Eu, cupido, Julia Braga


"Liliana Rodrigues parece imune às armadilhas do amor romântico. Ela não acredita que pode despertar ou nutrir qualquer sentimento amoroso por alguém, por isso está sempre se esquivando do amor. Seu melhor amigo, Augusto, diz que ela não leva nada a sério, principalmente os sentimentos dele. O que Liliana não espera em sua vida é a aparição, em pleno Dia dos Namorados, de um cupido – ele mesmo, em carne e osso, a mitológica figura que faz as pessoas se apaixonarem. Seu nome é Paco e ele vem com a missão de quebrar as barreiras de Liliana e juntar o casal, mas ele não tem ideia de que sua missão vai ter mais reviravoltas do que pode imaginar."
Eu, cupido
Ano: 2021 
Páginas: 296
Idioma: português
Editora: Nacional

Liliana não tem nenhum interesse em se apaixonar, ainda mais depois de ter seu coração magoado por um garoto que ela amou aos 15 anos e só fez usá-la, mesmo sabendo que seu melhor amigo tem uma certa paixonite por ela, Liliana foge as léguas do tal amor e prefere se manter as margens dessa situação, sem nunca mergulhar de fato, até que surge Paco em sua vida.

Paco é um cupido estagiário que foi enviado, depois de muitos, para tentar fazer com que Liliana finalmente se apaixone, mas tudo dá errado e o que era para ser um serviço rápido e limpo termina com uma mão quebrada e Liliana como ajudante de um cupido, um mundo que ela nunca imaginou existir.

“A vida machuca, amiga. É uma coisa que não dá para evitar. Mas a gente tem que se arriscar mesmo assim de vez em quando. Especialmente quando parece tão certo.”

Com a nova perspectiva sobre o amor e a situação de Paco, Liliana decide que se for para que o jovem cupido não seja punido ela vai se apaixonar por seu melhor amigo, mas antes disso ela precisa ajudar Paco a se livrar do temível chefe e essa história só tem a render quando eles finalmente decidem que para o bem de todos, é melhor que trabalhem juntos... mas escondidos.

Narrado pelo ponto de vista da Liliana, a história que traz à tona os seres mitológicos, abrange uma realidade alternativa sobre o amor, mas que talvez não esteja tão longe de verdade, afinal com tudo que vem acontecendo no mundo ultimamente e com o avanço da tecnologia na palma das nossas mãos, estamos cada vez mais cegos para o que acontece ao nosso redor.

“Hoje em dia é quase impossível fazer o acaso acontecer. Tá todo mundo sempre com a cara enfiada no celular, distraído demais para notar o que acontece ao seu redor. Algumas vezes o amor tá bem na frente do seu nariz, mas você deixa passar...”

Com uma escrita fluída e cativante, a autora nos leva por uma história cheia de momentos engraçados, fofinhos e únicos, mas também com uma dose de drama para incrementar. Uma história que vale a pena conhecer e se apaixonar à medida que cada página passa. O final ficou aberto para uma continuação e eu como leitora apaixonada, já deixo claro que adoraria conhecer mais do Doc e ter mais dessa história tão delicinha, fica o recado ein Julia? Hehe.

Mas enfim, se você ainda não leu esse livro, te recomendo demais a leitura e se já leu, me conta aqui o achou, vamos conversar. Por enquanto é isso, beijinhos apaixonados e até mais.


Um comentário

  1. Impossível não se derreter a um enredo assim, tão jovem! rs
    Primeira resenha que leio sobre o livro e já estou aqui querendo muito saber se Liliana conseguirá ser tão durona em relação aos sentimentos rs
    Gracinha de capa!!!
    beijo

    Angela Cunha/O Vazio na flor

    ResponderExcluir

O seu comentário alegra o nosso dia!!!