• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Lendo com a Dani: A melhor coisa que nunca aconteceu na minha vida, Laura Tait & Jimmy Rice

    Todo mundo faz planos para o futuro. Mas será que a vida sempre leva aos caminhos desejados?

    Viajar pelo mundo, ter o emprego dos sonhos, um grande amor do passado. Cada um imagina que sua vida acontecerá de uma maneira diferente. Perto de completar trinta anos, Holly e Alex, que não se veem há onze anos, voltam a se encontrar por acaso.

    Como o reencontro vai afetar a vida desses velhos amigos de infância?

    Na adolescência a amizade escondia uma grande paixão não revelada. E que, mesmo com o passar dos anos, continuou na memória como lembrança ou arrependimento do que poderia ter sido. O que aconteceria se o destino reservasse a possibilidade de viver uma segunda chance, tanto na vida quanto no amor?

    A melhor coisa que nunca aconteceu na minha vida tem esse gostinho de primeiro amor. Com um enredo leve, romântico e engraçado, este casal de protagonistas te conquistará logo nas primeiras páginas.

    A melhor coisa que nunca aconteceu na minha vida (The Best Thing that Never Happened to Me)
    Autor(a): Laura Tait & Jimmy Rice
    Editora LeYa (2015)
    356 páginas

    Um livro desconhecido, com capa linda, uma premissa interessante e o susto da semelhança com um a leitura que causou grande decepção.


    Holly e Alex eram grandes amigos na escola, mas onze anos se passaram e eles agora são estranhos.

    Porém Alex relembra de seu sonho: mudar a vida de um aluno para melhor com seus ensinamentos em literatura.

    O livro é narrado por ambos, e com diferença no tempo... em geral um fato acaba levando a cenas do passado. De cara,  soou meio confuso, pois foi uma surpresa a mudança. Depois que acostumei, a leitura embalou.

    Holly que, na adolescência, era baladeira, bagunçada e ímã para garotos malas, agora mudou: trabalha como secretária, seu apartamento é extremamente organizado, tem uma gata que se chama Harold e deixou para trás o sonho de viajar o mundo.

    Alex sempre foi certinho, educado e gentil, sonhava em ser professor, mas agora, beirando os trinta, não vê como continuar em sua pequena cidade e se muda para Londres.

    Motsthon é uma cidade pequena, todos se conhecem e a fofoca voa longe, a mãe de Holly descobre a mudança e passa o email dela para o rapaz.

    Esse livro é um tanto clichê, sim. Porém ele tem uma narrativa legal. Saber se Holly vai mudar algumas atitudes, enxergar outras... 

    Os autores usam o queridinho "relacionamento entre amigos" como pano de fundo. Alex sempre foi apaixonado por Holly, mas tinha medo de falar a verdade e perder até isso. Já Holly enxergou isso tarde e em meio a desentendimentos ficou por isso mesmo.

    Gostei da interação dos personagens... ter o lado da história de cada um, o que sentiam, os medos, como reagiram...

    Os personagens secundários também são legais.

    Kev, o melhor amigo de Alex desde a escola, com sua maneira descolada e conversa de garanhão. Os conselhos meio loucos, sua aversão a relacionamentos. Eu ri bastante com a interação deles.

    Jemma, a amiga do escritório de Holly, com sua boca suja, todo um ar vida louca, mas com um sonho escondido sob a superfície.

    A mãe de Holly é do tipo dramático, sempre que liga, pergunta se vai ver a filha em breve... O pai do Alex é mais tranquilo.

    Nesse meio termo fiquem de olho no Kenny, ele vai surpreender!

    Um livro com tiradas divertidas, com algumas lições de vida quanto ao que merecemos, a não deixar nossos sonhos de lado e fazer diferença.

    Felizmente muito melhor que o livro que ele fez relembrar. =)



    14 comentários :

    1. Dani!
      Já gostei porque traz flashs do passado e mistura com presente, gosto desse artifício na escrita porque podemos ir conhecendo um pouco do passado das personagens; e, gosto também quando temos as duas visões dos dois protagonistas no livro, só isso já me deixou com vontade de ler.
      “O verdadeiro sentido do Natal não está nos presentes e nem no papai noel, mas sim no nascimento de Jesus Cristo, que veio ao mundo para nos libertar do pecado e ser o nosso único salvador!” (Andréia Godoi)
      Boas Festas!
      cheirinhos
      Rudy
      http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
      TOP Comentarista de DEZEMBRO ESPECIAL livros + BRINDES e 4 ganhadores, participem!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Fica bem esclarecedor mesmo. E pov diverso é muito bom.
        Obrigada

        Excluir
    2. Eu até gosto de ler um clichê de vez em quando, hehe. Nada contra.
      Apesar de não ser muito meu estilo, deve mesmo ser legalzinho!

      =)

      Suelen Mattos
      ______________
      ROMANTIC GIRL

      ResponderExcluir
    3. Oi.
      Apesar de não ser um estilo de leitura que chame minha atenção, se tiver oportunidade, vou dar uma chance ao livro!
      Ótima resenha.
      Beijos.

      ResponderExcluir
    4. Oi!
      Ainda não conhecia esse livro, mas gostei da historia, parece ser um livro leve mas que ao mesmo tendo nos faz questionar, mesmo sendo um clichê parece que a autora conseguiu colocar algo a mais, me deixando interessada !!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Sim, Suzana. Ela tem um toque muito bom. :)
        Obrigada.

        Excluir
    5. A historia deve passar para o leitor em não deixar as coisas para depois e viver aquilo que sente, esses desencontros dos personagens digamos assim, fez com que perdessem tanto tempo sem ficar juntos, poderiam ter aproveitado mais. Parece ser uma historia interessante.

      ResponderExcluir
    6. Acabei lendo esse livro pela capa. Gostei, achei o nome legal e só me joguei na história sem nem saber nada. E nossa, adorei! Ele tem um jeito um tanto estranho no começo, essa coisa de presente e passado pode até confundir mesmo, mas é legal pra ver como os personagens mudaram, o que não mudou e o que aconteceu pra eles serem como são e a vida ter seguido como seguiu. Achei legal. Dá pra ir desvendando as coisas. E pode até soar clichê a situação dos dois, mas é um livro bem gostoso de ler e vale a pena.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Cristiane! Estou eufórica por ter mais alguém que leu! Realmente dá uma confusão até acostumar, mas atinge bem o objetivo de mostrar no que mudaram e facilita para entreter.
        Obrigada!

        Excluir
    7. Oi, tudo bom?
      Não conhecia o livro ainda, mas parece ser bom, clichê, mas uma leitura que nos envolve. Essa coisa de menino certinho e menina baladeira, acaba que nos prendendo de certa forma, gosto quando temos o ponto de vista dos dois.
      Beijos *-*

      ResponderExcluir
    8. Não tenho nada contra clichês, fato, e não conhecia o livro, nunca tinha visto ou ouvido nada sobre ele. Só que dessa vez a narrativa não me chamou atenção, ao menos para ler imediatamente. Quem sabe depois?
      Beijos!

      ResponderExcluir
    9. Oi, Dani!!
      Adoro romances clichês!! E esse parece ser bem isso!! Mas também fiquei bem interessada em ler!! A capa é bem divertida!! Amei a resenha!!
      Beijoss

      ResponderExcluir
    10. Fiquei pensando qual foi o livro que esse te relembrou. Mais voltando ao livro, sobre a história, apesar de parecer ser bem batida, não deixa de ser uma leitura agradavel. Sem falar que eu amei saber que os personagens acabam indo em busca do seu sonho e que a autora usa do humor também, isso é sinal de uma boa diversão, né? Gostei de tudo, do que você falou, da capa, dos personagens... Por isso mais uma dica anotada.

      beijos

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!