O bosque das coisas perdidas, Shea Ernshaw



Nora Walker vem de uma longa linhagem de bruxas naturais e tão antigas quanto o Bosque de Vime. Há quem diga, inclusive, que elas originaram do próprio bosque, com raízes nos cabelos e terra sob as unhas. Mas Nora Walker tem um segredo: ela nasceu sem a dádiva que une as Walker à floresta.Oliver Huntsman também tem seus segredos. Desaparecido por duas semanas desde a noite da nevasca, ele é encontrado por Nora na floresta, mas suas memórias permanecem perdidas.
Como o vento que sussurra, os caminhos dos dois se entrecruzam enquanto a magia da floresta permeia um misterioso romance tão real quanto sobrenatural.

O bosque das coisas perdidas
Ano: 2022 
Páginas: 368
Idioma: português
Editora: Galera Record


Nora é uma Walker, uma linhagem de mulheres bruxas que vivem às margens do Lago Jackjaw desde sempre. Temidas por seu poder, a solidão sempre esteve presente na vida dessas mulheres. Mas Nora não tem poder algum. Sua mãe rejeita a tradição da família e sua avó, a única que lhe ensinava sobre o legado da família, faleceu. 

Para piorar as coisas, a comunidade está isolada do resto do mundo sem sinal de telefone ou internet, sem energia elétrica e com as estradas interditadas por uma nevasca. Na companhia de Fin, seu cão e guardião, Nora vai até o Bosque de Vime, centro da floresta temido por todos onde só as Walker conseguem entrar e sair vivas de lá, e encontra um garoto quase congelando. Nora o leva para casa e esse ato de bondade pode ter despertado forças antigas e poderosas que ela desconhecia.

Com uma narrativa lenta e, em alguns momentos, lenta demais, a autora nos transporta de maneira magnífica para um cenário de cabanas, acampamento, floresta, magia e muita neve. A maneira como Shea Ernshaw descreve essa ambientação beira o visual, e dá quase para sentir o cheiro das árvores. 

Numa mistura de fantasia, um pouquinho de terror e uma pitada de romance fofinho, a autora fala sobre a dificuldade de aceitar as diferenças, fala sobre como mulheres poderosas são temidas e rejeitadas por conta do seu poder, mas também fala de sororidade, do sentimento de pertencimento, de amizade, de admiração e do amor e respeito à floresta e às criaturas da natureza.

Nenhum comentário

O seu comentário alegra o nosso dia!!!