Mariposa vermelha, Fernanda Castro



Em seu novo romance, Fernanda Castro narra a história de Amarílis, uma jovem que, com a ajuda de um demônio, embarca em uma jornada para enfrentar o passado, descobrir a própria força e assumir sua verdadeira essência. Mariposa vermelha é uma fantasia apaixonante e empoderadora, permeada por monstros insólitos e corriqueiros, relações intensas e amores imprevisíveis.
Na cidade de Fragária, sob o domínio da República, a magia é proibida, e Amarílis conhece como ninguém o perigo de quebrar as regras. Para evitar o destino trágico que teve sua mãe, a jovem tecelã mantém a cabeça baixa e os fios de seus poderes bem amarrados.

Quando, por acaso, se vê diante do homem que causou a ruína de sua família, Amarílis decide convocar um demônio e fazer um pacto: ela quer a morte do general que destruiu sua mãe. Mas sua oferenda é muito simples, e Tolú, o Antigo que atende seu chamado, não pode tirar uma vida por um preço tão baixo. Ele pode, porém, ajudar Amarílis a enfrentar seus medos enquanto ela faz justiça com as próprias mãos.

Com uma narrativa delicada e, ao mesmo tempo, sombria, Fernanda Castro conduz o leitor por uma história repleta de personagens fascinantes, horrores mundanos e poderes ocultos.

Mariposa vermelha
Ano: 2023 
Páginas: 272
Idioma: português
Editora: Suma

A República proibiu o uso da magia em Fragária e Amarilís sabe bem os riscos que corre se deixar a magia fluir. Ela conheceu as consequências de perto quando a República, na figura de um general de alta patente, amante de sua mãe e pai do seu irmão recém nascido leva a criança embora para ser criado longe da magia. Mesmo não tendo denunciado a magia da mãe de Amarilis, ela definha até a morte sofrendo pelo abandono do homem a quem amava e pela ausência do filho. Amarilis então tem que sobreviver sozinha em uma cidade onde a desigualdade social, o preconceito e a injustiça prevalecem. 

Trabalhando em uma tecelagem, suas únicas companhias são Rosalinda e seu namorado Antúrio, que trabalham com ela, e as mariposas que ela cria em casa para vender a seda que elas produzem. Mas tudo muda no dia em que Amarilis reconhece o homem que destruiu a sua família e, movida pelo desejo de vingança, ela invoca um demônio e faz um pacto com ele para por fim a vida do general.

Amarilis invocou Tolú, um demônio muito mais humano do que muitos que você conhece por aí. Ela deixa bem claro que ela é quem deve tirar a vida do seu desafeto, ele apenas vai criar condições para o momento certo. Irritada com a arrogância de Tolú e, ao mesmo tempo, fascinada por ele, polo mundo e possibilidades que ele lhe apresenta, Amarilis terá muito que refletir sobre o que realmente deseja fazer de sua vida e com a sua magia. 

E sim, Tolú é o verdadeiro dono dessa história! Pense em tudo que você conhece e/ou imagina sobre demônios e jogue tudo fora! Tolú é muito melhor do que isso! Um demônio sensível, simpático, prestativo, preocupado com o bem-estar dos outros, dedicado, de bom gosto, que valoriza as mulheres e absolutamente sexy!!! Claro que Amarilis é a protagonista dessa história. E quando ela começa a se descobrir, se torna uma protagonista incrível. Mas sem Tolú, nada disso seria possível.

Fernanda Castro criou uma fantasia que tinha tudo para ser clichê mas que surpreende a cada novo capítulo que o leitor devora graças ao bom ritmo da história, aos temas tratados e a boa fluidez da sua escrita. E nos trouxe uma fantasia nacional de fazer inveja a muito best seller estrangeiro.



Nenhum comentário

O seu comentário alegra o nosso dia!!!