sobre si e um pouco sobre o que espera do mundo para o bem de si mesma e daqueles que nela habita, essa carta foi transmitida em vários lugares, uma espécie de pedido de socorro do planeta para aqueles que podem cuidar dela, ou seja, nós... os seres humanos.

Uma professora encontrou essa carta e resolveu usá-la como projeto para sua turma do quarto ano, o resultado foi uma bela resposta ao planeta, com um projeto lindo de reconexão com a natureza e algumas frases carinhosas que podemos levar para a vida. Porém, isso foi apenas o começo!

“Eu sou apenas um dentre trilhões de planetas que povoam uma dessas galáxias do Universo. Nem por isso deixo de me sentir especial.”

Já imaginou receber uma carta da própria Terra puxando sua orelha sobre as atrocidades que estão fazendo com ela dia após dia? Seria um belo tapa na cara para muita gente, mas como isso está longe de acontecer, poderíamos apenas no colocar no lugar do nosso lar e fazer a pergunta de um bilhão de dólares: Será que estaríamos satisfeitos se fossemos tratados da mesma forma como tratamos o lugar onde vivemos?

É possível melhorar o nosso comportamento com pequenas coisas todos os dias e transformar essas pequenas coisas em hábitos, de pouquinho em pouquinho conseguimos alcançar novos patamares no cuidar desse lugar que chamamos de lar.

“E da mesma forma que mãe acolhe, educa, alimenta e ama, também pode e deve dar bronca.”

Muita gente já se coloca no lugar de terra e cuida melhor do planeta todos os dias, porém ainda precisamos alcançar outras pessoas e lugares nesse cuidado com o nosso meio ambiente, essa raridade de pureza que ainda nos resta. Esse livro é uma bela forma de ensinar pessoas a serem melhores com o lugar onde habita, uma forma de ensinar desde criança a como ser alguém melhor com a “mãe natureza” e vale muito a pena conhecê-lo, independente da idade.

Confesso que terminei ele com lágrimas nos olhos de emoção, pois sei que ainda tem muito a se melhorar no quesito humanidade, mas sabendo que é possível. Se você ainda não conhece esse livro, te convido a fazer essa leitura e perceber como ainda estamos longe de sermos o melhor dessa terra, se já leu, me conta aqui se ele também te emocionou. Eu vou ficando por aqui, mas volto em breve com muito mais. Beijinhos!


Nenhum comentário

O seu comentário alegra o nosso dia!!!